Crime

Presos em operação da PF foram assessores do deputado Eduardo Braide

Oito pessoas foram presas durante ação deflagrada na manhã desta terça-feira (20) pela Polícia Federal (PF) em São Luís e Anajatuba. A operação Attalea, que conta com o apoio do Ministério Público Federal, Estadual e a Controladoria Geral da União, desmantelou uma organização criminosa responsável por desviar milhões de prefeituras.

Dentre os presos estão dois ex-assessores do deputado estadual Eduardo Braide (PMN), além do prefeito afastado Hélder Aragão (PMDB). Os acusados de integrar o esquema são Fabiano de Carvalho Bezerra (proprietário de fato da empresa A4) e José Antônio Machado de Brito filho, o Zé Filho.

Zé Filho montava em seu escritório que fica no bairro do Cohatrac varias licitações fraudulentas. As prefeituras apontadas em depoimento como sendo coniventes são as de Anajatuba, Trizidela do Vale (Fred Maia), Tuntum (Cleomar Tema), Itapecuru Mirim (Magno Amorim), Codó (Zito Rolim), Alcântara (Domingos Araken), Parnarama (Dr. Davi), Mirinzal (Amaury Santos Almeida), entre outras.

Os ex-assessores de Eduardo Braide foram presos por saquear recursos públicos federais do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), por meio da contratação de “empresas de fachada”.

Abaixo o depoimento confirmando a participação dos ex-funcionários do parlamentar que é líder do maior bloco da Assembleia Legislativa.

Depoimento na PF.

Depoimento na PF.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Presos em operação da PF foram assessores do deputado Eduardo Braide”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. TUNTUM

    PREFEITO DE TUNTUM “TEMA” ESTÁ NO MEIO TAMBÉM, ESSE CARA TUDO ELE ESTÁ DE DESVIO DE DINHEIROS.

  2. Jose João Macedo

    Essa família Braide,há anos vive nabanescamente.Eles ainda tem distribuição de medicamentos para hospitais privados etc., tudo montado com recursos públicos.Falta prender mais gente.Desse jeito nunca vamos melhorar o IDH,com essa quadrilha que se instalou no interior do Estado.Quase diariamente vejo nos blogs denuncias sobre corrupção no interior do Estado.É o promotor denunciando,o Juiz cassando o TJ-Ma.,RETORNANDO o gestor cassado ao cargo.Tá na hora de Lava Jato no interior todo.Parabens à GAECO e o MPF/PF.Esse de Anajatuba já foi afastado umas tres vezes e por “milagre do TJ-Ma.”ele retorna.Só falta agora acionar o CNJ.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários