Poder

Aonde vai parar a oposição “desunida” de Barra do Corda?

Na última sexta-feira, dia 16, políticos que se julgam ser “oposição” ao prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o Nenzim (PV), voltaram a se reunir na residência do empresário Leocádio Batista, que fica na sede do município.

O encontro dos opositores serviu para voltar a discutir a sucessão de Nenzim, e teve a participação do vereador Aldo Andrade (PRT), do jovem Eric Costa (PSC), Leandro Sampaio Avelar (DEM), Antônio Soares, do petista Antônio Soares, Charles eletricista (PCdoB), Gil Lopes (PR), Capitão Ribeiro (sem partido), Perdigão Filho (PRTB) entre outros.

Na ocasião, os pré-candidatos não chegaram a um consenso para a escolha de um nome que irá disputar a prefeito pela oposição. Já o ex-prefeito Avelar, não abriu mão da candidatura do seu pupilo Leandro Sampaio, no qual motivou uma crise enorme dentro do grupo que tenta a todo custo trabalhar para derrotar o candidato da família Telis, que até o momento se chama Aderoldo.

Durante a reunião, dos oito pré-candidatos a prefeito pela oposição, apenas quatro deles concordaram em apoiar o candidato que maior pontuação tiver nas pesquisas. Os outros quatro não abriram mão da candidatura, entre eles o vice-prefeito de Barra do Corda, Aristides Milhomem (PSD).

Aristides Milhomem declarou ao blog, que mantém o apoio do seu irmão, o deputado estadual Tatá Milhomem (PSD), e busca fortalecer sua candidatura junto a governadora Roseana Sarney.

Com isso, a falta de unidade e o imbróglio que se instalou no grupo da oposição que hoje é encabeçada por oito pré-candidatos, poderá resultar em uma grande derrota no pleito deste ano.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários