Poder

Deputados criticam retirada do fusca do “Pirata” da Litorânea

Deputados criticaram, na sessão desta quinta-feira (13), a retirada do fusca do “Pirata” da Litorânea, pela Secretaria de Trânsito e Transporte de São Luís. O primeiro que abordou o assunto foi o deputado Jota Pinto (PTN), acompanhado pelos colegas de plenário Roberto Costa (PMDB) e Eliziane Gama (PPS), que fizeram críticas na mesma linha.

“O fusca era sua moradia e o cidadão vivia daquilo que vendia. Era artesão e poeta. A gente passava e ele estava lá com seu violão. É uma pessoa que não tem moradia. A moradia era seu fusca aonde se abrigava da chuva, do sol”, disse Jota Pinto.

O deputado afirmou que o fusca já era aração turística. “O fusca era até um cartão postal, porque todos os turistas que passavam ali faziam questão de bater uma foto perto daquele fusca e naquele fusca ele estava trabalhando, pintado com as cores da bandeira do Brasil”, enfatizou.

Os demais parlamentares também disseram que o problema seria social.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Deputados criticam retirada do fusca do “Pirata” da Litorânea”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Patricia

    Belo exemplo os deputados estão dando em defender uma situação irregular. Por que será?

  2. RONYERE

    Deveriam mesmo era reconhecer a inoperância do Estado que negligencia o direito social à moradia. Por que não incluir o pirata da litorânea em um programa de habitação da prefeitura, Estado ou Gov. Federal? É no mínimo ridículo defender a permanência do fusca porque é o veículo a moradia do artista! Ridículos!

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários