Poder

O sumiço do livro de registro do hospital de Coroatá

No livro estava registrado que a filha do vereador não estava indo trabalhar.

Mais uma prova aponta Tassia Vasconcelos, que é filha do vereador Cássio Conceição (PSDB) e enfermeira, como funcionária fantasma do Hospital Macrorregional de Coroatá.

Em fevereiro, o Blog divulgou informações que afirmam que a funcionária não cumpre corretamente com a sua jornada de trabalho (Reveja)

A partir disso, surgiu outro indício de que Tássia, juntamente com a sua mãe que é coordenadora de enfermagem da unidade hospitalar, estaria burlando a lei. Segundo relatos, nessa semana o Livro de Registro de Atividade da UTI Adulta sumiu.

Ainda de acordo com a denúncia, no livro estava registrado que a filha do vereador não estava indo trabalhar.

A imagem abaixo é um recorte do objeto onde estava o registro do não cumprimento do plantão.

IMG-20160307-WA0043


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “O sumiço do livro de registro do hospital de Coroatá”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Esquema fraudulento é denunciado no Hospital Macrorregional de Coroatá « Neto Ferreira – Conteúdo Inteligente

    […] E em dezembro, misteriosamente, sumiu um pen drive da Coordenadora Administrativa do Hospital, Karla Maria Carneiro, que continha diversas informações profissionais e documentos de folhas de pagamento, depósitos do Banco do Brasil e escala de plantão de profissionais do Hospital. Alguns arquivos possuíam informações sigilosas. Na ocasião, a funcionária registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia do Município de Coroatá. O livro de ponto também chegou a desaparecer da unidade, conforme publicado no dia 8 deste mês no Blog (Reveja). […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários