Crime

Norman Sá será julgado em abril por morte de advogado

Norman Sá foi preso em novembro de 2012, em Teresina (PI), e está custodiado.

O empresário Norman Gonçalves de Sá, e seu sobrinho José Oton Gonçalves Sobrinho, conhecido como “Otinha”, ambos supostos acusados pelo Ministério Público da morte do advogado Almir Neto, irão a júri no próximo dia 23 de abril, na Comarca de Barra do Corda.

Norman Sá foi preso em novembro de 2012, em Teresina (PI), e está custodiado na Penitenciária de Pedrinhas, em São Luís. José Oton, seu sobrinho, continua foragido.

Na tarde de ontem, José Vieira Cruz, conhecido como “Mansidão”, e Elaine Cristina Gonçalves Lima foram condenados a, respectivamente, 27 anos e 21 anos de reclusão em regime fechado, pela morte do advogado Almir Silva Neto, 42 anos, ocorrida na madrugada do dia 23 de dezembro de 2008, em Barra do Corda. O corpo da vítima foi encontrado carbonizado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários