Poder

PF conduz ex-prefeitos de Paulo Ramos, Arari, Cajapió e Pedro do Rosário

A Polícia Federal do Maranhão deu continuidade hoje (27) a Operação Usura II, para apurar o desvio de recursos públicos federais nos municípios maranhenses de Arari, Cajapió, Paulo Ramos e Pedro do Rosário.

De acordo com informações, a quadrilha que está sendo ouvida pelos delegados Mário Fanton e Emerson, tinha atuação na gestão de Noronha, ex-prefeito de Paulo Ramos e Adilton Martins, ex-prefeito de Pedro do Rosário entre outras prefeituras.

Foram cumpridos outros mandados de condução coercitiva e mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal de São Luís, para serem executados nos municípios maranhenses.

O motivo das conduções decorre de obter declarações de pessoas envolvidas na investigação e a busca de documentos pertinentes às provas já obtidas.

As empresas relacionadas com os agiotas Gláucio Alencar, Miranda Pontes e Pacovan são investigadas pela Polícia Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

4 comentários em “PF conduz ex-prefeitos de Paulo Ramos, Arari, Cajapió e Pedro do Rosário”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. André Veiga da Silva

    Esses pilantras devem ir pra trás das grades!
    Utilizar dinh. da merenda escolar e da saúde para pagar agiotas deveria ser crime hediondo.
    Que pena das crianças de Mirinzal! Esse Ivaldo Ferreira (que responde pela alcunha de Brasil) é um ladrão!!!

  2. silva

    Cadeia neles..

  3. Ricardo Gomes

    BOMBA… EM PAÇO DO LUMIAR.

    A seção da câmara de vereadores de Paço do Lumiar na próxima terça-feira 01.10.2013 promete abalar as estruturas dos poderes judiciário, legislativo e o atual executivo luminense. Acontece que um ex-prefeito e um vereador tem sido alvo de uma campanha sistemática de extorsão, por empresário dono de uma famosa casa de eventos e do ramo gráfico e um Blogueiro.

  4. Gilson do Maranhão.

    Neto Ferreira, não tens nada de informação sobre a operação ASTIAGES que a Polícia Federal realizou em Barra do Corda descobrindo o desvio de mais de 50 milhões de reais dos cofres daquela prefeitura, culminando com o mandado de prisão do prefeito larápio “Nenzin”? Que só não foi preso porque fugiu e em seguida conseguiu um habeas corpus para se livrar da cadeia e também por ser apadrinhado pela velha raposa, Jose´Sarney.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários