Poder

USP e UNB divergem sobre terremoto no Maranhão

img-20170103-wa0040

O terremoto, que foi registrado no Maranhão, por volta das 9h45 da manhã desta terça-feira (3), ainda está causando
muita confusão.

O Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB) registrou o epicentro do abalo sísmico no município de Vargem Grande com magnitude de 4.7 na escala Richter. Já o Centro de Sismologia da USP mostra que o epicentro foi na cidade de Belágua com magnitude de 4.6, como pode ser visto abaixo.

Essa divergência tem causado desencontro de informações nos meios de comunicação do Maranhão.

O terremoto causou desespero entre os moradores de São Luís e de várias cidades do interior do Estado. Na capital maranhense, diversos prédios foram evacuados nos bairros do Calhau, Renascença, Centro, Ponta do Farol, Angelim, Recanto dos Vinhais, Cohama.

Os moradores dos municípios de Nina Rodrigues, Itapecuru, Vargem Grande, Timon, Axixá e São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos e, Belágua, registraram os tremores.

terremoto

Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB)

terremoto1

Centro de Sismologia da USP.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Governo do MA é obrigado a fornecer fosfoetalonamina a paciente com câncer

O  juiz Clésio Coelho Cunha, respondendo pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, determinou que em  72 horas os Estados de São Paulo e do Maranhão e Universidade de São Paulo terão que disponibilizar a substância Fosfoetalonamina Sintética em quantidade suficiente para garantir o tratamento de câncer do paciente J.G.V.J. A quantidade necessária ao paciente deve ser indicada pelo Instituto de Química de São Carlos, responsável pela pesquisa, consta da decisão. A multa diária para o não cumprimento da decisão é de R$ 1 mil (mil reais), a ser revertida em benefício do paciente.

A decisão atende à Ação de Obrigação de Fazer com Pedido de Antecipação dos Efeitos da Tutela interposta por J.G.V.J. contra os réus (estados de SP, MA e USP). Na ação, o autor relata que “é portador de neoplasia maligna epitelióide do tipo Sarcoma de Ewing na perna esquerda, em estágio avançado e em condição de metástase, confirmada por meio da constatação da existência de múltiplos nódulos em ambos os pulmões”. Ainda segundo o autor, a substância produzida pela USP é o “medicamento tido como única e última alternativa a lhe proporcionar sobrevida”.

Em seu relatório, o juiz Clésio Cunha destaca os laudos médicos anexados à ação informando a existência de sarcoma e de nódulos em ambos os pulmões, “devendo representar metástase”.

Clésio Cunha relata ainda as várias ações julgadas que vêm autorizando o fornecimento da substância produzida pela USP, que já forneceu o medicamento a inúmeros pacientes.

E conclui: “A situação do requerente inspira cuidados e demanda a realização de intervenção terapêutica urgente e eficaz, não podendo este ficar à mercê da burocracia do aparelho estatal para escolher a melhor forma de lhe promover um tratamento, quando os meios convencionais aparentam estar sendo insuficientes para combater a enfermidade que acomete o autor”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.