Poder

PF indica que dinheiro desviado da Saúde foi como doação para o PMDB

Em um dos trechos do material analisado pela PF, a quantia de R$ 1 milhão de reais foi transferida, em 2010, para a conta do comitê estadual do PMDB da conta da empresa investigada.

Análises feitas em documentos pela Polícia Federal durante as investigações sobre desvio de verbas públicas da Secretaria de Saúde do Maranhão (SES), apontam que a Litucera Limpeza e Engenharia Ltda fez doações milionárias, dinheiro supostamente desviado da SES, para o financiamento de campanhas eleitorais.

Os valores se concentraram, principalmente, no partido do PMDB estadual e municipal. O montante de quase R$ 2 milhões de reais foi doado entre os anos de 2010 a 2014.

Em um dos trechos do material analisado pela PF, a quantia de R$ 1 milhão de reais foi transferida, em 2010, para a conta do comitê estadual do PMDB da conta da empresa investigada. Em 2012, a Litucera doou o valor de R$ 200 mil para o comitê financeiro municipal de Coroatá.

Ainda em 2012, a empresa enviou o montante de aproximadamente 570 mil para candidatos a vereadores e a prefeito de diversos partidos, como PV, DEM, PSC, PMN, PRP, PTN, PP, PSDC, PRB, PPS, PSD, PTB, PR e o PMDB.

Entretanto, o maior valor foi para a legenda peemedebista. Cerca de R$273 mil, sendo que R$ 186 mil foi para a candidata Maria Teresa Trovão Murad, que atualmente é prefeita de Coroatá e esposa do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad.

Já em 2014, a Litucera se concentrou apenas na candidatura de Andréa Murad, filha do ex-gestor da saúde, e enviou o valor de R$ 200 mil para o financiamento da campanha eleitoral da atual deputada estadual.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários