Poder

Tribunal nega prisão, mas afasta prefeita de Açailândia do cargo

A prefeita de Açailândia, Gleide Lima Santos, acusada de uso indevido de bens públicos, foi afastada pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA). No mesmo julgamento, foi determinado o afastamento do secretário de Obras, Wagner de Castro Nascimento.

Prefeita foi afastada.

Prefeita foi afastada.

A Câmara também decidiu pelo encaminhamento da decisão ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e ao vice-prefeito da municipalidade, Juscelino Oliveira e Silva.

Os desembargadores João Santana (relator), e os desembargadores Raimundo Melo e José Bernardo Rodrigues acompanharam, parcialmente, o pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA), formulado pelo procurador de Justiça, Eduardo Jorge Heluy Nicolau, acatando o afastamento e negando o pedido de prisão.

Ao proferir o voto acompanhando o relator do processo, o desembargador Raimundo Melo citou que a prefeita já responde a outras ações criminais tipificadas no Decreto 201/67.

FATOS – Consta no processo, que vídeos foram encaminhados à Promotoria de Justiça da Comarca de Açailândia com imagens que mostravam a utilização de profissionais e máquinas do Município na fazenda Copacabana de propriedade da gestora e de seu companheiro, Dalvadisio Moreira dos Santos. Entre os serviços citados foram incluídos o melhoramento em estrada que somente dá acesso a nova sede da propriedade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Tribunal nega prisão, mas afasta prefeita de Açailândia do cargo”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. kassio

    Em igarape do meio foi o mesmo
    Na fazendo do secretario de financia.

  2. netoferreira

    Se tiver como me mandar fotos serei grato.

    blogdoneto@live.com ou pelo whats 98 987561819

  3. kassio

    Fazenda.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários