Política

Deusdete Sampaio deve pressionar Roseana por espaço no governo

Acaba nesta sexta-feira (15), o prazo pedido pela governadora, Roseana Sarney (PMDB), em solucionar uma espécie de prestígio a lideranças da região Tocantina como, por exemplo, o retorno do suplente de deputado Sérgio Vieira à Casa Legislativa.

Deusdete Sampaio que, diga-se de passagem, espera alcançar um equilíbrio entre a região Tocantina e seu desejo de reforçar os laços políticos com o governo Roseana.

Um encontro anterior entre os principais líderes de Açailândia, ocorrido no mês passado no Palácio do Leões, não teve momentos de tensão, ao contrário do que especulavam.

E foi justamente após o encontro, que Roseana Sarney tenta levar o deputado Carlos Alberto Milhomem (PSD), para ocupar a Secretaria de Articulação Política, o que resultaria no retorno de Vieira ao legislativo e prestigiaria o ex-prefeito de Açailândia, Deusdete Sampaio, apontado como grande líder popular.

Ocorre que, Roseana acredita no potencial de Deusdete, mas teme uma forte represália por pontos negativos deixados em sua gestão: elefante branco que foi construído para ser um Mercado Público Municipal e a condenação que o fez perder os direitos políticos por mais 7 anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Tatá Milhomem é convidado por Roseana a assumir Articulação Política

Mlhomem deve confirmar se aceita assumir a Secretaria.

Mlhomem deve confirmar se aceita assumir a Secretaria.

O suplente de deputado estadual, Carlos Alberto Milhomem (PSD), recebeu o convite nesta semana pela governadora Roseana Sarney (PMDB), para assumir a Secretaria de Estado de Articulação Política, em substituição de Hildo Rocha que acumula duas secretarias.

Milhomem que, diga-se de passagem, não confirmou inicialmente a governadora se aceitaria comandar a Pasta. Porém, é pressionado por deputados da base governista para que não recuse o convite da peemedebista.

A confirmação deverá ser feita depois da chegada de Roseana em São Luís, mas o deputado já confidenciou que está bastante inclinado a aceitar.

Carlos Alberto Milhomem já foi secretário Chefe da Casa Civil do Governo do Maranhão, durante o governo Edison Lobão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Eric Costa não viu ‘capacidade’ de aliados para comandar Tesouraria de Barra do Corda

Eric Costa ao lado da amada que será tesoureira do município.

Eric Costa ao lado da amada que será tesoureira do município.

O prefeito eleito de Barra do Corda, Eric Costa (PSC), dorme com um olho aberto. Um fica fechado para os adversários e o outro aberto para os aliados.

Eric tinha uma série de nomes a indicar para a Tesouraria da Prefeitura – como, por exemplo, o irmão do deputado estadual Tatá Milhomem, o vice-prefeito Aristides Milhomem, ambos do PSD.

Seguro morreu de velho, mas desconfiado vive até hoje. Por isso, Eric Costa indicou sua própria mulher pro cargo, nepotismo puro, ou seja, o dinheiro do município ficará em “famiglia”. Ainda teve quem tentasse ponderar indicando um nome ligado ao vice-prefeito eleito, Leandro Sampaio, o que foi de pronto recusado por Costa.

Mas o vice-prefeito é igual São Tomé: só acredita vendo, e espera como cabrito bom que apanha, mais não berra.

Ocorre, porém, o chamado grupão pode virar ‘Circo de Mamulengo’, onde Gil Lopes dará adeus à presidência da Câmara, em virtude da preferência de Eric Costa pelo amigo que foi indiciado pela morte do vereador Aldo Andrade: o contador e vereador eleito de Barra do Corda, Paulim Bandeira.

A política em Barra do Corda, a partir de 2013, trará novas revelações. E uma delas é que o prefeito eleito anunciará seu apoioque ao presidente da Embratur, o comunista Flávio Dino, no projeto de 2014.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado rebate críticas de Tatá Milhomem à prefeito de Arame

O deputado Rigo Teles (PV) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira (30) para defender o prefeito de Arame, João Menezes, alvo de críticas do deputado Carlos Alberto Milhomem (PSD), acerca do tratamento dispensado o setor de saúde pública aos indígenas residentes no município.

Para Rigo, Milhomem não tem total conhecimento do assunto, quando disse na tribuna da Assembleia que existe falha no atendimento de saúde aos índios de Arame.

O parlamentar garante que Arame oferece total atenção aos índios. “O prefeito João Meneses só pode fazer o que é atribuição constitucional município.

Teles informou que os próprios índios não aceitaram o argumento de Milhomem, jogando a culpa dos problemas de saúde enfrentados pelos índios no prefeito João Meneses, que abre as portas de sua residência a brancos índios e dá tratamento igualitário a todos.

“Toda eleição vamos às aldeias pedir votos aos índios. Não poderemos nos furtar de dar o apoio a essa classe, que é feita de gente e faz parte da população brasileira. Os caciques de Arame garantem que tem total apoio do prefeito e da secretária de saúde”, disparou Rigo Teles contra Milhomem.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado "descatita" com a OAB/MA

O deputado Carlos Alberto Milhomem (PSD) esculhambou na tribuna da Assembleia, com a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Maranhão (OAB/MA), após a entidade informar que vai entrar com uma ADIN contra os 18 salarios dos deputados maranhenses (reveja).

O parlamentar considerou esdrúxula, a respeito de uma Ação Direta de Insconstitucionalidade (ADI) ajuizada por essa instituição junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), referente a uma lei promulgada pela Assembleia Legislativa do Maranhão.

Segundo Milhomem, a OAB está agindo inconstitucionalidade de uma lei que não mais existe. “Ou os senhores membros da OAB estão, como diz um amigo meu lá de Minas Gerais, ‘abibolados’ ou não estão levando a sério a sua função ou querem continuar a achincalhar a classe política, o que é pior”, protestou.

Na oportunidade, ele solicitou ao presidente da Assembleia, que encaminhe uma Moção de Protesto à OAB e disse ter ficado pasmo diante de tamanha desinformação. “Fiquei sem entender nada, fiquei a matutar. Peço ao presidente da Casa que cobre explicações da OAB. Nós não podemos ficar à mercê de falsos arautos, continuar a mercê de pessoas que não têm sentimentos com este Estado”, observou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado “descatita” com a OAB/MA

O deputado Carlos Alberto Milhomem (PSD) esculhambou na tribuna da Assembleia, com a Ordem dos Advogados do Brasil, seccional do Maranhão (OAB/MA), após a entidade informar que vai entrar com uma ADIN contra os 18 salarios dos deputados maranhenses (reveja).

O parlamentar considerou esdrúxula, a respeito de uma Ação Direta de Insconstitucionalidade (ADI) ajuizada por essa instituição junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), referente a uma lei promulgada pela Assembleia Legislativa do Maranhão.

Segundo Milhomem, a OAB está agindo inconstitucionalidade de uma lei que não mais existe. “Ou os senhores membros da OAB estão, como diz um amigo meu lá de Minas Gerais, ‘abibolados’ ou não estão levando a sério a sua função ou querem continuar a achincalhar a classe política, o que é pior”, protestou.

Na oportunidade, ele solicitou ao presidente da Assembleia, que encaminhe uma Moção de Protesto à OAB e disse ter ficado pasmo diante de tamanha desinformação. “Fiquei sem entender nada, fiquei a matutar. Peço ao presidente da Casa que cobre explicações da OAB. Nós não podemos ficar à mercê de falsos arautos, continuar a mercê de pessoas que não têm sentimentos com este Estado”, observou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeito acusa Antônio Pereira e Tatá Milhomem de compra de votos

Deputados Antônio Pereira e  Tatá Milhomem

Deputados Antônio Pereira e Tatá Milhomem

O prefeito da cidade de Buriticupu Antônio Marcos de Oliveira, o “Primo” (PDT), desta vez passou dos limites ao ser entrevistado em uma rádio local e fazer diversas acusações contra dois parlamentares de forte representação do Governo Roseana.

Na entrevista, o prefeito afirmou que o deputado estadual Antônio Pereira (DEM) que controla a Oscip “Bem Viver”, comprou um apoio político no município de Buriticupu que lhe rendeu cerca de 2 mil votos ao valor de R$ 10 mil reais mensais.

E pior. O gestor reforçou á acusação em nova afirmação dizendo que ligou para o parlamentar, e ao falar com ele sobre uma possível ajuda ao município. Na ocasião, Antônio Pereira disse que os votos obtidos na região foram todos comprados.

“Eu liguei pra ele e ele disse. Não rapaz os meus votos foram todos comprados”, diz o deputado Antônio Pereira.
Depois de acusa-lo na compra de votos, Antônio Marcos de Oliveira direcionou contra o deputado Tatá Milhomem que também teria participado do mesmo jogo ilegal na compra de votos.

Um prato cheio para a procuradora eleitoral Carolina da Hora.

Confira abaixo o áudio de fortes acusações feitas contra Tatá Milhomem e Antônio Pereira:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“PEC da Bengala” é questionada pelo Ministério Público

Tatá Milhomem: o deputado jurássico

Tatá Milhomem: o deputado jurássico

Do Imirante

O procurador-geral de Justiça em exercício, Eduardo Jorge Hiluy Nicolau, solicitou, nesta terça-feira (8), ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que ajuíze Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a Emenda Constitucional Nº 064/2011, que aumenta de 70 anos para 75 anos a aposentadoria no serviço público maranhense.

A inconstitucionalidade da Emenda Constitucional, segundo Eduardo Nicolau, decorre do fato de a Assembleia Legislativa ter ampliado a idade de aposentadoria compulsória em descumprimento com a Constituição Federal. A representação assinada por Eduardo Nicolau atende a uma determinação da procuradora-geral de Justiça, Maria de Fátima Rodrigues Travassos Cordeiro.

A mudança de 70 para 75 anos foi aprovada pela Assembleia Legislativa, em 26 de novembro deste ano, com 30 votos a favor e apenas sete contra.

Clique aqui e veja a representação do Ministério Público do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Aposentadoria é elevada para 75 anos de idade

PEC da bengala

PEC da bengala

Em 1º turno, foi aprovada durante a sessão desta terça-feira, 27, na Assembleia Legislativa do Maranhão, a Proposta de Emenda Constitucional de autoria do deputado estadual Tatá Milhomem (DEM), a famosa PEC da Bengala.

No caso, a antiga idade para aposentadoria dos servidores públicos era prevista para os 70 anos, com a mudança e alteração que afronta a Constituição pulou para 75 anos, ou seja, são cinco anos de diferença.

Baseando-se na Constituição Federal, ao chegar nos 70 anos de idade, sendo o limite compulsoriamente para cargos do Estado, municípios e demais.

No momento da votação da emenda do deputado jurássico Tatá Milhomem, foi contra apenas os deputados Rubens Pereira Júnior, Eliziane Gama e Edvaldo Holanda.

Pelo visto, Milhomem não tem conhecimento algum sobre a Constituição Federal, age de forma deselegante contra o trabalhador, e motivado a exploração do cidadão maranhense.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Assembleia Legislativa recebe ofício de cassação de Hemetério Weba

Hemetério Weba de saída da Assemblei Legislativa do Maranhão

Hemetério Weba de saída da Assembleia Legislativa do Maranhão

É de muita apreensão que, pessoas ligadas ao deputado estadual Hemetério Weba (PV) vivem nesse momento, o blog acompanhou na sexta-feira (16) em seu gabinete, onde no local havia diversos lideres de bairro, presidente de comunidades e etc…

Na tarde de ontem, 19, A Assembleia Legislativa do Maranhão, recebeu o comunicado oficial da Justiça informando a definição de cassação do mandato parlamentar do deputado estadual Hemetério Weba (PV).

O juiz titular da comarca de Santa Luzia do Paruá, Rodrigo Costa Nina assinou a decisão cassando os diretos políticos do parlamentar na semana passada.

Agora resta saber se Arnaldo Melo vai ter a mesma atitude do ex-presidente da Assembleia, Marcelo Tavares (PSB), na época em que deveria dar posse ao deputado suplente, Luís Pedro, só que preferiu manter no cargo, o deputado estadual, Chico Leitoa (PDT).

O motivo da cassação de Hemetério Weba, é decorrente a comprovação do Ministério Público quando Weba era prefeito, foi acusado e julgado por improbidade administrativa em 2007.

Então cabe agora ao presidente Arnaldo Melo, efetivar o deputado suplente Tatá Milhomem (DEM) no lugar de Hemetério Weba.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.