Poder

Confusão em Lago da Pedra envolve a Justiça

image

Depois dos graves acontecimentos do primeiro dia do ano, com depredação de bem público, (quebra-quebra do prédio da Câmara), uso de foça policial e cidadãos e parlamentares feridos ou agredidos, a postagem de mensagens de pessoas ligadas ao grupo da ex-vereadora Wanessa Morais, cassada por faltar as sessões parecem querer comprometer a isenção e imparcialidade do Juiz da Comarca, Dr. Alexandro Bandeira.

Dayse Duarte, sobrinha do vereador Henrique Paraibano, um dos lideres da oposição postou em uma rede social:
“……Qdo tudo tinha terminado e orientado pelo advogado e pelo juiz, o povo e os vereadores de oposição, foram para a praça pública já que não (tinha) mais a maioria e fizeram uma nova eleição.”

O advogado da presidente da Câmara, Dr. Márcio Coutinho, que assim se manifestou: “É muita séria o comentário, mas não devemos nos precipitar julgando a imparcialidade da Justiça tão somente com base em postagens de rede social”.

Ao ser lembrando que as duas decisões do juiz foram desfavoráveis à sua cliente (a presidente Lorena), o advogado respondeu: “É verdade, foram duas decisões liminares em sede de Mandato de Segurança, o primeiro por nos impetrado e, após muitos dias, o Juiz entendeu contrariamente aos nossos argumentos e a segunda liminar, requerida por eles (a oposição), foi decidida em tempo recorde a favor deles (a oposição). Ambas foram reformadas pelo Tribunal de Justiça, por dois desembargadores diferentes.
Preciso continuar acreditando no equilíbrio e equidistância do magistrado de base”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Confusão em Lago da Pedra envolve a Justiça”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. indignado

    É para ficar indignado. Onde vamos parar?! O trabalhador tem de cumprir 40h semanais para receber um salário minimo, se faltar o tanto que essa vereadora faltou, proporcionalmente, seria demitido. Não sou contra a caçassão do mandato dessa jovem vereadora. A justiça e o legislativo são poderes distintos e não deveria um interromper o trabalho do outro. Sou a favor que os vereadores faltosos sejam caçados.

  2. A VERDADE DOS FATOS

    ESSA SITUAÇÃO DE LAGO DA PEDRA PRECISA SER AVALIADA PELA JUSTIÇA POIS O POSICIONAMENTO DO JUIZ E NO MINIMO ESTRANHO POIS E PUBLICO E NOTORIO QUE OS DESPACHOS DO MAGISTRADO SEMPRE SAEM EM TEMPO MUITO HABIL PARA OPOSIÇÃO.PORTANTO E NECCESARIO AVERIGUAR PRINCIPALMENTE DEPOIS DESSES COMENTARIOS EM REDE SOCIAL…..

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários