Educação

Funcionários reclamam de atraso do repasse de recursos para escolas comunitárias

As autoridades competentes precisam tomar providências urgentes, pois são milhões em recursos federais e não estão chegando ao seu destino.

Escolascomunitarias

Foto ilustrativa

158 escolas comunitárias conveniadas para recebimento dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação-Fundeb estão em situação desesperadora, segundo informações enviadas ao Blog do Neto Ferreira.

Ainda de acordo com os relatos, apenas 60% das escolas que conseguiram receber algum repasse em setembro de 2015. “Para que se tenha uma ideia chegamos ao mês de maio do ano de 2016 e apenas 60% das escolas que conseguiram receber algum repasse, receberam até o mês de setembro de 2015, ou seja, não se tem uma explicação lógica para tanta demora em repassar aquilo que é de direito das escolas que atendem em comunidades carentes da capital, onde o Poder Público é omisso”, declararam os denunciantes.

Diante de tais fatos, a Secretaria Municipal de Educação vem tratando com descaso os centenas de profissionais que prestam serviço e não conseguem uma resposta sobre quando esses repasses serão realizados.

As autoridades competentes precisam tomar providências urgentes, pois são milhões em recursos federais e não estão chegando ao seu destino.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Um comentário em “Funcionários reclamam de atraso do repasse de recursos para escolas comunitárias”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Fernando

    O descaso é grande. Se for na SEMED e procurar a senhora Adriana que é coordenadora do Fundeb, Que trata todos como muita arrogância e prepotência. Acha que o cargo que ocupa é eterno. Trata as entidades como se estivessem pedindo um favor, uma esmola. Na verdade é direito.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários