Crime

Polícia Federal faz busca e apreensão na Secretaria do Meio Ambiente

IMG-20160714-WA0003

A operação Hymenaea, deflagrada pela Polícia Federal e pelo Ibama, na manhã desta quinta-feira (14), alcançou a Secretaria de Estado Meio Ambiente (SEMA), comandada por Marcelo Coelho (PSB).

Agentes federais cumpriram mandado de busca e apreensão na SEMA, pois estavam a procura de processos ali registrados de empresas integrantes do esquema que faturou mais de R$ 60 milhões com a extração ilegal de madeiras da Terra Indígena Caru e da Reserva Biológica do Gurupi.

A operação realizada em São Luís, Imperatriz, Buriticupu, Açailândia, Zé Doca, Alto Alegre do Pindaré, Bom Jardim, Governador Nunes Freire, todas no estado do Maranhão. No Rio Grande do Norte: Tibau, Mossoró, Parnamirin e Natal, e em Capuí no estado do Ceará, tem o o objetivo de combater a extração e comercialização ilegal de madeira prevenientes da Terra Indígena Caru e da Reserva Biológica do Gurupi.

Segundo a PF, criou-se uma organização criminosa para fazer a extração nas reservas indígenas por meio de documentação fraudulenta, que garantia o transporte e retirada de madeira das áreas protegidas. Um dos membros da quadrilha era responsável por emitir os documentos destinados a microempresas laranjas cadastradas como construtoras no Rio Grande do Norte.

Sema

Sema1

Sema2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários