Poder

Morre bebê encontrado dentro de caixa de papelão na Vila Janaína

WhatsApp-Image-2017-02-21-at-11.11.36

­Morreu ontem, no fim da tarde, no Hospital Materno­-Infantil, o bebê do sexo masculino, com algumas horas de vida, que foi encontrado na manhã de ontem dentro de uma caixa de papelão, na porta de uma residência na Vila Janaína, em São Luís. Ele havia sido transferido à tarde do Hospital da Criança para o Hospital Materno­-Infantil.

De acordo com a equipe médica responsável pelo caso, a criança apresentava quadro clínico grave, sujeito a cuidados especiais, mas não resistiu. A transferência da criança da unidade municipal para o Materno foi acompanhada por O Estado. Pelo menos seis profissionais, entre técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos foram responsáveis pelo procedimento.

A criança foi colocada em uma incubadora especial e transportada em uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Após seguir pelas avenidas dos Franceses e Luiz Rocha, a ambulância conduzida pela equipe do Samu chegou ao Materno-­Infantil sem enfrentar congestionamento e por um trajeto que durou aproximadamente 10 minutos.

Ao chegar à unidade, por volta das 15h15 de ontem, o bebê foi imediatamente encaminhada para a UTI pediátrica da unidade de saúde, onde morreu horas depois.

A polícia apura no momento quem abandonou a criança. As investigações visam encontrar a mãe do bebê. De acordo com o Código Penal Brasileiro (CPB), abandono de pessoa que seja incapaz de se defender dos riscos resultantes do abandono resulta em pena de detenção que pode variar entre seis meses e três anos.

Segundo vizinhos, a criança estava enrolada em um pano e, ao ser encontrada a comunidade acionou a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros para o resgate. Depois do resgate, ela foi transferida para o Hospital da Criança, onde recebeu os primeiros cuidados.

Do Estado


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Recém-nascida é encontrada em caixa de papelão, na Vila Janaína

WhatsApp-Image-2017-02-21-at-11.11.36

Nas primeiras horas da manhã desta terça‐feira (21), foi encontrada uma criança recém‐nascida do sexo feminino em uma caixa de papelão, no bairro da Vila Janaína.

A criança, estava enrolada em alguns panos e foi encontrada por uma moradora, identificada como Silvana Aranha. Segundo informações repassadas por um morador, Silvana ao encontrar a caixa pensou que seria um animal abandonado mas no momento em que olhou a caixa percebeu, que se tratava de uma recém‐nascida, em seguida ela buscou ajuda com seus vizinhos.

A primeira pessoa a lhe ajudar foi a enfermeira Elizabeth Guimarães, de 49 anos.

Segundo ela, a criança ainda estava com o cordão umbilical e foi socorrida com urgência. Em seguida, a recém‐nascida foi encaminhada para o Hospital da Criança. O socorro contou com o apoio da Polícia e o Corpo de Bombeiros. “A criança ainda estava prematura, e já aparentava estar com problemas de saúde” conta Elizabeth.

Segundo informações da enfermeira, a criança está na UTI no Hospital da Criança e possui um quadro de hemorragia devido a sua fragilidade.

Do Imparcial


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime / Educação

Criminosos invadem e incendeiam escola em São Luís

escola

A Unidade de Ensino Básico Roseno de Jesus Mendes, da rede municipal de educação, localizada na Vila Janaína, em São Luís, foi mais uma vez invadida neste fim de semana.

De acordo com informações dadas por testemunhas, vários homens pularam o muro da escola, roubaram alguns materiais e depois atearam fogo em uma das salas dos professores. Ninguém ficou ferido e ainda não se sabe a extensão do prejuízo.

Em abril de 2012, a escola Roseno de Jesus Mendes foi invadida por três homens que chegaram a roubar a arma e o colete do vigilante. Em dezembro de 2015, a escola foi roubada e incendiada por vândalos.

A Secretaria Municipal de Educação se pronunciou por meio de nota.

Veja:

NOTA

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que já entrou em contato com a Polícia Militar e a Guarda Municipal no sentido de reforçar a parceria para a segurança na área próxima à unidade de ensino.

A Semed reforça também que está realizando ajustes no contrato com a empresa terceirizada responsável pela vigilância e que a escola em questão receberá os devidos serviços. A Secretaria esclarece ainda que os reparos que forem necessários na unidade de ensino serão feitos durante o período de férias escolares, que já iniciou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.