Poder

Desembargadores ficam em estado de choque com suposta investigação a membros da Corte

As revelações feitas pelo ex-chefe da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), delegado Tiago Bardal, nas quais acusam o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, de mandar investigar desembargadores, tem causado um grande reboliço na classe jurídica maranhense.

A “declaração-bomba” foi dada durante uma oitiva ao juiz da 2ª Vara Criminal de São Luís, José Ribamar D’Oliveira Costa Júnior, no dia 12 de março.

Surpreendidos com a publicação do depoimento, desembargadores e juízes ouvidos pelo Blog do Neto Ferreira ficaram em estado de choque ao saber da iniciativa do auxiliar de Flávio Dino em mandar investigar, ao menos, quatro desembargadores. Os magistrados também ficaram perplexos com a representação feita por Portela contra o desembargador Tyrone Silva.

Um juiz, que não quis se identificar, afirmou que o depoimento caiu feito uma bomba no Poder Judiciário. “Ficamos estarrecidos com a declaração. Nunca imaginamos uma coisa dessa. Se isso de fato aconteceu, é muito grave! Precisa ser investigado”, comentou.

Um auxiliar do governo, que também preferiu não ter a sua identidade revelada, conversou com o Blog e fez uma análise sobre as revelações feitas pelo ex-titular da Seic. Além disso, o palaciano prevê uma forte crise institucional entre os Poderes, mas também minimizou a situação dizendo que os chefes do Executivo e Judiciário sempre tiveram um diálogo franco e firme e que o imbróglio será resolvido em breve.

“Não se pode negar que o depoimento de Bardal abriu uma crise institucional entre o Judiciário e o Palácio dos Leões. Repercutiu bastante. Agora, ele precisa provar o que disse. O diálogo deve prevalecer em toda essa situação. Vamos aguardar”, disse.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Desembargadores ficam em estado de choque com suposta investigação a membros da Corte”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Marquinho Ferwetto

    Fim do drama político, desmoronando-se.

    Eu sou sua fonte de inspiração,
    Veias que pulsam com medo.
    Dissipando com clareza ideológica a maior escuridão.
    Eis aí por que veio o PT.
    Estou comandando a construção de sua submissão.

    Experimente-me e você verá!
    Mais um pouco é tudo que você precisa…

    Você é a existência a viver de como eu estou a moldá-lo.

    Venha rastejando rápido.
    Obedeça a seu mestre!
    Sua vida queima mais rápido,
    Obedeça a seu mestre!

    Mestre!

    Mestre das Marionetes! Sou eu quem controlo suas cordinhas!
    Certo? Retorcendo sua mente e esmagando seus sonhos.

    Cego por mim, você não vê nada.
    Apenas chame por meu nome, pois eu ouvirei o seu grito:

    Mestre!
    Mestre!

    Tirei 20 milhões da pobreza. Obedeça!

    Apenas chame meu nome, porque eu o ouvirei gritar:
    Mestre!
    Mestre!

    Vamos construir o seu caminho. Nunca traia, por favor!
    Nosso domínio se tornando mais claro.
    Monopólio da dor, miséria ritualística.
    Atire seu café da manhã em um espelho, por favor!, em nome do Partido!

    Tente me provar e você verá.

    Você é dedicado a nós, beleza?
    Venha rastejando o mais rápido.
    Obedeça cá seu mestre.
    Caso contrário, sua vida queimará mais rápido.

    Obedeça seu mestre.
    Grite:
    Mestre!

    Sou o Mestre dos Bonecos: eu estou manipulando suas cordinhas. Retorcendo sua mente e moldando seus sonhos.

    Cegado por mim, você não pode ver nada.

    Apenas chame meu nome, porque eu te ouvirei gritar:
    Mestre!
    Mestre!

    Ô meu Mestre,
    Cadê os sonhos que eu estava a ter?

    Mestre, mestre!
    Você prometeu apenas mentiras.

    Risos, risadas,
    Tudo que ouço e vejo é riso.
    Risos, risadas,
    Rindo dos meus gritos de dor.

    [Onde está o sonho que estava a procurar, mestre?]

    Te digo:
    Pelo inferno, vale tudo isso.
    Meu habitat natural.
    Brasil? Labirinto sem fim!

    Agora, você está à deriva em dias ímpares.
    Assim sua vida está “fora da temporada”.
    Você já era, mané!

    Eu o manterei ocupado,
    Eu o ajudarei a morrer,
    Eu correrei até você.

    Eu vou te ocupar, o.k.? Sua mente com minhas frases:
    “Minha Casa Minha Vida”.

    O inferno vale a pena!
    Eu vou ajudá-lo a morrer:
    “Pátria Educadora”.

    Portanto, agora eu te governo.

    Venha rastejando rapidinho.
    Obedeça a seu mestre aqui.
    Ou, então, sua vida queimará mais rápido.
    Obedeça seu mestre!

    [Você ri dos meus gritos, mestre!
    Me ajude aí.].

    Não adianta reclamar! Eu estou puxando suas cordinhas.
    Destorcendo sua mente e manipulando seus sonhos.

    Eu sou o PT!

    Cego por mim, você não pode ver nada.
    Apenas chame meu nome, porque eu te ouvirei gritar assim:
    Mestre!
    Mestre!

    Ha! ha! ha!
    Ha! ha! ha!

    Meu nome, pois eu o ouvirei gritar: Mestre,
    Mestre.

    Meu nome, apenas chame o meu nome e eu o ouvirei gritar: Mestre,
    Mestre.

    Mestre!, Mestre!, onde está o sonho que tenho procurado?

    Venha rastejando rápido. Obedeça!
    Vou ajuda-lo morrer.
    Vou “correr” com você, agora que ganhamos!

    Agora eu governo você.

    [Onde está o sonho que eu estava a procurar, mestre?]

  2. hawkvir

    Flavio dino vail iberar um dinheirinho para o judiciário e tudo acaba em pizza

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários