Cidade

Hospital Santa Casa da Misericórdia é alvo de problemas financeiros

O dinheiro que o Sistema Único de Saúde (SUS) destina ao hospital está atrasado e totaliza o valor de R$ 3.000.000,00.

O hospital Santa Casa da Misericórdia, localizado na Rua do Norte – Centro, vem resistindo a muitas crises financeiras por bastante tempo. A triste situação do estabelecimento revela a falta de investimento e também, os profissionais da saúde não recebem reajuste salarial a mais de 10 anos.

O pagamento que a casa filantrópica recebe do governo federal é o mesmo relacionado aos serviços prestado a 12 anos. Muitos outros hospitais, além da Santa Casa, já fecharam porque não conseguem se manter. O dinheiro que o Sistema Único de Saúde (SUS) destina ao hospital está atrasado e totaliza o valor de R$ 3.000.000,00 que não foram repassados ao mesmo, todavia não é a primeira vez que a instituição sofre com a crise.

O problema está acontecendo desde a gestão do ex-prefeito da capital, João Castelo (PSDB), que deixou como débito a Santa Casa um valor de R$ 11.000.000,00 e o atual prefeito, Edivaldo Holanda Junior (PTC), honrou ao débito com o valor de R$ 7.000.000.00 durante o período de sua gestão.

As pessoas que buscam os serviços da instituição reclamam sobre a estrutura do local e o péssimo atendimento que é lhe dado, alegam que a espera e a dificuldade de entrar no hospital é grande demais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

9 comentários em “Hospital Santa Casa da Misericórdia é alvo de problemas financeiros”

Se quiser fazer uma citação desse artigo no seu site, copie este link

  1. Soraia Almeida

    Pelo menos o atual prefeito honrou com o compromisso de quitar as dívidas deixadas por Castelo. Acho que isso já demonstra o interesse do Edivaldo com a questão. Mas como bem se vê, os problemas que a instituição atravessa agora são ranço da tucanada podre mesmo.

  2. Robson

    Acho bacana que o prefeito atual tenha acertado as contas que Castelo, deixou em aberto. Exatamente por isso ele merece o meu credito e creio que com dona Helena Duailibe a administração desse hospital pode melhorar muito. Vamos torcer!

  3. Camila

    Olha esse prefeito ganhou meu respeito depois de conseguir que essa lei das 30 horas de trabalho diário pro enfermeiro do municipio fosse sancionada. ESSA LUTA É MUITO ANTIGA DENTRO DA CLASSE E MERECIA TER RECEBIDO MAIOR COBERTURA DA IMPRENSA.

  4. Emerson

    A Santa Casa já ajudou muita gente,de Sao Luis e do Interior, pena que sempre culpabilizam o prefeito quando na verdade a verba maior da saude vai para as maos de Ricardo Murad. Como Ricardo e Roseana querem que Edivaldo se lasque, o povo vai sofrendo junto. Injustiça pura!

  5. Joao Candido

    É PELO visto só pagar a conta tá sendo pouco para o prefeito, tem que ter mais dinheiro pq fora a divida o local está precisando de reformas, isso mostra e deixa a dica para aqueles que nao querem parar seus impostos…. como a prefeitura precisa e muito que as pessaos estejam em dia…

  6. Rogério Rangel

    Infelizmente os recursos q chegam para á atual gestão da prefeitura ñ são suficientes para manter um bom padrão de atendimento, pois o rombo q Castelo deixou é monstruoso. Portanto, o q a secretaria Helena Duailibe faz, já é uma mágica e mesmo assim, está conseguindo dar jeito aos poucos.

  7. cassia regina

    a santa casa é outro hospital que recebe pacientes do interior que noa encontram atendimento lá pq os hospitais do governo nao tem estrutura. pq esse governo nao faz um acordo um convenio pra ajudar a prefeitura com essa dívida? é total falta de interesse dessa governadora e desse tal de ricardo murad

  8. Rafael

    O que eu acho errado é isso, divídas de gestor anterior ficarem pra quem vem depois. quem devia pagar isso bem aí era Castelo, uma divída absurda dessa, o que ele tava fazendo com o dinheiro? aliás, Castelo só deixou dívidas.

  9. Bernarda Dias

    A situação das santas casas no país é precária mesmo. Aqui em São Luís, apesar das dificuldades, ela tem continuado a funcionar, embora quase tenha fechado na gestão de Castelo. O atual prefeito pagou parte da dívida. Mas os recursos não são suficientes para suprir as necessidades do hospital. Tem que haver outras formas de sustentar essa unidade, inclusive a estrutura do prédio está precisando de reforma. Se pudessemos fazer uma campanha ou algo assim… o problema é que o hospital precisa de soluções mais contudentes.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários