Crime

Menores envolvidos em homicídio de ex-vereador de Paulino Neves são presos

Policiais militares do município de Paulino Neves realizaram, neste último final de semana, as apreensões de dois menores de idade envolvidos em homicídio ocorrido naquela cidade.

Os dois menores foram apreendidos pela guarnição da PM, após cometerem um homicídio, no último dia 28, contra o ex-vereador de Paulino Neves, Edivaldo Oliveira Marques, de 45 anos.

Segundo informações policiais, os menores informaram em depoimento, que a autoria do crime contra o ex-vereador foi devido à prática de aliciamento por parte da vítima frente aos dois menores.

Um dos menores comunicou à família que tinha praticado o crime no dia posterior ao ocorrido informando ainda o local em que o corpo estaria enterrado.

Ainda segundo a policia, eles informaram que utilizaram duas facas e uma estaca para praticarem o crime. A PM encontrou o corpo da vítima nas dunas, em uma região afastada da zona rural da cidade.

Com eles foi apreendido o veículo da vítima. Eles assinaram o auto de apreensão em flagrante por ato infracional.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Caminhada em homenagem à Décio Sá acontece nesta terça-feira

Acontece nesta terca-feira, 01, a caminhada realizada por familiares, amigos e leitores do “Blog do Décio Sá”, em homenagem ao jornalista que foi vítima de pistolagem na terça-feira, 23 num bar da Avenida Litorânea, em São Luís (reveja).

O ato tem por objetivo, pedir justiça e paz, pela indignação da execução ocorrida com o blogueiro.

Em nota encaminhada, os organizadores protestam pelo assassinato do jornalista com os seguintes dizeres. “O corpo da nossa sociedade foi igualmente ferido de morte”, diz a nota em tom de revolta.

A caminhada será iniciada a partir das 10h, e terá como ponto inicial, o Parque da Avenida Litorânea, no Calhau, e terminará no Bar Estrela do Mar, local onde Décio Sá foi morto.

Os amigos e familiares do jornalista contam com a presença de todos nessa caminha.

Outdoor no bairro do Cohafuma.

Outdoor no bairro do Cohafuma.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

The New York Times repercute assassinato do blogueiro Décio Sá

Décio Sá

Décio Sá

Considerado hoje um dos grandes portais de notícias, após fechamento do seu jornal impresso matutino, o The New York Times, repercutiu mundialmente o assassinato ocorrido na última segunda-feira, 23, do jornalista/blogueiro Décio Sá, com o título “Brazil: Political Reporter Shot to Death”.

Décio Sá, foi executado por volta das 23h, em um bar na avenida Litorânea, em São Luís, por pistoleiro de aluguel, conforme revelou investigação da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (reveja).

De acordo com a matéria do The New York Times, Décio Sá, repórter político do jornal O Estado do Maranhão, no nordeste do Brasil, foi pelo menos o quarto jornalista assassinado este ano no Brasil. Veja abaixo a matéria publicada no The New York Times:

Leia abaixo a tradução:

Um repórter da cruzada que foi baleado e morto na noite de ontem provavelmente foi apontada por causa de seu trabalho, seus colegas disseram terça-feira.

Décio Sá, repórter político do jornal O Estado do Maranhão, no nordeste do Brasil, foi pelo menos o quarto jornalista assassinado este ano no Brasil. Um editor de seu jornal, disse Sá teve “uma longa lista de inimigos”, como um repórter que escreveu sobre a corrupção local.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Homem é preso por porte ilegal de arma em Caxias

A Polícia Militar de Caxias prendeu, na madrugada da última quinta-feira, 26, Alexandre Ferreira da Silva, 26 anos, natural de Maracanaú, no Estado do Ceará. A prisão aconteceu após denúncias de que o mesmo estaria andando armado pela cidade.

Durante a prisão, que aconteceu próximo à rodoviária de Caxias, o acusado estava em companhia de Tiago Montesuna Guimarães em um veículo Corola de cor preta e foi encontrado com ele um revólver calibre 38 juntamente com três baclavas, uma espécie de touca que se utiliza em assaltos.

Segundo informações policiais, ele já tem passagem por assalto no Estado do Ceará. Alexandre foi autuado por porte ilegal de arma e em seguida encaminhado para a Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Caxias, onde permanecerá à disposição da Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Investigações sobre morte de Décio Sá seguirão em sigilo

O secretário de Estado da Segurança Pública, Aluisio Mendes, informou, durante reunião com a Comissão de Jornalistas Maranhenses, que o andamento das investigações sobre o assassinato do jornalista e blogueiro Décio Sá, ocorrido na noite da última segunda-feira (23), seguirão em sigilo. O encontro ocorreu nesta sexta-feira (24), na sede da SSP.

Secretário Aluisio Mendes, ao lado da delegada geral, Cristina Resende, e do subdelegado geral, Marcos Afonso Junior durante coletiva

Secretário Aluisio Mendes, ao lado da delegada geral, Cristina Resende, e do subdelegado geral, Marcos Afonso Junior durante coletiva

Aluisio Mendes acompanhado da delegada geral de Polícia Civil, Maria Cristina Resende Meneses, e do subdelegado geral, Marcos Afonso Junior, também falou sobre algumas medidas que estão sendo tomadas pelo Sistema de Segurança para chegar aos executores e mandantes do homicídio. Entre as medidas, está a transferência da sede dos trabalhos da Delegacia de Homicídios para a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), no Bairro de Fátima.

De acordo com Mendes, a determinação, estabelecida por meio de uma portaria da Delegacia Geral da Polícia Civil, é para garantir que o andamento dos trabalhos não seja atrapalhado. A força-tarefa continua a mesma. Duas pessoas já foram detidas e tiveram suas prisões temporárias decretadas pela Justiça. Elas são suspeitas de envolvimento no assassinato do blogueiro.

A divulgação precipitada de informações compromete o andamento das investigações. Este crime demanda tempo e técnica para ser solucionado, pois foi planejado meticulosamente e executado por profissionais. Todo o Sistema de Segurança está empenhado em solucionar este caso. Os delegados estão analisando uma lista composta de 2.800 informações, tudo para elucidar o quanto antes esse crime, declarou o secretário de Segurança Pública, garantindo que as peças do quebra-cabeça do assassinato estão se juntando.

A determinação, segundo explicou o secretário, busca impedir a publicação de dados cruciais e importantes para o rumo das investigações policiais, uma vez que, o executor de Décio Sá é atualmente considerado um arquivo vivo no crime e também deve ser preservado.

Aluisio Mendes disse ainda que não há nenhuma possibilidade dos crimes de pistolagem estarem retornando as estatísticas de violência do Maranhão. Todos os crimes que apresentaram características de encomenda estão sendo solucionados, de acordo com o secretário. Ele lembrou que o caso do líder camponês morto no município de Buriticupu e o caso dos irmãos Queiroz estão com investigação avançada. A Polícia trabalha para pedir a prisão preventiva dos envolvidos.

Com relação aos índices de violência, Aluisio apontou, ainda, que só nos primeiros quatro meses deste ano, foram apreendidas 138 armas, representando um aumento de 37% em apreensão em contraponto ao mesmo período do ano passado.

A polícia confirmou que inúmeras evidências comprovam que a execução de Décio Sá foi um crime arquitetado. As investigações apontam ainda que houve um estudo preliminar da rotina do jornalista, para que o plano de fuga fosse montado, tendo em vista dificultar a identificação dos envolvidos no homicídio.

Com relação à união de provas que ajudem a identificar os autores, Mendes afirmou que imagens de circuitos internos de prédios e das barreiras eletrônicas na área da Avenida Litorânea já foram recolhidas pela Polícia. Peritos do Instituto de Criminalística do Maranhão (Icrim) trabalham para melhorar a qualidade das imagens. O computador, telefone pessoal do jornalista e a senha estão sendo analisados pela Polícia.

Investigação – A Polícia Civil já descobriu que os executores utilizaram 4 lotes de cápsula diferentes para assassinar o jornalista. Segundo a Polícia, essa estratégia é para dificultar a montagem da dinâmica do crime. As informações dos lotes já foram repassadas aos fabricantes para identificar quem as possuía. A perícia descobriu também que duas munições estavam sem a identificação dos lotes. Quem cometeu esse crime, sabia muito bem o que estava fazendo.

As investigações já comprovaram que, durante a fuga, os criminosos teriam feito a troca dos veículos, da moto que deu fuga ao assassino para um carro que estava atrás das dunas, em, no máximo, 10 minutos. Eles ainda teriam percorrido uma distância de aproximadamente 90 metros. Durante o percurso até a troca da moto pelo veículo, o executor deixou cair o carregador da arma que vitimou Décio Sá, uma pistola .40.

A delegada Geral da Polícia Civil, Cristina Meneses, reforçou que a polícia está empenhada em solucionar o homicídio do jornalista, mas que também todos os outros crimes da mesma natureza estão sendo investigados e elucidados. Todos os homicídios que acontecem no estado estão sendo investigados. A Polícia está apurando os fatos cuidadosamente, para apresentar resultados positivos à sociedade, afirmou.

Depoimentos – O secretário de Segurança disse que várias testemunhas já foram ouvidas. Ele chamou a atenção para as pessoas que estavam no local, na hora do crime, que procurem a Polícia para falar sobre o presenciaram. Temos informações que cerca de cinco pessoas viram toda a movimentação no momento exato do assassinato. Essas testemunhas precisam procurar a Polícia. Quem nos passar alguma informação sobre o assassinato não terá, em hipótese alguma, seu nome relevado, garantiu o secretário. Familiares e pessoas que estavam na redondeza do bar também estão sendo ouvidos pelos delegados que acompanham o caso.

Portaria – Publicada nesta sexta-feira (27), a Portaria nº 180/2012 da Delegacia Geral determina: que a sede dos trabalhos será no prédio da Seic; a instrução do Inquérito Policial correrá de forma sigilosa; que os grupos de apoio ficarão na Superintendência de Polícia Civil da Capital e da Superintendência Estadual de Investigações Criminais e designa oficialmente os delegados Jeffrey Furtado, Guilherme Sousa Filho, Maymone Barros, Augusto Barros, Roberto Larrat para compor a Comissão que está apurando a morte do jornalista Décio Sá, ocorrida no último dia 23 de abril.

Informações – Estão sendo oferecidos R$ 100 mil para quem tiver informações que levem aos executores e aos mandantes do assassinato, que podem ser repassadas aos telefones do Disque Denúncia (32235800, em São Luís, e 03003135800, no interior). O retrato falado do executor está sendo confeccionado pelos peritos de Criminalística do Maranhão (Icrim). A imagem será divulgada nos próximos dias. A Perícia técnica está usando o que há de mais moderno em software na confecção do Retrato Falado.

Medidas – Aluisio Mendes disse que uma serie de investimentos serão feitos em toda a capital maranhense a fim de aumentar a segurança em São Luís. O projeto que irá instalar 201 câmeras de vídeomonitoramento em diversos pontos da capital já está concluído.

A previsão é que o processo licitatório para a compra e instalação do equipamento seja feito no mês de maio. A migração do sistema analógico de rádio para o digital também é outra medida que será adotada pela SSP.

Comitê de Jornalistas – Ainda na manhã de sexta-feira (27), Aluisio Mendes recebeu do Comitê de Imprensa da Assembleia Legislativa, um manifesto contra a impunidade, pistolagem e pela liberdade de imprensa e expressão. O documento assinado pelos componentes da Comissão repudia a execução de Décio Sá.

Durante a reunião, o jornalista e blogueiro Caio Hostílio agradeceu o empenho do secretário de Segurança na solução do caso e disse que a categoria estará à disposição da Polícia para ajudar no que for preciso. Já Robert Lobato, afirmou que confia no sistema de Segurança e nos trabalhos da Polícia e que acredita que os culpados serão identificados e presos. O jornalista Cunha Santos falou da competência da Polícia e também disse acreditar na completa solução do homicídio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Blogueiro é ameaçado de morte no Maranhão

Neto Ferreira

Neto Ferreira

Três horas depois da execução do jornalista/blogueiro Décio Sá, o blogueiro Neto Ferreira foi ameaçado de morte por um comentário ao espaço deste blog.

O fato foi comunicado hoje ao secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, durante entrevista coletiva concedida na manhã desta sexta-feira (27). O secretário se espantou, pediu cópia da ameaça e promteu tomar as devidas providências.

Na ameaça, um comentarista que se identifica como anônimo, utilizando um computador com o IP 187.40.107.193 avisa que Décio Sá foi morto e que logo logo calaria o blogueiro Neto Ferreira.

E mais: que o presidente da Associação dos Criadores do Maranhão, Marco Túlio Dominici é um homem poderoso e que o estudante de jornalismo deve tomar cuidado.

No dia anterior, Neto Ferreira havia postado em seu blogue as fotos da prisão de Dominici. Ele foi preso por extorsão ao empresário Savigny Sauaia (reveja).

Pela postagem do comentário, percebe-se que foi feito de residência por causa do horário em que as lan houses estão fechadas. Pelo IP do comentarista ficará fácil a Polícia Federal ou Seic descobrir de onde partiu a ameaça. Veja abaixo o comentário

 

Enviado em 24/04/2012 as 02:35

anom
1 aprovado
anonim@anom.com
187.40.107.193

Foi-se o Décio.
“BOIS

19/04/2012 às 22:32
Logo logo eu te calo!!!!!!!!!!!!!!!”

O pres. ass. criad. (de gado) é um homem poderoso, cuidado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Missa de 7º dia do jornalista Décio Sá ocorre neste domingo

A missa de sétimo dia do jornalista e blogueiro Décio Sá ocorre neste domingo (29), às 10h, na Igreja da Sé, localizada na praça Dom Pedro II, centro da capital maranhense.

Familiares da vítima lançam uma carta aberta solicitando das autoridades empenho na elucidação do assassinato de Décio Sá, que aconteceu na noite desta segunda-feira (23), em um bar na avenida Litorânea.

Vilenir Sá,irmã do jornalista mandou confeccionar mil camisas com a foto de Décio, as camisas serão usadas durante a missa de 7º dia.

O jornalista e blogueiro foi executado com cinco tiros disparados por um homem com uma pistola .40 de uso exclusivo da polícia.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Estuprador é preso em Buriticupu

A Polícia Civil de Buriticupu prendeu, na madrugada desta quinta-feira (26), Gelson Ferreira Costa, 24 anos, após raptar e estuprar uma menina de 12 anos. As informações foram repassadas à Polícia pelo Conselho Tutelar da cidade, após os pais denunciarem o sumiço da filha.

O acusado é vizinho da vítima que aproveitou a ausência dos pais para levá-la.  Ele foi encontrado com a menina no Povoado de Vila Casa Azul, e em depoimento alegou que já mantinha um relacionamento de três meses com a menor.

Gelson foi autuado por estupro de vulnerável e permanece na Delegacia de Buriticupu à disposição da Justiça.

Já a vítima foi encaminhada para fazer exame de conjunção carnal que constatou o estupro. Ela passará por acompanhamento psicológico através do Centro de Referência Especializado de Assistência Social em Buriticupu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

A fuga do executor do blogueiro Décio Sá

Blog do Gilberto Leda

Décio Sá foi executado na Litorânea

Décio Sá foi executado na Litorânea

A policia do Maranhão já sabe todos os passos dados pelo executor do jornalista e blogueiro Décio Sá logo após o crime, na noite da última segunda-feira (23).

Segundo o que já foi levantado pelos homens da Secretaria de Segurança, assim que matou Décio, o pistoleiro saiu andando do Bsr Estrela do Mar. Montou na moto que o esperava do outro lado da avenida e saiu com um comparsa em direção ao parquinho da Litorânea.

Antes de chegar à barreira eletrônica, nas proximidades da associação do IPEM, o executor desceu da motocicleta e o piloto seguiu viagem. De acordo com os investigadores, essa seria uma forma de despistar a policia, que caçava dois homens (e não um) em uma moto.

O assassino subiu um morro perto da barreira e foi surpreendido pela presença de um grupo de evangélicos, emm retiro. Foi quando assustou-se e acabou deixando cair o pente da pistola .040 que usou no crime.

Após cruzar um pequeno matagal, o executor encontrou outro comparsa, que o agurdava em um veículo em frente a dois prédios residenciais. São as imagens do circuito de TV desses edifícios que podem revelar a identidade do matador.

Mas ele ainda não foi identificado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Associação Maranhense de Imprensa divulga nota de pesar sobre a morte do jornalista Décio Sá

Em nota encaminhada na manhã desta quarta-feira, 25, a Associação Maranhense de Imprensa lamenta e classifica como “brital” o assassinato ocorrido na noite de segunda-feira, 23, do jornalista/blogueiro Décio Sá. Leia abaixo a nota:

Nota de Solidariedade

Décio Sá (O Estado do Maranhão)

Décio Sá (O Estado do Maranhão)

A Associação Maranhense de Imprensa (A.M.I.) lamenta profundamente o assassinato brutal e covarde do jornalista Décio Sá, ocorrido na noite da última segunda-feira, 23, em São Luís.

A execução de um jornalista configura-se como um dos mais bárbaros atentados contra a liberdade de expressão e contra o Estado Democrático de Direito Brasileiro.

Décio Sá era um dos mais combativos e destemidos jornalistas maranhenses, buscando sempre trazer à luz o que alguns tentavam manter sob o manto da escuridão.

Ao mesmo tempo que se solidariza com os colegas, amigos e familiares de Décio Sá, a A.M.I. exige do poder público em todas as esferas uma rápida elucidação do crime que tem caráter evidente de execução por pistolagem.

São Luís (MA), 25 de Abril de 2012

A Diretoria


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.