Poder

Waldir Maranhão é vice-campeão de faltas na Câmara dos Deputados

O deputado federal Waldir Maranhão (Avante-MA) é vice-campeão de faltas não justificadas na Câmara Federal em 2017. O parlamentar se ausentou 25 vezes do Parlamento sem apresentar qualquer tipo de justificativa, o que equivale a um quinto das sessões do ano. A informação é do site Congresso em Foco.

Apenas 5 das 35 ausências do maranhense foram justificadas. Ele ganhou notoriedade em maio de 2016, quando assumiu a presidência da Câmara interinamente e decidiu anular o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, mas voltou atrás no dia seguinte.

Além de Waldir Maranhão, também estão os deputados Nivaldo Albuquerque (PRP-AL), Waldir Maranhão, José Priante (MDB-PA), Vicente Candido (PT-SP), Edmar Arruda (PSD-PR), Renzo Braz (PP-MG), Guilherme Mussi (PP-SP), Sérgio Reis (PRB-SP), Magda Mofatto (PR-GO), Vicentinho Júnior (PR-TO) e Celso Jacob (MDB-RJ), entre os mais faltosos.

Durante o ano, a Câmara contabilizou 2.603 faltas sem que houvesse qualquer satisfação sobre as ausências dos 548 deputados que exerceram mandato no ano de 2017. De acordo com o artigo 55 da Constituição, o congressista que deixar de comparecer a mais de um terço das sessões sem apresentar justificativa em até 30 dias poderá perder o mandato. A ressalva se dá para ausências por problemas de saúde, que podem ser justificadas a qualquer tempo.

Apesar de não justificarem suas ausências, dez deputados citados têm assiduidade superior a 60% das sessões do ano.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Luciano Genésio e Waldir Maranhão se reúnem com presidente da Câmara Federal

Acompanhado do deputado federal e pré-candidato a senador Waldir Maranhão (Avante), o prefeito de Pinheiro Luciano Genésio (Avante) se reuniu na noite de ontem, em Brasília, com o presidente da Câmara Federal Rodrigo Maia (DEM). O convite para o encontro, um jantar, foi feito pelo próprio Maia.

Durante a o encontro, Luciano pediu o apoio do presidente da Câmara na busca de soluções para a crise econômica que hoje afeta todos os municípios maranhenses. Maia garantiu que irá se empenhar na busca dessas soluções, não só para os municípios maranhenses, mas para todos os municípios que passam por esse momento de crise.

O prefeito Luciano considerou o encontro uma grande oportunidade para discutir caminhos alternativos que possam resultar em soluções a médio e longo prazo para esta que já é considerada a maior crise econômica e política do nosso país.

“ Diante de tamanha crise que os municípios brasileiros atravessam, estamos aqui em Brasília, juntamente com o deputado e pré-candidato a senador Waldir Maranhão, para buscar o apoio e caminhos alternativos na busca de soluções”, disse Luciano Genésio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Senadores e deputados do Maranhão devem R$ 380 mil à União

page

Deputados federais e senadores maranhenses integram um grupo de parlamentares inscritos na Dívida Ativa da União que é responsável por um rombo de R$ 1,4 bilhão nos cofres públicos (R$ 1.458.826.055,19, mais precisamente), sem contar a “relação de devedores da União que financiaram campanhas eleitorais” para a Câmara e Senado, entre pessoas físicas e jurídicas, muitas delas de propriedade dos próprios parlamentares ou apresentadas como partidos políticos.

A informação é da Revista Congresso em Foco.

De acordo com a lista, os devedores do Maranhão são os senadores João Alberto Souza (PMDB) com R$ 38.274,14 mil, e Roberto Coelho Rocha (PSB) com R$ 283.632,61 mil; os deputados José Reinaldo Tavares, com R$ 32.775,42 mil, Waldir Maranhão com uma dívida de R$ 18.127,14 mil e Eliziane Gama com R$ 7.509,70 mil.

Ao todo, os parlamentares maranhenses devem à União cerca de R$ 380.319,01 mil.

Caso a relação de doadores seja considerada na soma total da dívida ativa vinculada a políticos e campanhas, nas últimas eleições para deputado e senador, esse total pode ultrapassar as dezenas de bilhões de reais, uma vez que há diversas empresas doadoras em nome de parlamentares ou por eles representadas.

lista

lista1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Waldir Maranhão exige “super gabinete” na Câmara Federal

1487088933-392735032

Conhecido por passagens polêmicas pela Câmara Federal, o deputado maranhense Waldir Maranhão (PP) acredita que merece alguns privilégios na Casa nos próximos dois anos. Maranhão – que ficou conhecido pela tentativa frustrada de cancelar a sessão final do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff ­, crê que ele merece um gabinete especial, com antessalas, salas de reuniões, banheiro exclusivo, além de mais funcionários do que o normal por parlamentar.

Mesmo ficando pouco mais de dois meses no comando do parlamento, após a saída de Eduardo Cunha, o deputado acredita que tem de ser tratado como um ex­-presidente. Segundo o site Congresso em Foco, Waldir segue firme na busca pelos seus “direitos”

Waldir Maranhão admite equívoco ao anular impeachment e quer disputar Senado em 2018 “Dei minha contribuição ao Parlamento, ainda que tenha cometido equívocos”, disse Maranhão”, diz Maranhão ao falar da sua passagem pelo cargo. Este tipo de privilegio, apesar de não ser regra da Câmara, foi adotado há muito tempo e já beneficiou vários deputados, como Michel Temer e Henrique Alves.

Segundo o Congresso em Foco, os ex­-residentes Arlindo Chinaglia (PT­SP) e Marco Maia (PT­RS) também ocupam gabinetes especiais. Foi o próprio Waldir Maranhão que conduziu conduz a eleição dos parlamentares que comandarão os trabalhos da Casa entre 2017 e 2019, quando foram eleitos um presidente, dois vice-­presidentes, quatro secretários e quatro suplentes. O deputado Rodrigo Maia (DEM-­RJ) acabou sendo reeleito e o novo 1º vice­-presidente é Fábio Ramalho (PMDB-­MG), que é famoso pelas festas oferecidas por ele em seu apartamento funcional, em Brasília.

Do Estado do Maranhão


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Waldir Maranhão vai assumir o Congresso Nacional

waldir-maranhao-1298

Uma vez confirmado o afastamento de Renan Calheiros, quem assume o comando do Congresso Nacional é Waldir Maranhão.

Isso ocorre porque a composição da Mesa do Congresso é composta pelos membros equivalentes nas duas Casas, alternadamente. Viana não faz parte da Mesa do Congresso Nacional.

O presidente do Senado é o presidente do Congresso Nacional, já o vice-presidente é o vice da Câmara. Com a saída de Renan, Maranhão assume o comando das sessões conjuntas.

Do Antagonista


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Waldir Maranhão apoia a medida de Weverton que pune juízes e procuradores

waldir

Em entrevista ao titular do Blog do Neto Ferreira, o vice-presidente da Câmara, o deputado federal Waldir Maranhão (PP), declarou apoio à emenda de autoria do deputado federal, Weverton Rocha (PDT), que prevê punição de juízes e membros do Ministério Público por abuso de autoridade.

Para Maranhão, a aprovação das medidas desconfiguradas vão ser aceitas pela sociedade e que ao aceitar as propostas assinadas por mais de 2 milhões de pessoas, a Câmara entendeu que elas precisavam ser reajustadas.

O vice-presidente disse também que todos estão muito confortáveis com a situação e que os parlamentantes vão encontrar um ponto de equílibrio.

“Precisamos popularizar este conceito. É algo é muito recente, mas precisamos compreender a luz dos fatos, e estamos muito confortável para assim o fazer, porque no exercício da presidência da Câmara que, eu como presidente interino, acolhi as 10 medidas que resultaram na formação da comissão e houve um projeto de lei, portanto as propostas vieram da sociedade, a Câmara dos deputados entendeu que era preciso rever os seus procedimentos e ajustar, e com certeza vamos encontrar o ponto de equilíbrio”, afirmou Waldir Maranhão.

Ao ser questionado se apoiava de fato a emenda de Weverton Rocha, o parlamentar foi categórico: “Eu votei a favor do destaque e certamente eu fiz com a consciência da minha contribuição a ser dado ao fortalecimento da democracia brasileira”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Waldir Maranhão flerta com o PT

waldir-maranhao-1298

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (MA), está com um pezinho no PT, segundo a revista Época.

Queimado com a cúpula do Partido Progressista, seu atual partido, Maranhão já teve as bênçãos do ex-presidente Lula e o apoio do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), para migrar de legenda.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Waldir Maranhão preside a Câmara e deve votar alteração na Lei de Repatriação

waldir_maranhao

No comando da Câmara nesta semana, o vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), tem o desafio de tentar retomar o debate e votação do Projeto de Lei (PL) 2.617/15 que altera a Lei de Repatriação. Na semana passada, o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) deu o assunto como encerrado depois que, mesmo após um acordo de governadores sobre o ponto que trata da distribuição da arrecadação, partidos de oposição obstruíram a votação.

Maia disse que não “se desgastaria” mais com o assunto, mas deixou aberta a possibilidade de o presidente em exercício retomar o tema a partir de um novo acordo, que ainda não foi costurado apesar do esforço de alguns partidos da base aliada. Apesar disso, Maranhão aposta que o projeto de lei voltará à pauta.

“Este é um tema relevante”, afirmou. Perguntado se é vontade do Legislativo votar a matéria, Maranhão afirmou que tem que ser “vontade da sociedade, a repatriação de algo que pode injetar recursos na economia”.

A matéria é defendida pelo governo como forma de ampliar a adesão de contribuintes que têm dinheiro no exterior não declarado e querem regularizar sua situação. Estados e municípios também têm interesse no assunto já que querem aumentar a parcela de dinheiro a arrecadar com o pagamento de impostos e multas.

Pela lei atual, para regularizar os recursos e obter anistia penal e tributária o contribuinte tem que, em troca, pagar 15% de multa e 15% de Imposto de Renda (IR) sobre o valor.

Pauta

Maranhão também ficou com o encargo de instalar a comissão especial que vai discutir mudanças nas regras eleitorais. Câmara e Senado selaram um acordo para que cada uma das Casas trate de pontos específicos e que tudo seja previamente debatido para evitar que senadores derrubem o que deputados aprovarem e vice-versa.

O Senado tratará de coligações partidárias e de cláusula de desempenho, que estabelecem percentual mínimo de votação para a legenda conquistar cadeiras no Congresso. A comissão da Câmara vai decidir sobre qual será o sistema eleitoral que deve vigorar. O relator do colegiado já está definido – deputado Vicente Cândido (PT-SP) –, mas ainda falta escolher o presidente, que deve ser anunciado esta semana para que os trabalhos comecem.

Já no plenário, deputados voltam a se reunir hoje para discutir e tentar votar a Medida Provisória (MP) 737/16 que autoriza o ingresso de militares aposentados na Força Nacional. Maranhão acredita que vai conseguir concluir a matéria. Amanhã, Maranhão deve ter mais dificuldade em cumprir a pauta já que a previsão é votar as emendas ao projeto 4.567/16 que altera o regime de partilha do pré-sal.

Da Agência Brasil


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

STF autoriza quebra de sigilo da mulher de Waldir Maranhão

mc_valdir_maranhao_votacao_pec_prorroga_a_desvinculacao_de_receitas_da_uniao_ate_202300501012017-325664

A 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu nesta terça‐feira, 20, recurso apresentado pelo Ministério Público Federal (MPF) para quebrar o sigilo bancário da mulher do deputado federal Waldir Maranhão (PP‐MA).

Em julho, o ministro Marco Aurélio havia determinado a quebra do sigilo bancário do parlamentar, mas negado o pedido envolvendo as contas da mulher de Maranhão.

Waldir Maranhão é investigado em inquérito que apura suposto recebimento de vantagens indevidas devido a irregularidades em fundos de previdência de servidores públicos municipais.

“Entendo que, em homenagem à investigação que se faz e ao fato de que pode resultar infrutífera a investigação se não houver esse procedimento também em relação à esposa do investigado, eu acolho o agravo (agravo regimental contra decisão do relator do inquérito)”, ressaltou o ministro Edson Fachin durante o julgamento.

De STF


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Aliados: Edivaldo Júnior fecha com Waldir Maranhão

edivaldo-holanda-junior

Protagonista de vários escândalos estadual e nacional, o deputado federal Waldir Maranhão tem sido “persona non grata” nas eleições municipais de São Luís. Por causa de seus impulsos desastrosos, Maranhão não é presença constante durante as campanhas eleitorais.

Porém, fotos acima e abaixo revelam que o parlamentar atua por detrás das cortinas na campanha do atual prefeito de São Luís e candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Júnior (PDT). A participação de Waldir Maranhão na chapa do gestor é ativa e frequente, segundo afirmam fontes fidedignas.

É público e notório que Waldir Maranhão é aliado e amigo do governador Flávio Dino e do secretário de Comunicação, Márcio Jerry, que estão apoiando a candidatura de Holandinha. A pedido de Flávio Dino, Waldir tentou barrar o impeachment, votando, inclusive, em favor de Dilma Rousseff.

Waldir Maranhão chegou a receber indevidamente salários como professor da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) entre fevereiro de 2014 e janeiro de 2016, enquanto exercia seu mandato de deputado federal, em Brasília. A informação foi confirmada por meio de nota pela assessoria da Uema.

Portanto, a aliança está bastante clara. O pedetista possui, sim, o apoio do deputado federal maranhense. Para que ninguém saiba desse conchavo, Maranhão envia o cunhado e ex-candidato a vereador, Neto Maranhão, para participar dos eventos políticos juntamente com Edivaldo Holanda Júnior, conforme mostra a imagem abaixo.

ma-1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.