Poder

Moradores da Forquilha cobram ações urgentes no trânsito

Moradores da Forquilha cobram ações urgentes no cruzamento da Rua Projetada, em frente ao posto de gasolina Topázio, na Estrada da Maioba (MA 202). O trecho é extremamente perigoso e já registrou inúmeros acidentes, inclusive com vítimas fatais.

A preocupação é antiga e as reivindicações também. O que a comunidade quer é a simples instalação de semáforos na região para orientar melhor e garantir mais segurança aos motoristas e aos pedestres que transitam pelo local.

“É um problema crônico existente na MA 202-Estrada da Maioba-Sitio São Raimundo-Forquilha. Queremos soluções rápidas e eficientes. A região é muito perigosa e não queremos mais acidentes e mortes no local. O problema virou questão do estado e não apenas municipal”, cobrou um morador.

img-20161110-wa0008

img-20161110-wa0006


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Pesquisa aponta que trânsito de São Luís é um dos piores do mundo

Diariamente, os ludovicenses sofrem com o trânsito caótico e com a buraqueira nas vias de São Luís, frutos de uma administração municipal ineficiente, incapaz de planejar e realizar ações enérgicas. A insatisfação dos motoristas foi constatada em uma pesquisa realizada pelo Waze, um dos maiores aplicativos de trânsito e navegação do mundo.

Ao todo, 186 cidades de todo o mundo foram avaliadas. São Luís ficou na 141ª colocação, com índice de satisfação 4,71 (que variava entre 0 e 10). A pesquisa avalia basicamente seis pontos: nível de trânsito; segurança; qualidade das vias e infraestrutura; serviços ao motorista; fator econômico e social (acesso a carros e variação no preço do combustível); e medição de quão boa é a rede de usuários do Waze no local.

Com a avaliação desses medidores, o aplicativo consegue elaborar o ranking com as piores e as melhores cidades para se dirigir no mundo.  Os dados foram divulgados na terça-feira (13). E para os ludovicenses, a avaliação negativa do trânsito de São Luís não é nenhuma surpresa. Com relação ao item serviços ao motorista, a capital maranhense apresentou a vergonhosa pontuação de 1,3.

É, a má gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior é destaque até em ranking mundial.

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Dirigir pela faixa exclusiva de ônibus agora é infração gravíssima

Faixa exclusiva para ônibus em São Luís

Faixa exclusiva para ônibus em São Luís

Alterações no código Brasileiro de Trânsito (CTB), passam a valer a partir de hoje (31), em todo território nacional. Sancionada pela presidente Dilma Roussef, passa a ser considerada infração gravíssima transitar em faixas exclusivas de ônibus.

As penalidades para quem for pego dirigindo nos corredores do transporte coletivo dentro dos horários proibidos é de 7 pontos na carteira, pagamento de multa no valor de R$ 574 reais e apreensão do veículo.

A mudança do artigo 184 do CTB foi publicada no Diário Oficial da União. A presidente Dilma ainda vetou três artigos do novo código.

Vale lembrar que lei entra em vigor a partir da publicação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Projeto Vida no Trânsito recebe mais R$ 12 milhões

Nessa última semana de dezembro, o Ministério da Saúde repassa, por meio do Fundo Nacional de Saúde, R$ 12,2 milhões para que todos os 26 estados, o Distrito Federal e as respectivas capitais possam ampliar e desenvolver ações previstas no Projeto Vida no Trânsito. A medida visa modificar a cultura de segurança no trânsito de forma a reduzir o número de mortos e feridos graves a partir da conscientização e mobilização da sociedade.

Estabelecidos na Portaria 3.023, os recursos do Programa de Implementação de Política de Promoção da Saúde serão transferidos. Municípios com menos de 500 mil habitantes receberão R$ 175 mil. O valor do repasse para cidades com número de habitantes entre 500 mil e um milhão será R$ 200 mil. Municípios com mais de um milhão de habitantes receberão R$ 250 mil.

As secretarias estaduais e municipais de saúde deverão implantar o  Projeto Vida no Trânsito por meio de articulação com outros setores governamentais e não-governamentais. Eles também deverão qualificar e integrar as informações sobre acidentes de trânsito e vítimas (como feridos graves e mortes). Os gestores de saúde deverão, ainda, identificar os fatores de risco e grupos de vítimas mais importantes nos respectivos municípios, desenvolvendo programas e projetos de intervenção que reduzam esses fatores e os pontos críticos de ocorrência de acidentes.

“A iniciativa do Ministério da Saúde é uma resposta positiva ao apelo da Organização das Nações Unidas (ONU), que proclamou o período de 2011-2020 como a Década de Ações pela Segurança Viária”, observa o diretor-adjunto do Departamento de Análise de Situação de Saúde do Ministério da Saúde, Juan Escalante. Ele lembra que uma capital de cada região brasileira já havia sido definida para o reforço das ações de prevenção de acidentes no trânsito: Palmas (TO), Teresina (PI), Belo Horizonte (MG), Campo Grande (MS) e Curitiba (PR).

Além dessas cidades pioneiras, o Ministério da Saúde inclui, a partir da Portaria 3.023, as outras 22 capitais ao projeto. De acordo com Juan Escalante, o Projeto Vida no Trânsito resulta também da participação do Brasil num esforço internacional iniciado em 2010 com o Projeto Road Safety in 10 Countries (RS 10), coordenado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Fundação Bloomberg.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.