Poder

Bancários decidem entrar em greve a partir de 19 de setembro

Decisão foi tomada pela categoria em assembleia realizada na quinta-feira (12), na sede do SEEB-MA, em São Luís.

Em assembleia realizada nesta quinta-feira (12/09), os bancários maranhenses decidiram entrar em greve por tempo indeterminado a partir do dia 19 de setembro (quinta-feira).

A exemplo do Maranhão, sindicatos de todo o país, como o do Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Bauru, Santos, São Paulo, dentre outros, já preparam o movimento paredista.

A deflagração da greve é uma resposta à intransigência dos banqueiros e do Governo Federal (patrão dos bancos públicos), que ignoraram todas as reivindicações dos bancários e ofereceram apenas 6,1% de aumento na última rodada de negociação ocorrida no dia 05 de setembro.

O índice é considerado rebaixado e insatisfatório diante dos lucros dos bancos e dos baixos salários pagos à categoria.

Além de reajuste decente de 22%, os trabalhadores querem avanços nas demais pautas, como: PLR de 25% do lucro líquido distribuídos de forma linear, piso do Dieese (R$ 2.860,21), reposição das perdas salariais, isonomia, contratação de mais bancários, saúde, segurança, respeito à Lei das Filas, dentre outras reivindicações.

Assembleia de Organização

Os bancários maranhenses se reúnem, na quarta-feira (18/09) às 18h, na sede do Sindicato dos Bancários do Maranhão (SEEB-MA), na Rua do Sol, Centro de São Luís, para definir os últimos detalhes da greve que atingirá bancos públicos e privados. Bancários, compareçam!

O SEEB-MA convoca toda a categoria para participar da greve, fortalecendo os piquetes nas agências. Só uma grande mobilização será capaz de pressionar a classe patronal a atender as reivindicações dos bancários que visam, não só, um ganho econômico para a categoria, mas condições dignas de trabalho para os bancários e de atendimento aos clientes e usuários dos bancos!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários