Cidade

São Luís amanhece sem ônibus nesta segunda-feira

O movimento grevista dos rodoviários divide opiniões.

Do Imirante

Foto: Flora Dolores / O Estado

Foto: Flora Dolores / O Estado

Rodoviários resolveram dar continuidade a greve por tempo indeterminado. A cidade amanheceu sem ônibus. 700 mil usuários estão sendo prejudicados pela paralisação. Mesmo com o transtorno, até o momento, não foi registrado nenhum tumulto em São Luís por conta da greve.

O movimento grevista dos rodoviários divide opiniões. E o que resta aos usuários dos ônibus é buscar outros meios de transporte alternativos para se locomover enquanto o impasse continua. Até o momento, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MA), a Prefeitura de São Luís e o Sindicato dos Empresários dos Transportes Coletivos (SET) não se manifestaram sobre a decisão de motoristas, cobradores e fiscais.

No último dia 17, a presidente do Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão (TRT), desembargadora Ilka Esdra Silva Araújo, determinou o reajuste de 7% no salário dos rodoviários. Determinou ainda a suspensão imediata da greve, sob pena de pagamento de R$ 40 mil por dia, por parte do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Maranhão (STTREMA) caso a decisão da Justiça seja descumprida.

A presidente do TRT foi enfática ao afirmar que a decisão deveria ser cumprida imediatamente,

Os rodoviários não aceitaram a decisão da Justiça do Trabalho e decidiram pela manutenção da greve. Eles reivindicam 16% de reajuste salarial, mais aumento do valor do ticket alimentação, inclusão de mais um dependente no plano de saúde, redução da carga horária e melhores condições de trabalho.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Deixe um comentário:

Formulário de Comentários