Poder

Flávio Dino se diz inocente; STJ pode abrir investigação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, encaminhou indícios de irregularidades supostamente cometidas pelo governador Flavio Dino (PCdoB), para o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O STJ, que deve ou não mandar investigar Dino, receberá nesta semana petições, onde uma delas decorrente da delação bombástica de ex-executivos da Odebrecht.

A partir de informações obtidas em acordo de colaboração premiada, ex-executivos do Grupo Odebrecht citaram Flavio Dino no bojo das investigações da Lava Jato, que tem como relator o ministro Fachin.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu que o ministro do STF encaminhasse a delação que envolve o nome do governador do Maranhao para o Superior Tribunal de Justiça.

Após ter o nome citado em delações, Flavio Dino se manifestou pelo twitter alegando ser inocente.

O justo propósito de investigar crimes muitas vezes atinge injustamente pessoas inocentes. É o meu caso.

Tenho consciência absolutamente tranquila de jamais ter atendido qualquer interesse da Odebrecht, nos cargos que exerci nos 3 Poderes.

Se um dia houver de fato investigação sobre meu nome, vão encontrar o de sempre: uma vida limpa e honrada.

Tenho absoluta certeza de que a verdade vai prevalecer, separando-se o joio do trigo.

Inevitável a indignação por ser citado de modo injusto sobre atos que jamais pratiquei. Mas infelizmente faz parte da atual conjuntura.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários