Poder

Empresa de Imperatriz ganha contrato de R$ 1 milhão em Sítio Novo

A Distribuidora Vida, localizada em Imperatriz, ganhou um contrato milionário na Prefeitura de Sítio Novo.

Segundo o Diário Oficial, a empresa fornecerá insumos, medicamentos e outros itens para a Secretaria Municipal de Saúde.

O valor que será pago pela compra é R$ 1.095.850,00 (Hum milhão noventa e cinco mil oitocentos e cinquenta reais).

De propriedade de Antônio Pereira Lopes e Maria Aparecida Lopes Moreira, a Distribuidora só irá fornecer os produtos por 5 meses. Pois o contrato foi firmado em 1º de agosto e terminará em 31 de dezembro de 2018.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputado Zé Inácio participa de agenda em Sítio Novo

O deputado Zé Inácio esteve nesta terça-feira (19) no município de Sítio Novo, onde participou de vasta agenda.
Começando com a Assinatura da Ordem de Serviço para início das obras de pavimentação asfáltica da MA – 275, que liga Sítio Novo a Amarante do Maranhão; inauguração da pavimentação asfáltica de vias urbanas, através do programa ‘Mais Asfalto’; inauguração da reforma e adequação da escola Centro de Ensino Persondas de Carvalho.

Houve também a entrega de patrulha agrícola para a Cooperativa Mista dos Agropecuarista de Sítio Novo; entrega de fardamento escolar para alunos da rede estadual de ensino; quatro escolas também foram entregues a comunidade.
E finalizando com a assinatura da ordem de serviço para implantação do sistema de abastecimento de água para os povoados paciência e boa lembrança.

“Parabenizo o governo do Estado por essas importantes obras que traz para o município e população de Sítio Novo, e em especial quero parabenizar o prefeito, João Piquiá, que tem feito mais uma excelente gestão a frente do município.”, disse Zé Inácio.
O parlamentar também reafirmou seu compromisso com o município, para o qual já destinou várias emendas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Sítio Novo irá torrar R$ 1 milhão em materiais de consumo e limpeza

O prefeito de Sítio Novo, João Carvalho dos Reis, já entrou o ano de 2017 gastando cifras milionárias.

De acordo com o Diário Oficial do Maranhão, a gestão municipal celebrou um contrato com a empresa T.T.T. Rodrigues Eirelli -ME no valor de R$ 1.078.900,00 milhão.

O objeto do contrato é a aquisição de materiais de limpeza, de consumo, expediente, didáticos, entre outros. O fornecimento será feito até dezembro de 2017.

Veja abaixo:

sitio novo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Auditoria diz que transporte escolar de Sítio Novo é precário

joaopiguiaprefeito

Absolutamente impróprios para o serviço. Essa foi a conclusão da Controladoria Geral da União (CGU) após fiscalização nos veículos que compõem a frota do transporte escolar do município de Sítio Novo. As irregularidades apresentadas após a fiscalização são várias: veículos velhos, sem assentos e cintos de segurança para todos os passageiros, motoristas sem habilitação etc.

O relatório da CGU, obtido pelo Blog do Neto Ferreira, foi realizado, inicialmente, abordando o período de janeiro de 2014 a outubro de 2015. Posteriormente, após comprovada a situação precária do transporte escolar de Sítio Novo, também foram analisados os anos de 2011, 2012 e 2013.

No documento, a CGU revelou que nenhum dos veículos que prestam o serviço de transporte escolar para a prefeitura de Sítio Novo atende aos critérios de qualidade e segurança exigidos pelo Códio de Trânsito Brasileiro; o que configura total negligência da gestão do município comandado pelo prefeito João Piquiá (PRB).

sitionovo3

A CGU também destaca no relatório que os veículos utilizados seriam para transporte de carga, e não passageiros. “Naturalmente, não estavam autorizados, pelo órgão de trânsito, a uso para o transporte de alunos”, diz a CGU. A situação, segundo o órgão, ocorre pelo menos desde 2011 e, até hoje, nunca foi resolvida.

Veja, abaixo, mais algumas imagens dos veículos que fazem o transporte escolar em Sítio Novo. 

sitionovo1

sitionovo2

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

CGU aponta fraudes em licitação da Prefeitura de Sítio Novo

joaopiguiaprefeito

Relatório da Controladoria Geral da União (CGU), feito após fiscalização no município de Sítio Novo, revelou possíveis fraudes em processos licitatórios para o transporte escolar da cidade.

O relatório da CGU, obtido pelo Blog do Neto Ferreira, foi realizado, inicialmente, abordando o período de janeiro de 2014 a outubro de 2015. Posteriormente, após comprovada a situação precária do transporte escolar de Sítio Novo, também foram analisados os anos de 2011, 2012 e 2013.

No documento, a CGU afirma que houve “possível direcionamento” na contratação das empresas, com o “uso simulado” de procedimento licitatório, em ao menos dois anos — 2011 e 2012.

Segundo o órgão, nos dois anos citados as mesmas pessoas foram contempladas com os mesmos processos licitatórios, e não houve ampla e verdadeira disputa. Os fatos levantados pela CGU levam a crer que, ao menos nesses dois anos, a própria prefeitura escolhia, ignorando o processo legal, os contratados — o que configura fraude. Veja, abaixo, em um trecho do documento. 

documentositionovo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Transporte escolar de Sítio Novo é feito por motoristas sem habilitação, diz CGU

joaopiquiaprefeitocapa

Relatório da Controladoria Geral da União feito no município de Sítio Novo, que é comandado pelo prefeito João Piquiá (PRB), revelou um fato preocupante: grande parte dos motoristas que trabalham no transporte escolar do município não possui carteira de habilitação. E os habilitados, por sua vez, não comprovaram qualificação profissional específica para o transporte escolar — o que é exigido pelo Códio de Trânsito Brasileiro.

O relatório da CGU foi realizado, inicialmente, abordando o período de janeiro de 2014 a outubro de 2015. Posteriormente, após comprovada a situação caótica do transporte escolar de Sítio Novo, também foram analisados os anos de 2011, 2012 e 2013.

O documento da CGU, que foi obtido pelo Blog do Neto Ferreira, também revela outro ponto preocupante: a prefeitura de Sítio Novo contrata os motoristas e aluga os seus respectivos veículos para servirem ao transporte escolar. O problema é que nenhum dos veículos alugados atende aos critérios de qualidade e segurança exigidos pelo Código de Trânsito Brasileiro. Desta forma, a prefeitura de Sítio Novo põe em risco, mais uma  vez, as crianças e jovens que precisam do serviço. Procurada pela CGU, a prefeitura de Sítio Novo não apresentou qualquer esclarecimento quanto aos fatos expostos acima.

Veja, abaixo, em um trecho do relatório da CGU.

cgusitionovo

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

CGU detecta falhas em licitação do transporte escolar de Sítio Novo

531

Relatório da Controladoria Geral da União (CGU) revelou diversos “vícios” em licitações para o transporte escolar do município de Sítio Novo, que é comandado pelo prefeito João Piquiá (PRB).

O relatório da CGU, obtido pelo Blog do Neto Ferreira, foi realizado, inicialmente, abordando o período de janeiro de 2014 a outubro de 2015. Posteriormente, após comprovada a situação precária do transporte escolar de Sítio Novo, também foram analisados os anos de 2011, 2012 e 2013.

De acordo com o documento da CGU, a prefeitura de Sítio Novo, para a oferta do serviço público de transporte de escolares, vem ordinariamente promovendo contratos em ambiente de irregularidades insanáveis nas licitações e contratos, em violação aos princípios da legalidade, isonomia, ampla competitividade e julgamento objetivo.

A CGU, inicialmente, aponta vícios e erros em licitações nos anos de 2011 e 2012. Em 2011, diz a CGU, a prefeitura de Sítio Novo ignorou o fato de que, segundo o edital, pessoas físicas não poderiam concorrer ao processo licitatório. E mais: a gestão também não atendeu ao processo de disputa previsto em lei. No documento, a CGU aponta que as contratações muito provavelmente foram direcionadas e que o processo de licitação para o transporte escolar do ano de 2011 foi um procedimento meramente simulado.

“Também não se verificou, pelas propostas apresentadas, verdadeira disputa entre os participantes. É que a licitação teria sido do tipo menor preço, por item. Para cada um dos 35 itens que especificava rota, distância e tipo de veículo, coincidentemente foi ofertada apenas uma proposta, o que autoriza considerar que, efetivamente, não houve disputa entre os supostos participantes. Tal fato sinaliza para a existência de possível direcionamento na contratação com o uso de simulado procedimento licitatório”, diz a CGU no texto.

Segundo o  órgão, os mesmo erros e vícios voltaram a ocorrer no ano seguinte. As mesmas pessoas disputaram as licitações, e as mesmas pessoas foram contempladas. Veja, abaixo, um trecho do documento. 

sitionovodois

sitionvovonvoov


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Sítio Novo não destinou R$ 1,5 milhão para o transporte escolar, diz CGU

joaopiguiaprefeito

A prefeitura de Sítio Novo, comandada pelo prefeito João Piquiá (PRB), aplicou de forma irregular o equivalente a R$ 1.583.846,37 milhão que eram destinados ao transporte escolar do município. A afirmação é da Controladoria Geral da União (CGU), após fiscalização realizada no município.

O relatório da CGU, obtido pelo Blog do Neto Ferreira, foi realizado, inicialmente, abordando o período de janeiro de 2014 a outubro de 2015. Posteriormente, após comprovada a situação precária do transporte escolar de Sítio Novo, também foram analisados os anos de 2011, 2012 e 2013.

O valor total (R$ 1.583.846,37) foi alcançado ao longo dos anos. Sendo mais específico: em 2011 houve uso irregular de R$ 558.376,28; em 2013, foram utilizados R$ 303.331,50 de forma irregular; em 2014, foram R$ 316.638,15; e em 2015, R$ 405.500,44 utilizados de forma irregular.

O fato revelado pela CGU comprova a negligência da prefeitura em relação a um dos mais importantes serviços do município. Veja, abaixo, nos documentos:

irregular

irregular2

irregular3

irregular4


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Sítio Novo vai pagar R$ 1,1 milhão em perfuração de poços

A perfuração de seis poços no município de Sítio Novo vai ter um custo elevado. O serviço vai custar R$ 1.116.539,73 (um milhão, cento e dezesseis mil, quinhentos e trinta nove reais setenta e três centavos) aos cofres públicos.

A parceria foi firmada com a Degraus Construções e Locações, de João Lisboa, no dia 26 de agosto deste ano. O prefeito de Sítio Novo, João Carvalho dos Reis, foi quem assinou o acordo, que vigora até o dia 31 de dezembro.

De acordo com o extrato do contrato, publicado no Diário Oficial do Maranhão, a prestação de serviço deve ser executada nas localidades P.as. Angico, Nova Canaã, povoados Pingador I, Raposa I, Fazenda Grande e Vargem Grande. Os poços devem ter profundidade de 150 metros. A empresa contratada deve fornecer todos os materiais e equipamentos necessários para a execução da obra.

Confira o extrato milionário firmado entre o município de Sítio Novo e a empresa de João Lisboa:

sitio-novo

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Sítio Novo vai gastar R$ 800 mil com recuperação asfáltica

A Prefeitura de Sítio Novo vai despender a generosa quantia de R$ 802.406,29 (Oitocentos e dois mil quatrocentos e seis reais vinte e nove centavos) com serviços de recuperação asfáltica, meio fio e sarjetas nas vias urbanas do município.

O acordo foi assinado pelo prefeito de Sítio Novo, João Carvalho dos Reis, no dia 26 de julho deste ano. A empresa detentora do contrato é a Campo Alegre Empreendimentos, do município de Governador Edison Lobão.

Conforme o extrato do contrato publicado no Diário Oficial do Maranhão,  devem ser recuperados apenas 1.339,00 m² com asfalto AAUQ . Confira:

sítio

A


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.