Poder

Câmara barra pedido de impeachment de Edivaldo Holanda Júnior

A Câmara de Vereadores de São Luís barrou, nesta segunda-feira (20) o pedido de abertura do processo de impeachment do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

A denúncia foi formalizada pelo advogado Pedro Michel da Silva Serejo, que alegou que o chefe do Executivo Municipal cometeu crime de improbidade administrativa grave ao efetuar o pagamento de R$ 38 milhões por meio da PL 55/2019 à empresa SLEA São Luís Engenharia sem autorização da Casa Legislativa (saiba mais).

Dos 28 parlamentares, 3 votaram a favor de abrir o processo na Casa Legislativa, Marcial Lima, César Bombeiro e Estevão Aragão.

25 vereadores votaram contra o pedido: Isaias Pereirinha, Silvinho Abreu, Fátima Araújo, Afonso Manoel, Concita Pinto, Astro de Ogum, Edson Gaguinho, Josué Pinheiro, Sá Marques, Dr. Gutemberg, Raimundo Penha, Paulo Victor, Marcelo Poeta, Antonio Garcez, Aldir Júnior, Ricardo Diniz, Barbara Soeiro, Marquinhos, Nato Júnior, Pavão Filho, Genival Alves, Joãozinho Freitas, Umbelino Júnior, Chaguinhas e Beto Castro.

Os parlamentares Chico Carvalho e Honorato Fernandes se abstiveram.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários