Poder

Ricardo Guterres discute em Brasília Instalação do Luz para Todos

O Programa Luz para Todos vai chegar a grupos remanescentes de quilombos, indígenas e ilhas do Maranhão que ainda não beneficiadas com essa ação governamental. A proposta, um reivindicação dessas comunidades, foi discutida em reunião do secretário de Estado de Minas e Energia, Ricardo Guterres, com o diretor nacional do Programa, Aurélio Pavão, esta semana, em Brasília.

Secretário Ricardo Guterres reunido com o diretor nacional do Programa Luz para todos, Aurélio Pavão, e técnicos do Governo Federal

Secretário Ricardo Guterres reunido com o diretor nacional do Programa Luz para todos, Aurélio Pavão, e técnicos do Governo Federal

De acordo com Ricardo Guterres, as soluções que estão sendo estudadas acatam compromissos da governadora Roseana Sarney e do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão. “O diretor do programa afirmou que o ministro está particularmente empenhado com a solicitação da governadora de viabilizar ações que atendam às necessidades das comunidades tradicionais do Maranhão”, disse o secretário.

Um levantamento identificou cerca de 5 mil pontos sem acesso ao Luz para Todos, a maioria pequenos povoados maranhenses, onde vive poucas famílias, incluindo comunidades de pescadores em ilhas.

Segundo Ricardo Guterres, há dificuldades para se viabilizar, técnica e economicamente, redes de transmissão convencionais para povoamentos muitos pequenos. “A saída é buscar soluções criativas como o uso de postes de fibra de vidro que pesam cerca de 110 kg, no lugar de postes comuns, de concreto, com mais de mil quilos, o que dificulta o transporte para áreas isoladas”.

No Maranhão, a Seme, em parcerias com instituições como a Universidade federal do Maranhão (Ufma) e o ministério, já viabilizam projetos de instalação de métodos híbridos de geração de energia elétrica, a partir de sistemas solar, eólico e diesel. “Essa é uma alternativa muito viável”, afirmou Guterres.

Metas

No Maranhão, este ano, serão investidos R$ 220 milhões no Luz para Todos, sendo que a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) entrará com a contrapartida de 25%. A meta é realizar 22 mil ligações. Mais de 300 mil domicílios passaram a ter acesso a energia elétrica no Maranhão, com o Luz para Todos, beneficiando quase 1,5 milhão de pessoas nos 217 municípios.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Maranhão foi o estado que mais evoluiu no acesso à energia elétrica no país, como resultado da execução do Luz para Todos. Enquanto a média do Brasil cresceu 1,75% entre 2005 e 2010, a do estado chegou a 13,67%.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Ricardo Guterres discute em Brasília Instalação do Luz para Todos”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. mefgreelm

    payday loanspayday loans , http://paydayloansusa1h.com/#5825 payday loans

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários