Maranhão

VBL circula apenas com cinco ônibus em Imperatriz

Os veículos foram distribuídos estrategicamente nos principais bairros da cidade.

Boa parte dos ônibus da empresa foram apreendidos.

Boa parte dos ônibus da empresa foram apreendidos.

Depois de ter a maioria dos ônibus apreendidos em operação da polícia com o Ministério Público, a empresa Viação Branca do Leste (VBL), que opera a maior parte das linhas de transporte coletivo em Imperatriz, está atendo a cidade neste sábado (27) com apenas cinco ônibus. Os veículos estão distribuídos da seguinte forma: um na linha grande Bacuri-Centro, um no grande Santa Rita-Centro, um Vila Nova-Centro e os outros dois estão como circular no Centro da cidade. Os demais veículos que estão circulando na cidade são do transporte intermunicipal.

Com as apreensões durante essa semana, 27 ônibus ao todo foram apreendidos, a frota que opera no transporte municipal foi reduzida. Na noite dessa sexta-feira (26), os usuários foram surpreendidos com a falta de ônibus na cidade e reclamaram. “Já estou a muito tempo esperando e nada, e ainda vou ter que pegar um ônibus que passa em três bairros até chegar no meu destino, porque o que vai direto para meu bairro não passa mais”, afirmou a vendedora, Taiza Costa.

A funcionária pública, Deuzimar Silva, cansou de esperar e teve que ligar para o filho ir busca-la. “Estou a horas esperando e o ônibus não passa, já desistir de esperar e liguei pro meu filho vir me buscar”, disse.

A diretoria da VBL não entende as apreensões realizada nos últimos dias, já que a empresa conseguiu liminar no Tribunal de Justiça do Estado para continuar circulando na cidade. A empresa alega, também, que veículos que estão com a documentação regular foram apreendidos.

“Eu acho estranho essas apreensões nos últimos dias. Temos ônibus que estão regulares e mesmo assim estão sendo levados. O Ministério Público tem a lista dos veículos e sabe o que está fazendo. Vamos funcionar precariamente com o que temos”, afirmou o diretor administrativo, Paulo Marinho.

A assessoria da empresa informou que o departamento jurídico está, desde a quinta-feira (25), na capital São Luís para rever as apreensões realizadas pela polícia e o MP.

Com informações do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários