Poder

Dono de pirâmide financeira é condenado a pagar R$ 2,6 milhões a investidor

O juiz titular da 8ª Vara Cível da Capital, José Eulálio Figueiredo de Almeida, determinou que a Abdon Murad Júnior Participações e Empreendimentos Imobiliários Eireli pague o débito R$ 2.649.720,00 milhões a Fernando Jorge Cutrim Demétrio. O valor tem que ser liquidado em 3 dias.

Segundo o despacho do dia 23 de setembro, caso a empresa não pague o débito dentro do prazo, o oficial de justiça procederá de imediato à penhora de bens e a sua avaliação. A Abdon Participações ainda terá que arcar com os honários advocatícios.

A empresa, que é de propriedade do médico e empresário Abdon Murad Júnior, fica localizada sediada no luxuoso edíficio Península Mall Offices, na Península da Ponta da Areia, em São Luís e está sendo acusada de montar uma pirâmide financeira e dar calote em diversos investidores.

Murad vem acumulando uma série de derrotas na justiça maranhense, que o obriga a pagar aos clientes que investiram cifras altíssimas na Abdon Participações (reveja aqui, aqui, aqui e aqui).

Acesse a decisão aqui


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Dono de pirâmide financeira é condenado a pagar R$ 2,6 milhões a investidor”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Gerson

    RONALLDO LOPES Lima perdeu 400 mil reais . DINHEIRO SUJO DE AGIOTAGEM E PROPINAGEM

  2. José Iran

    Isso Gerson,o que ainda salvar o dono da Pirâmide,é que a maioria “aplicou”dinheiro sujo de propina e corrupção e não tem como comprovar perante o Juiz que,espero que esteja cobrando a origem do dinheiro.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários