Crime

Assalto em Panaquatira deixa quatro mortos

O policial militar Max Muller – lotado no 6º Batalhão, localizado na Cidade Operária – morreu ao reagir a um assalto realizado por seis criminosos no Residencial Ponta Verde, em Panaquatira, em São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís, na noite desse sábado (23). De acordo com informações, além do PM, outras duas pessoas morreram no local.

Segundo informações repassadas pela Polícia Militar, o PM participava de uma festa com amigos em uma casa de praia quando eles foram surpreendidos pelos bandidos. Max Muller teria reagido e trocado tiros com os criminosos.

Na troca, o policial e uma pessoa que estava na festa morreram no local. Um dos assaltantes, também, morreu durante a troca de tiros. Uma quarta vítima, uma mulher identificada como Ananda, foi atingida por vários tiros. Ela chegou a ser socorrida e encaminhada ao Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, mas não resistiu aos ferimentos. Os bandidos fugiram da casa de praia sem levar nada do local.

Perseguição

Agentes do Serviço de Inteligência iniciaram perseguição a um dos criminosos, que teria se deslocado para a Vila Alcione. Ele reagiu à abordagem dos policiais e, na troca de tiros, foi alvejado com três disparos no tórax. O homem, identificado como Josinaldo Aires da Costa, foi encaminhado ao Socorrão II, mas não resistiu aos ferimentos. Durante a abordagem, foram apreendidos, ainda, um revólver e seis munições, que foram apresentadas no Plantão da Cidade Operária.

Feridos

Ainda, de acordo com informações, o irmão do PM Max Muller teria levado um tiro de raspão na cabeça, mas está fora de perigo. Além dele, foi identificado, também, outra vítima, que teria levado oito tiros – ele, também, está fora de perigo.

Revelados os nomes de vítimas

São eles: Max Muller Rodrigues de Carvalho, de 27 anos, policial militar lotado no 6º Batalhão; Alexsandro Vieira de Carvalho, amigo do PM, conhecido como “Cachorrão”, de 36 anos; e Ananda Brasil Mendes, de 20 anos, que chegou a ser socorrida e encaminhada ao Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, mas não resistiu aos ferimentos.

Apenas um dos bandidos morreu durante o assalto – ele foi identificado como Valbenilson Santos Lobato, de 19 anos. Josinaldo Aires da Costa, que participou do assalto, morreu momentos depois, após perseguição na Vila Alcione. (Do Imirante).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

2 comentários em “Assalto em Panaquatira deixa quatro mortos”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. luos

    . Sabe qual é meu sentimento, é de nojo. Nojo de que? Respondo, nojo de acessar um blog como do John Cutrim e outros do jornal pequeno e não ver uma postagem sobre esse assunto (se fosse no governo passado, imagine o q já não teria sido publicado), nojo ao saber q deputados como Humberto Coutinho e todos os outros que atualmente apoiam esse governo não vão dar um pitaco sobre o caso, vao ficar calados amanhã na Assembléia. Cadê Riberto Costa, cadê Max Barros e outros, respondo: amanha estarão calados. Cadê nosso atual governador, que se isso tivesse acontecido no governo passado, ja estaria nas redes sociais batendo e jogando a culpa no governo? Tem alguma postarem dele na net? Claro que não. Cadê Dr. Peta que tanto usou a morte de de inocentes para acusar o poder público no ano passado, vai bater agora, claro que não? Nojo é a unica sensação que me resta dessa imprensa e políticos que apoiam essa Administração. Governador tenha pelo menos uma atitude digna ( vc por pior que seja, sabe o q é poder um ente querido) peça desculpa pelas promessas não cumpridas:no primeiro dia do meu governo a criminalidade vai acabar.

  2. Luis

    Sabe qual é meu sentimento, é de nojo. Nojo de que? Respondo, nojo de acessar um blog como do John Cutrim e outros do jornal pequeno e não ver uma postagem sobre esse assunto (se fosse no governo passado, imagine o q já não teria sido publicado), nojo ao saber q deputados como Humberto Coutinho e todos os outros que atualmente apoiam esse governo não vão dar um pitaco sobre o caso, vao ficar calados amanhã na Assembléia. Cadê Riberto Costa, cadê Max Barros e outros, respondo: amanha estarão calados. Cadê nosso atual governador, que se isso tivesse acontecido no governo passado, ja estaria nas redes sociais batendo e jogando a culpa no governo? Tem alguma postarem dele na net? Claro que não. Cadê Dr. Peta que tanto usou a morte de de inocentes para acusar o poder público no ano passado, vai bater agora, claro que não? Nojo é a unica sensação que me resta dessa imprensa e políticos que apoiam essa Administração. Governador tenha pelo menos uma atitude digna ( vc por pior que seja, sabe o q é poder um ente querido) peça desculpa pelas promessas não cumpridas:no primeiro dia do meu governo a criminalidade vai acabar.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários