Poder

Juíza de Coroatá torna Ricardo e Teresa Murad inelegíveis

A juíza Eleitoral da 8ª Zona de Coroatá, Josane Araujo Farias Braga, condenou o ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, a ex-prefeita e ex-vice de Coroatá, Maria Teresa Trovão Murad, Neuza Furtado Muniz, a ficarem inelegíveis por 8 anos subsequentes à eleição municipal de 2012.

A Ação foi protocolada pela Coligação “Coroatá Crescendo com liberdade”, que alegou que no dia 07 de outubro do ano de 2012, bem assim durante todo o período eleitoral a cidade de Coroatá – MA foi palco de um vergonhoso corolário de condutas irregulares que atentou contra a dignidade do povo/eleitor coroataense e o Estado Democrático de Direito.

A autora da ação afirmou também que o Ricardo Jorge Murad, então Secretário Estadual de Saúde, promoveu atos reprováveis em todas as esferas, que configuram, segundo alega, abuso de poder político, vez que com o propósito absoluto de beneficiar sua esposa Maria Teresa Trovão Murad e a Sra. Neuza Furtado Muniz, respectivamente, candidatas ao cargo de prefeita e vice-prefeita nas Eleições Municipais de 2012.

Ao analisar os fatos, a magistrada constatou que Murad, que também é presidente estadual do PRP, cometeu abuso de autoridade durante a campanha eleitoral de 2012 ao usar de seu cargo de então secretário de Saúde para promover as candidaturas de Teresa e Neusa.

A participação do Secretário de Estado da Saúde, senhor Ricardo Murad, nos eventos narrados na inicial de AIJE, se almoda plenamente a do administrador que se vale de programas de distribuição gratuita de bens e serviços de natureza social, custeados e subvencionados pelo poder público, para se projetarem diante dos eleitores, favorecendo a determinada candidatura, tendo incorrido, de forma inconteste, na conduta vedada do art. 73, IV da Lei das Eleições. Frise-se, por oportuno, que ações administrativas realizadas com esse objetivo, caracterizam, outrossim, desvio de finalidade a tipificar abuso de poder político, revelado no abuso do exercício de função, cargo ou emprego na Administração direta ou indireta, como bem sustentado na inicial da presente action.”, explicou Josane Braga.

Leia a decisão na íntegra aqui


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Mulher de Ricardo Murad declara prédio “avaliado” em R$ 1 real

Teresa

A prefeita de Coroatá e candidata à reeleição, Teresa Murad (PMDB), declarou à Justiça Eleitoral que possui um prédio comercial e um terreno em seu nome avaliados em R$ 1,00 real cada um. As informações foram obtidas no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo os dados registrados no TSE, o terreno fica localizado a margem direita da Avenida dos Franceses, em São Luís e o prédio comercial na Praça João Pessoa, em Coroatá.

É notório que Teresa Murad mentiu ao declarar os seus bens.

Além desses bens, a gestora declarou que tem crédito em conta corrente do Banco do Brasil no valor de R$18.830,80; um título de capitalização de R$6.410,68; depósito em conta corrente no Banco HSBC de R$3.984,81; um apartamento no estado de São Paulo de R$ 140 mil; um veículo Ford Edge V6 de R$ 121 mil; titulo de capitalização no Banco HSBC de R$7.486,98 e outro veículo Pegeout de R$ 10 mil.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PF revela que políticos foram abastecidos com desvio de R$ 205,6 milhões da Saúde

Superintendente da PF no Maranhão, delegado Jansen e representante do CGU

Superintendente da PF no Maranhão, delegado Jansen e representante do CGU

O dinheiro desviado no período de Ricardo Jorge Murad na Secretaria de Estado da Saúde, investigado pela “Sermão aos Peixes” da Polícia Federal, foi além do que o Ministério Público Federal e Controladoria-Geral da União (CGU) imaginavam.´

Documento obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira revela que a verba do Fundo Nacional de Saúde (FNS) serviu para abastecer partidores e políticos do alto clero do Maranhão. O repasse era feito através de empresas contratadas pelos institutos responsáveis em gerenciar hospitais.

Uma das empresas apontadas no bojo do esquema é a Litucera Limpeza e Engenharia Ltda, localizada no bairro Calhau. O homem apontado como gerente da chama-se Silvaney dos Santos Nascimento, morador da Ponta D’areia, bairro nobre de São Luís, no Maranhão.

O Inquérito Policial de Nº 15601 acusa indiretamente o ex-secretário de Saúde de usar a Litucera e outras empresas para financiar campanhas de inúmeros vereadores e políticos de 2010 a 2014, inclusive, da esposa Teresa Trovão Murad a Prefeitura de Coroatá, conforme aponta o relatório.

A Polícia Federal identificou o total de 205,6 milhões de repasses para turbinar eleição até de membros do Poder Legisalativo, que terão nomes revelados nas próximas postagens. Aguardem!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ao invés de fazer concurso público, Teresa Murad contrata cooperativa

A prefeita Teresa Murad, mãe da candidata a deputada Andrea Murad, ambas do PMDB), encontrou um meio fácil de não realizar concurso público para contratação de servidores.

Ela acaba de contratar em Coroatá a Cooperativa Maranhense de Trabalho e Prestação de Serviços (COOPMAR), pelo valor simbólico de R$ 13.64 1.600,00 (treze milhões, seiscentos e quarenta e um mil e seiscentos reais) para executar serviços auxiliares operacionais e apoio administrativo em caráter complementar ao município.

Com as cifras milionárias da cláusula contratual celebrada no dia 12 de agosto, a prefeitura vai contratar ou já contratou centenas de pessoas que podem ou não atuar como cabos eleitorais na campanha de Andrea Murad. Além de Coroatá, a Prefeitura de Matinha contratou e depois faz aditivo com a mesma cooperativa.

O que não pode é o Ministério Pública da cidade assistir passivamente a utilizada de cooperativas para contratar e driblar a determinação legal da exigência do concurso público nas esferas municipal, estadual e federal.

Aliás, o marido da prefeita, Ricardo Murad é useiro e vezeiro na contratação de funcionários pela via terceirizada para fugir do concurso. E assim ele vai indicando quem entender para ser funcionario publico e cabo eleitoral. Abaixo o contrato:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Confusão em Coroatá, ex-vereador acusa secretário de Teresa Murad de assédio

Ex-vereador Gilma e China

Ex-vereador Gilma e China

O secretário da Casa Civil da prefeitura de Coroatá, Winglitton Rocha Barros, conhecido como China, ex-jogador da seleção brasileira de handball, envolveu-se em um bate-boca com o ex-vereador da cidade, Gilmar Arruda.

China, que é ex-genro do secretário de Saúde, Ricardo Murad, que é esposo da prefeita da cidade, Tereza Murad, apareceu na Câmara Municipal para ver a votação do projeto que congela o salário dos servidores do município.

Após ser encarado por China Barros, Gilmar Arruda o acusou de ter assediado uma de suas filhas. O secretário favorito da prefeita Teresa Murad ainda tentou, sem sucesso, sair da discussão sem desgaste para sua imagem.

Durante a discussão, China declarou que não frequentas noites de Coroatá.

Com informações do blog  Coroatá de Verdade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Trabalhadores rurais fazem protesto em Coroatá

Centenas de trabalhadores rurais de Coroatá estão neste momento interditando a ponte sob o rio Itapecurú que corta a cidade.

Os trabalhadores reivindicam por parte da prefeitura a reabertura de postos de saúde e algumas escolas da zona rural do município que permanecem fechados desde janeiro deste ano, além do melhoramento das estradas vicinais e outras reivindicações que serão entregues a um representante da prefeita Teresa Murad, que até o momento não se manifestou sobre o protesto.

Foto: Reprodução// Facebook

Foto: Reprodução// Facebook


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Documentos da Prefeitura de Coroatá são encontrados na casa de aliado de Amovelar

Ex-prefeito de Coroatá.

Ex-prefeito de Coroatá.

Decisão judicial assinada nesta quinta-feira (24), pelo titular da 2ª Vara de Coroatá e respondendo pela 1ª Vara da comarca, juiz Francisco Ferreira de Lima, determina a entrega, para a atual prefeita do município, Teresa Murad, de documentos da Prefeitura de Coroatá que estavam desaparecidos e que foram apreendidos nesta manhã em uma casa.

Segundo o magistrado, a casa onde os documentos foram localizados é de um colaborador da gestão anterior do município, Tiago Henrique, que trabalhava na contabilidade da prefeitura, e fica localizada no bairro Residencial Dom Reinaldo Punder.

Nas palavras do juiz, o proprietário da residência onde foram encontrados os papéis – “cerca de 100 pastas do tipo A-Z”, informa o magistrado – alega que os documentos subsidiariam a prestação de contas a ser feita pela antiga gestão.

Busca e Apreensão – Os referidos documentos foram objeto, no último dia 8, de decisão judicial assinada pelo juiz Francisco Ferreira de Lima, na qual o magistrado determinava ao ex-prefeito de Coroatá, Luis Mendes Ferreira, bem como a ex-secretários municipais, a entrega dos papéis. Em face do não cumprimento da decisão, foi cumprido o Mandado de Busca e Apreensão determinado pelo juiz.

Entre os documentos encontrados, cadastro dos servidores municipais, folhas de pagamento e outros. Segundo Francisco Ferreira de Lima, os papéis estão em bom estado de conservação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Herança maldita de Amovelar faz Teresa cancelar carnaval em Coroatá

Um dos principais carnavais que ocorrem no interior do Estado, Coroatá, cidade que carrega consigo o brilhantismo das festas carnavalescas e juninas, desta vez, terá que cancelar o carnaval 2013.

Teresa Murad.

Teresa Murad.

O motivo do qual levou a prefeita Teresa Murad a tomar a decisão que para a população de Coroatá não é bem vista, se deu após detectar o estado crítico financeiro deixado pelo ex-prefeito, Luis da Amovelar.

Em nota encaminhada na manhã deste sábado, a Prefeitura decreta estado de calamidade. Leia abaixo a nota da prefeita Teresa Murad, esposa do secretário de Saúde, Ricardo Murad.

NOTA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE COROATÁ

O estado de calamidade encontrado pela nova administração, fruto de uma gestão criminosa e irresponsável de oito anos do ex-prefeito Luís da Amovelar, obrigou a Prefeitura de Coroatá decidir pelo cancelamento dos eventos para realização do Carnaval 2013 com recursos do orçamento municipal.

A Prefeitura tomou essa decisão em defesa do interesse público e tendo em conta a situação deplorável em que o nosso Município se encontra e num momento em que todos os recursos são insuficientes para fazer face às intervenções emergenciais visando restabelecer a prestação dos serviços públicos essenciais para a população.

Mas, a Prefeita de Coroatá reconhece a importância do Carnaval para o desenvolvimento econômico, cultural e turístico do Município e irá buscar apoio de empresas privadas para garantir as festas carnavalescas sem ônus para a Prefeitura.

Para a atual administração municipal de Coroatá política e gestão pública são sinônimos de responsabilidade e seriedade.
Para nós, um tostão é um tostão, um real é um real.

E Coroatá é de todos nós


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Ex-prefeito Luís da Amovelar é obrigado a devolver documentos da Prefeitura de Coroatá

Em decisão datada da última terça-feira (8), o juiz Francisco Ferreira de Lima, titular da 2ª Vara respondendo pela 1ª Vara da Comarca de Coroatá, determina que o ex-prefeito do município, Luis Mendes Ferreira, e mais nove ex-integrantes da administração do município entreguem à administração municipal, no prazo de 24 horas, “documentos de sua competência administrativa da época em que exerciam função ou cargo na esfera administrativa do Município de Coroatá.”

A determinação atende à Medida de Cautelar de Exibição de Documentos, com Pedido Liminar de Busca e Apreensão, proposta pela atual prefeita do município, Maria Teresa Trovão Murad.

O prazo para o cumprimento do Mandado de Exibição encerra-se às 16h desta quinta-feira (10). Em caso de desobediência da decisão, será cumprido o Mandado de Busca e Apreensão (já expedido pelo juiz) nos escritórios e residências dos requeridos.

A busca deve-se limitar aos documentos arrolados e deve ser cumprida, com a máxima cautela, por dois oficiais de Justiça, acompanhados de força policial, reza a decisão.

Entre os documentos requeridos, o cadastro dos servidores municipais, termos contratuais e convênios celebrados junto a órgãos estaduais e federais, montante da dívida ativa tributária e não tributária cobrada na esfera judicial, lista dos bens móveis e imóveis da prefeitura e outros.

Extraviados – Na Medida Cautelar impetrada pela atual prefeita, Teresa Murad se diz impedida de administrar o município em face da recusa da administração anterior em atender às solicitações de entrega dos documentos demonstrativos da atual situação administrativa e financeira da Prefeitura de Coroatá, “a fim de elaborar seu plano de governo com base nos dados fornecidos”.

Teresa diz ainda que, diante da recusa, impetrou “Mandado de Segurança, obtendo a liminar, tendo, porém, o ex-gestor lhe entregue documentos insatisfatórios”.

A prefeita informa também que, após sua posse, “busca nos arquivos da sede da Prefeitura de Coroatá não encontrou os documentos da administração municipal, suspeitando-se que tenham sido extraviados”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.