Crime

PM reage a assalto e mata criminoso

1486316994-829824872

Um policial militar, cujo identidade não foi divulgada, reagiu a um assalto, no domingo (05), e baleou um assaltante no bairro Turu, em São Luís.

Segundo a Polícia Militar, o criminoso morreu na hora. O nome do policial foi mantido sob sigilo, por questões de segurança.

A polícia confirmou ainda que o fato ocorreu nas proximidades de um campo de futebol. A suspeita, ainda, é que havia um comparsa com o bandido morto.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Pacientes reclamam de falta de atendimento no posto de saúde do Turu

turu

Quem precisa de atendimento na rede municipal de saúde de São Luís conhece a deficiência e a triste realidade do serviço ofertado. A situação precária não é novidade para ninguém. A Prefeitura e a Secretaria Municipal de Saúde tentam maquiar o cenário e passar uma imagem de que vai tudo bem. Mas, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e da secretária Helena Duailibe deixam, e muito, a desejar.

Blog recebeu, mais uma vez, uma denúncia atacando a péssima prestação de serviço nas unidades de saúde. Desta vez, foi no posto localizado no Bairro Turu. De acordo com a queixa, a enfermeira de plantão, não compareceu ao trabalho nesta quinta-feira (12), e não havia ninguém para substituí-la.

O denunciante informou que procurou a unidade nesta quinta, após ser mordido por um cachorro de rua. Ele deveria ser vacinado com a antirrábica. A vítima chegou ao local um pouco antes das 8h e ficou aguardando o atendimento. Na recepção, foi informado em qual fila deveria permanecer. O rapaz suspeitou que estava na fila errada e falou com uma funcionária. A mesma explicou que a vacina antirrábica era de responsabilidade da enfermeira de plantão, que ainda não havia chegado.

Por volta das 9h, o rapaz foi despachado pelos funcionários da unidade, que informaram que a pessoa responsável pelo atendimento que ele precisava não ia comparecer. Ele prontamente questionou quem iria substituir a enfermeira. A resposta foi de que não havia ninguém para substituí-la. A equipe nem sequer instruiu a vítima a procurar outra unidade que disponibilizasse a vacina. Revoltante!

13177301_1279927698703869_4323927754269881364_n


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Invasores ocupam centro de treinamento do Sampaio no Turu

Cerca de 300 pessoas estão na área que pertence ao Sampaio

Cerca de 300 pessoas estão na área que pertence ao Sampaio

Parte da área de 20 hectares da sede do Sampaio Corrêa foi invadida a pouco mais de um mês na Vila Luizão. Hoje, os invasores já tomam conta dos campos onde o time de futebol treinava. A disputa pelo terreno terminou em morte, quando o jovem de 19 anos, Fagner Barros, foi atingido por um tiro na testa pela arma de policial.

O autor do disparo, cabo Marcelo Monteiro dos Santos foi preso e autuado em flagrante, mas foi solto após o juiz conceder relaxamento de prisão e determinar sua libertação na última terça-feira, dia 18.

O time abandonou os treinos no local e tem buscado formas alternativas para não perder a disposição dos jogadores. Ainda não há uma solução para o problema, mas o presidente do clube, Sérgio Frota declarou que busca uma solução junto ao secretário Articulação Política do Governo, Márcio Jerry.

Cerca de 300 pessoas permanecem no local e segundo Sérgio Frota, alguns armados já chegaram a ameaçar representantes do time.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Delegacia do Turu pode ser interditada

Em Ação Civil Pública protocolada pela 2ª Promotoria de Justiça do Controle Externo da Atividade Policial de São Luís, o Ministério Público do Maranhão requer a concessão de Liminar que determine a interdição da delegacia do 7° Distrito Policial, localizada no bairro Habitacional Turu. A delegacia não apresenta condições estruturais mínimas de funcionamento, colocando em risco os servidores e a população que busca os serviços do 7º DP.

Em inspeção realizada pelo promotor Cláudio Alberto Gabriel Guimarães, autor da ação, foi observada a situação da delegacia e as condições precárias de trabalho. Além da presença de cupins, foram verificadas rachaduras nas paredes e curto-circuitos nas instalações elétricas. Diante do quadro, foi solicitada vistoria ao Corpo de Bombeiros, realizada em 6 de novembro de 2013.

Após a vistoria, o Corpo de Bombeiros fez uma série de exigências: apresentação de projeto de prevenção e combate a incêndio; apresentação de laudo de manutenção de para-raios; realização de manutenção na estrutura do telhado, que está infestado de cupins e apresenta risco de desabamento; manutenção de toda a estrutura elétrica; e colocação de extintor de incêndio próximo à recepção.

Durante a própria realização da inspeção ocorreu uma pane elétrica que levou ao desligamento das lâmpadas, já que havia risco de incêndio em uma sala onde são arquivados inquéritos policiais, livros, documentos e equipamentos eletrônicos.

Além da interdição imediata da delegacia, a ação do Ministério Público requer que a Justiça condene o Estado do Maranhão a realizar as exigências listadas pelo Corpo de Bombeiros, para que o 7° Distrito Policial tenha condições de funcionamento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.