Poder

Prefeito de Teresina cobra de Flávio Dino medidas mais rígidas contra a Covid-19

O prefeito de Teresina (PI), Firmino Filho (PSDB), mandou um recado ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), cobrando medidas mais rígidas contra o novo coronavírus.

Segundo o gestor, a política de combate à Covid-19 adotada pelo Maranhão não está sendo aplicada em todos os municípios, de certa forma atinge diretamente a cidade piauense, devido a proximidade dos Estados.

No vídeo, Firmino Filho afirma que casos da doenças oriundos de São Luís, Balsas, Lagoa da Pedra, Timon, cidades maranhenses, já foram registrados em Teresina. Em razão disso, ele faz uma apelo à Dino para que as medidas de quarentena seja mais rígidas e permanençam por mais tempo.

“Aqui em Teresina já tivemos 7 pessoas detectadas, positivadas pelo coronavírus exatamente vindas uma de São Luís, 3 de Timon, uma de Lago da Pedra e duas de Balsas. Após a abertura do Comércio no Maranhão, com exceção a Ilha, de Timon, nós já tivemos em cidades vizinhas, como a de Parnaíba, o Hospital Regional sendo utilizado por n acidentes relacionados a cerveja e alcool, nós entendemos que aquilo que acontece no Maranhão também tem repercussão no Piauí. á existem planos de saúde que trabalham no Maranhão que estão buscando comprar leitos clínicos e leitos de UTI nos hospitais particulares e filantrópicos e Teresina”, frisou o prefeito de Teresina.

Além disso, pede que seja montada uma coordenação entre o Maranhão e o Piauí para articular ações de prevenção contra o vírus e para que o sistema de saúde dos dois estados não entrem em colapso.

“Estamos extremamente preocupados com liberação, com o levantamento da quarentena pelo Maranhão a fora. Muitos desse pacientes infectados, que já precisam de atenção estão correndo para cidade de Teresina, tanto aquilo que é feito aí tem repercussão em Teresina. E no nosso Estado, todos os municípios permanecem em quarentena”, desabafou o gestor.

Assista :


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários