Poder

No Maranhão, quatro presos homossexuais têm visita íntima

Casal leva relacionamento dentro da cadeia

Casal leva relacionamento dentro da cadeia

O blog realizou levantamento junto ao órgão competente, a Secretaria da Administração Penitenciária, que apontou onde pelo menos 4 presos homossexuais  no estado do Maranhão solicitaram autorização para a visita íntima desde o início do segundo semestre de 2011, quando foi publicado uma portaria pelo Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP) que estendeu o direito aos heterossexuais em 1999.

Embasado em números, cinco outros estados não registraram nenhum pedido e outros seis estados, mais o Distrito Federal, disseram que não possuem dados separando casais homossexuais e heterossexuais.

Quando relacionamentos começam atrás das grades

Quando relacionamentos começam atrás das grades

Segundo o Ministério da Justiça que é responsável por políticas públicas, caberá às dezenas de unidades prisionais do Maranhão receber os pedidos e posteriormente criar sérios procedimentos que sejam internos, na objetividade de pelo menos uma vez por mês sejam realizadas as visitas.

Essa decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) disponibiliza a união de homossexuais, favorecendo a eles o amparo dos mesmos direitos entre homem e mulher.

No estado vizinho do Piauí, em 2011 havia 59 presos que declararam manter relações homoafetivas dentro ou fora do presidio.

Vale ressaltar neste caso, a importância da prevenção de doenças transmissíveis, que hoje o estado mantém um alto índice de presos infectados dentre de cadeias do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários