Poder

Polícia Federal faz Operação em Imperatriz contra fraude no DPVAT

A Polícia Federal em Imperatriz iniciou nesta terça-feira uma ação contra prática de fraudes no processo de retirada de valores do Seguro Obrigatório de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), administrado pela Seguradora Líder. O prejuízo total causado é estimado em R$ 1,5 milhão somente no ano de 2011.

Na Operação Sinistro, trabalham 89 policiais federais dos Estados do Maranhão, Piauí e Pará, para dar cumprimento a nove mandados de prisão preventiva, quatro mandados de prisão temporária e 15 mandados de busca e apreensão, nas cidades de Imperatriz (MA), Senador La Rocque (MA) e Marabá (PA).

A investigação teve início após a abertura e a movimentação de três contas bancárias na Caixa Econômica Federal, que teriam sido feitas com documentos falsos. Teriam sido depositados e sacados os valores de três seguros DPVAT, no valor individual de R$ 9.450, totalizando R$ 28.350, o que resultou na instauração de Inquérito Policial em março de 2011.

A polícia acredita que a quadrilha recrutava pessoas para pedir o seguro, falsificava documentos atestando lesão ou seu agravamento, como laudos do Instituto Médico Legal, prontuários médicos, certidões de ocorrência policial, RG e CPF, entre outros.

Os investigados responderão pelos crimes de falsificação de documento público e particular, falsidade ideológica, uso de documento falso, estelionato e formação de quadrilha ou bando.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários