Judiciário

CNJ registra 148 processos administrativos contra magistrados maranhenses

Ao todo, são representações, processos administrativos disciplinares abertos com inicio em 2005 a 2012.

Foi registrado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) um total de 148 processos administrativos abertos para investigar magistrados do Maranhão.

Ao todo, são representações, processos administrativos disciplinares abertos pelo Tribunal de Justiça e a Corregedoria Estadual do Maranhão com inicio em 2005 a 2012 correspondentes a conduta incompatível dos magistrados.

No ranking, o Estado do Maranhão se enquadra na 3º posição com o maior número de processos contra magistrados.

No Brasil são 1.369 mil processos do Conselho Nacional de Justiça em andamento para investigar juízes e desembargadores. De acordo com juristas que alegam a formação do número não é exagerado, mas os desvios de conduta são exceção.

Processos arquivados

Além desses processos em andamento, há alguns processos do CNJ para investigar juízes maranhenses que já foram arquivados. Um verdadeiro absurdo!

Segundo relatório, eles foram abertos entre 2001 a 2010, sob a antiga justificativa, a maioria, relacionada a “conduta incompatível” dos magistrados.

A divulgação das investigações acerca dos magistrados maranhenses, hoje, pode observar a não objetividade na transparência aos processos disciplinares na corregedoria do Tribunal de Justiça do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Tudo sobre:

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários