Maranhão

Vigilante esquece o portão de pedrinhas aberto e imprensa invade o local

Neste momento o clima é tenso no Complexo Penitenciário de Pedrinhas em São Luís, isso porque a Comissão de Direitos Humanos do Senado foi visitar o presidio. Enquanto senadores entravam por um lado, um vigilante esqueceu o portão de Pedrinhas aberto, toda imprensa presente invadiu o local.

Os reportes de diversas emissoras de TV’S fizeram imagens chocantes do cadeião que poderão ser vistas nas edições dos seus respectivos canais.

Os presos aproveitaram a presença de toda a imprensa para reclamar da superlotação do presidio e da comida que vem sendo servida.

Quando os agentes penitenciários perceberam o tumulto entre presos e jornalistas tentaram conter, os presos reagirão batendo nas grades e jogando comida para alto.

O clima ainda é tenso em Pedrinhas. Aguardem mais informações.

Presos reclamam da superlotação no cadeião de Pedrinhas.

Presos reclamam da superlotação no cadeião de Pedrinhas.

 

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

3 comentários em “Vigilante esquece o portão de pedrinhas aberto e imprensa invade o local”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. JOÃO

    PQ TANTO MEDO DE MOSTRAR O QUE ATÉ ENTÃO NÃO VIMOS?

  2. Rachel

    Oh, esse vigilante tão esquecido, sem contar que estamos “chocados” com a superlotação nesta tal Pedrinhas, tadinho deles, a imprensa tambem deveria leva-los pra casa ja que fazem tanta questão de mostrar esses bando monstros como vitimas.

  3. Eduardo Rodrigues

    É, engraçado esse nosso pais, o recurso humano vem de Brasília para visitar os presidiários de Pedrinhas, sendo que o auxilio reclusão dos presos a família ultrapassa a casa dos R$ 900,00, e os salario minimo R$ 724,00, sendo que eles não lembrara lá daquele cidadão pai de 05 filhos que ao tentar salvar a menina do incêndio teve grande porcentagem de seu corpo queimado, será se a família do cidadão e da criança estão precisando de alguma ajuda??, é claro que sim, Que penas que temos governantes que não sabem pensar e nem agir, ou fingem.

    Se pudesse também mudaria de país.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários