Poder

Vereadores recebem denúncia contra prefeito de Buriticupu

O requerimento foi aprovado com 6 votos e entregue à Mesa Diretora da Câmara Municipal.

Prefeito de Buriticupu

Prefeito de Buriticupu

A disputa entre os poderes Legislativo e Executivo em pendências continua pegando fogo em Buriticupu. Na sessão da Câmara Municipal, realizada na última sexta-feira (25), o cidadão Flavio Pereira de Oliveira entrou com um pedido aos vereadoresl para que seja aberta a Comissão Processante a fim de investigar supostas irregularidades cometidas pelo prefeito Antonio Marcos de Oliveira, mais conhecido como “Primo”, do PDT.

O requerimento foi aprovado com 6 votos dos nove vereadores e entregue à Mesa Diretora da Câmara Municipal.

Nele constam várias denúncias que precisam ser apuradas, entre as graves, está uma movimentação do prefeito municipal, além do mês de janeiro de 2012 a representada deixou de repassar os 7% (sete por cento) mensal dos valores arrecadados pelo município ao legislativo.

Veja abaixo a denúncia que poderá levar a cassação do prefeito de Buriticupu:

O representado sistematicamente tem Impedido o funcionamento regular da Câmara descumprindo a Lei Orçamentária Anual aprovada para o exercício de 2012, uma vez que não tem repassado os recursos de acordo com os termos dessa Lei. Como exemplo pode-se mencionar o seguinte: desde o mês de janeiro de 2012 o representado deixou de repassar os 7% (sete por cento) mensal dos valores arrecadados pelo município ao legislativo. O texto Constitucional no seu art. 29A, I, assegura o repasse do percentual acima citado, para a manutenção da Casa Legislativa nos municípios que tem até 100 mil habitantes, porém o Executivo Municipal enviou proposta da LOA 2012 (doc. 1), com o valor orçado para Câmara de Vereadores no valor de 1.793.000,00, que dividido por 12 meses daria um valor mensal de 149.500,00, a Câmara entrou com uma emenda ao orçamento, fazendo remanejamento de despesas, sendo aprovado por unanimidade o valor de 1.942.000,00 que daria um valor mensal de 161.833.033 (doc 2), o prefeito municipal vem repassando valores inferiores, desrespeitando tanto a proposta do executivo quanto a proposta aprovada pela Câmara de vereadores, o valor repassado atualmente é menor que o duodécimo do ano de 2008, que a partir de outubro foi no valor de 115.000,00 (cento e quinze mil reais) mensais, descumprindo assim o inciso VI do art. 4º do decreto Lei 201/67, (docs. 3 e 4).

Documentos em anexo revelam que no inicio do ano de 2011, nos quatro primeiros meses, o valor repassado chegava até 160.000,00 (cento e sessenta mil reais), enquanto que no primeiro quadrimestre de 2012 esse montante foi de apenas R$ 110.000,00 (cento e dez mil)/mês  (doc. 3). Ressalte-se que é facultado ao Chefe do Executivo reduzir o montante do repasse financeiro mensal ao Legislativo, devendo, para tanto, editar um Decreto estabelecendo quotas mensais de desembolso financeiro, abrangendo, uniformemente, todas as unidades orçamentárias do município, inclusive a Câmara Municipal, para ajustar a despesa da municipalidade à efetiva arrecadação. Acontece que as receitas do município tem sido crescente ano após ano o que não justifica a redução dos repasses ( doc. 5).

Consequentemente, essa desobediência tem acarretado vários problemas ao funcionamento da Casa Legislativa, dentre eles o não pagamento da verba indenizatória aos vereadores, verba esta aprovada através de lei especifica nº 258 em dezembro de 2011 (doc. 6), o mais grave é que estar na folha de pagamento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Vereadores recebem denúncia contra prefeito de Buriticupu”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Prefeito de Buriticupu pode ser cassado

    […] Lei Orgânica daquele município, que é de 7% da receita, à Câmara Municipal. Mais detalhes no blog do Neto Ferreira. Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo […]

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários