Poder

Vídeo de sexo de assessora será parte do ‘folclore’ da CPI, diz deputado

Para Paulo Teixeira (PT-SP), vazamento de vídeo de sexo foi '‘lamentável'’.

Denise Rocha

Denise Rocha

O vice-presidente da CPI do Cachoeira, deputado Paulo Teixeira (PT-SP), classificou como “fato do folclore” o vídeo de sexo assistido por alguns parlamentares durante uma sessão na semana passada em que integrantes da comissão ouviam o depoimento do prefeito de Palmas, Raul Filho (PT).

Segundo Teixeira, o episódio confere “características de novela” ao histórico da CPI, mas não terá influência na investigação das relações do contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, com políticos e empresários.

O vídeo, de 2 minutos e 57 segundos, que vazou na internet, mostra cenas de sexo entre um homem e uma mulher, que seria Denise Leitão Rocha, assessora do senador Ciro Nogueira (PP-PI). O parlamentar afirmou que ela deve ser demitida. A assessora se diz alvo de “acusações injuriosas”.

Para o vice-presidente da CPI, “um fato como este é um fato do folclore”. “É um tema que não tem relação com a CPI, mas dá as características de novela a esta CPI. Uma CPI que tem um senador que era mocinho, mas tinha um vínculo com o lado de lá; tem uma pessoa que está presa; a relação com os políticos; a musa da CPI, e agora uma situação como esta. Então, é uma CPI com todos os ingredientes [de uma novela]””, disse o deputado.

Clique aqui e assista as cenas picantes da assessora.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários