Crime

TJ do Piauí nega habeas corpus para Júnior Bolinha

Junior bolinhaA 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí negou nesta terça-feira (9) pedido de habeas corpus em favor de José Raimundo Chaves Júnior, o “Junior Bolinha”, 39 anos, um dos suspeitos de envolvimento com o assassinato do negociante de carros Fábio Brasil, morto em Teresina, no fim de março do ano passado, e com a execução do jornalista Décio Sá, assassinado em São Luís, em abril do mesmo ano. “Bolinha” é acusado de intermediar os dois crimes.

O desembargador Erivan Lopes, relator do processo, decidiu por negar o habeas corpus, apoiado em parecer do procurador de Justiça Aristides Pinheiro.

“Júnior Bolinha” – que está preso no 8º Distrito Policial, na Liberdade, em São Luís – tinha a seu favor parecer do promotor José Mendes Benigno Filho, na primeira instância.

Ascom TJPI


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários