Poder

Silas Malafaia é alvo de condução coercitiva em caso de corrupção em royalties

Do Globo

silas-malafaia

A Polícia Federal (PF) realiza nesta sexta-feira operação em 11 estados e no Distrito Federal contra uma organização criminosa investigada por esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral. Como parte da Operação Timóteo, a PF tem um mandado de condução coercitiva de Silas Malafaia. O pastor ainda não foi ouvido, mas expectativa da PF é que Malafaia se apresente espontaneamente na superintendência da instituição em São Paulo. Embora envolvido, o pastor não é considerado um dos alvos principais da ação.

No topo da pirâmide do esquema estão o diretor do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) Marco Antônio Valadares e sua esposa, que é sócia de uma das empresas de consultoria que estão entre os alvos da operação. O grupo fraudava os valores de royalties de mineração devidos por mineradoras a municípios. A Vale estaria entre as empresas prejudicadas.

As investigações da Operação Timóteo envolvem também Alberto Jatene, filho do governador do Pará, Simão Jatene (PSDB). Procurado, o governo do estado não se manifestou ainda sobre o ocorrido.

Além da Vale, outras empresas do setor mineral teriam participado do esquema. Entre os alvos que estão sendo buscados neste momento estão, por exemplo, empresas e pessoas em Minas Gerais. Pará e Minas Gerais são os dois maiores estados mineradores do país.

Cerca de 300 policiais fazem 16 ações, em 52 endereços diferentes, em 11 estados (Bahia, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins) e no Distrito Federal. Por determinação da Justiça Federal, além de buscas, os policiais também cumprem 29 conduções coercitivas, quatro mandados de prisão preventiva, 12 mandados de prisão temporária, sequestro de três imóveis e bloqueio judicial de valores depositados que podem chegar a R$ 70 milhões.

O caso envolve cobranças judiciais de 65% da chamada Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), que tem como destino os municípios. Apenas em 2015 os valores recolhidos com os royalties de mineração pela CFEM chegaram a quase R$ 1,6 bilhão, de acordo com a PF.

Na sua conta em uma rede social, o pastor Malafaia disse que nesta manhã que foi acordado por um telefonema com a informação de que a PF estava em sua casa. “Estou em São Paulo e vou me apresentar”, disse Malafaia na conta.

Em seguida, o pastor comentou as investigações: “Recebi uma oferta de cem mil reais, de um membro da igreja do meu amigo pastor Michael Abud, não sei e não conheço o que ele faz, tanto é que o cheque foi depositado em conta. Por causa disso sou um ladrão? Sou corrupto? Recebo ofertas de inúmeras pessoas e declaro no imposto de renda tudo o q (sic) recebo. Quer dizer q (sic) se alguém for bandido e me der uma oferta, sem eu saber a origem, sou bandido?”.

O DNPM é um órgão vinculado ao Ministério de Minas e Energia. Procurado pela Reuters, o ministério não respondeu de imediato a um pedido de comentário sobre a operação. A Vale também não tinha informações de imediato sobre a ação da PF.

A Justiça também determinou que os municípios não façam qualquer contratação ou pagamento aos três escritórios de advocacia e consultoria sob investigação.

Segundo informações da PF, o diretor do DNPM com informações privilegiadas a respeito de dívidas de royalties oferecia os serviços de dois escritórios de advocacia e de uma empresa de consultoria a municípios com créditos de CFEM junto a empresas de exploração mineral.

O grupo criminoso, de acordo com a PF, se dividia em ao menos quatro grandes núcleos: o captador, formado pelo diretor do DNPM e sua mulher, que cooptavam prefeitos interessados no esquema; o operacional, formado por escritórios de advocacia e uma empresa de consultoria em nome da mulher do diretor do DNPM, que repassava valores indevidos a agentes públicos; o político, composto por agentes políticos e servidores públicos responsáveis pela contratação dos escritórios de advocacia integrantes do esquema; e o colaborador, que ajudava na ocultação e dissimulação do dinheiro.

O pastor evangélico Silas Malafaia, teria usado contas correntes de uma instituição religiosa com a intenção de ocultar a origem ilícita dos valores, segundo a Reuters.

A operação, batizada de Timóteo, começou em 2015, quando a então Controladoria-Geral da União (CGU) enviou à PF uma sindicância indicando incompatibilidade na evolução patrimonial de um dos diretores do DNPM, que, sozinho, pode ter recebido mais de R$ 7 milhões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Silas Malafaia bate forte no partido de Flávio Dino

flavioo

Em um vídeo publicado no YouTube, o pastor  Silas Malafaia que é vice-presidente do Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil (CIMEB), o qual reúne aproximadamente 8,5 mil pastores de diferentes denominações evangélicas no Brasil, fez duras criticas ao partido do presidente da Embratur, Flávio dino.

Malafaia, que vira e mexe se envolve em problemas, dessa vez direcionou sua metralhadora pra cima do PC do B, partido do qual Flávio Dino pretende se eleger governador do Maranhão.

No vídeo, embora reconheça que a escolha do candidato na hora do voto é um direito de cada cidadão, ele demonstra ser contra “evangélico votando em gente do partido comunista”, sob a alegação de que o Comunismo, idealizado por Karl Marx, prega o “ateísmo” e quer que a “religião seja extirpada”.

“Eu fico admirado de ver alguém votar em uma pessoa que é do Partido Comunista […]. China, Coréia, Cuba e, há pouco tempo atrás, a União Soviética. Meu amigo, esses caras não toleram religião”, afirma, ressaltando que os candidatos da legenda são “gente cuja ideologia é diametralmente oposta aos nossos princípios. Pelo amor de Deus, os caras pregam que Deus não existe. Onde eles dominam, não existe liberdade religiosa”, opinou.

Confira o vídeo na integra.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Silas Malafaia reúne mais de 120 mil fieis no Aterro do Bacanga

O evento realizado ontem (20) em São Luís no aterro do Bacanga da cruzada “Vida Vitoriosa para Você” superou expectativas.

Público lota evento no aterro do Bacanga

Público lota evento no aterro do Bacanga

Foram mais de 120 mil pessoas, segundo informação da Polícia Militar. O pastor Silas Malafaia em comentário via twitter, disse que cerca de 2.200 pessoas entregaram sua vida a Cristo.

Malafaia se surpreendeu com o público que compareceu ontem na cruzada. Os fieis começaram a aglomerar-se no local desde cedo, para acompanhar a mensagem de fé e o louvor dos pastores.

A cantora Dayan de Alencar abriu o evento, seguido por pastor Jairinho, Raquel Mello, Pierre Onassis e outros. Após a participação dos cantores a pastores, Silas Malafaia, organizador do evento, assumiu a palavra de forma elucidativa, ele abordou o passado, presente e futuro além da forma de lidar com pessoas e momentos da vida.

O pastor motivou mais de duas mil pessoas a irem à frente do palco e assumirem um compromisso com Deus.

Neste domingo (21), a cruzada “Vida Vitoriosa para Você” começa ás 19h com muita musica e as mensagem do pastor Silas Malafaia.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Silas Malafaia ganha título de 'persona non grata'

Em sessão realizada hoje, 16, na Câmara dos vereadores de São Luís, o pedetista Ivaldo Rodrigues, foi a tribuna em defesa das agressões verbais feitas por Silas Malafaia em que chamou o vereador de “bandido” e “bocó”.

Silas Malafaia despreza Título de Cidadão Ludovicense

Silas Malafaia despreza Título de Cidadão Ludovicense

Ivaldo pediu que fossem tomadas as providências para acionar a Procuradoria Jurídica pelas agressões sofridas pelo Parlamento.

No dia (2) o vereador fez o pedido de vista do projeto de autoria da comunista Rose Sales, que concede o Título de Cidadão Ludovicense a Silas Malafaia,

A vereadora Rose Sales que não compareceu a sessão de hoje com receio de ser agredida pelo movimento LGBT.

O pastor Silas Malafaia durante a entrevista disse “tanto faz como tanto fez, ter um Título de Cidadão Ludovicense”, diz o pastor em total desprezo pela capital.

“Foi solicitado uma publicação que o vereador repudia oficialmente, e apresentação do título de persona non grata a Silas Malafaia”.

Segundo informações passadas ao titular do blog durante a sessão de hoje, o movimento LGBT do Maranhão vai recepcionar a chegada de Malafaia em São Luís com ovos e sacos de merda. Isso vai feder!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ouça a entrevista que Silas Malafaia chama Ivaldo de bandido e Rose Sales de frouxa

Durante entrevista concedida a rádio 92.3 FM. Silas Malafaia criticou duramente o posicionamento do vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) que tenta impedir o projeto de autoria da vereadora Rose Sales (PCdoB), que concede Titulo de Cidadão Ludovicense ao Pastor.

Malafaia esculaxa com Ivaldo Rodrigues e ainda chama Rose Sales de Frouxa

Malafaia esculacha com Ivaldo Rodrigues e ainda chama Rose Sales de Frouxa

Após o apresentador comentar que o projeto de autoria de Rose Sales está repercutindo de forma negativa em São Luís, e que Ivaldo Rodrigues acusou de praticar atos homofóbicos.

Malafaia que é altamente explosivo, rebateu de forma deselegante chamando o vereador Ivaldo Rodrigues de bandido, otário e desmentiu que seria homofóbico.

“Ele vai ser interpelado judicialmente, eu vou processar esse bandido vagabundo desse vereador. Eu sou homofóbico? Então terá que provar que sou homofóbico, esse otário, idiota não sabe nem o significado de homofobia”, afirmou Malafaia.

O pastor criticou Rose Sales (PCdoB) afirmando que “se a irmã Rose afrouxou, eu lamento, ela esta fazendo o jogo do partido, eu liguei pra ela e falei, não afrouxa não minha irmã, mais eu desconfio que ela queira fazer graça ao partido em qual pertence por que o (PCdoB) apoia essa porcaria”.

Confira a entrevista abaixo em que Silas Malafaia chama Ivaldo Rodrigues de ‘bandido’ e Rose Sales de ‘Frouxa’.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Rose Sales, homofobia ou religião?

Vereadora Rose Sales .

Vereadora Rose Sales

Em sessão realizada hoje (02) na Câmara Municipal de São Luís, a vereadora Rose Sales (PCdoB) foi duramente criticada pelo vice-líder do governo, o vereador Ivaldo Rodrigues (PDT), após a comunista pedir que os vereadores votassem a favor da proposta de sua autoria em que concede Título de Cidadão Ludovicense ao então pastor Silas Lima Malafaia, o vereador Ivaldo Rodrigues questionou a proposta da religiosa Rose Sales, por dois motivos, o primeiro: Silas Malafaia é totalmente contra os movimentos LGBT, segundo: não tem nenhum tipo de projeto social em prol da população de São Luís.

Silas Malafaia em outdoor

Silas Malafaia em outdoor

Na sua pagina do facebook, o pastor teria dito que “homossexualidade é aberração”. Hoje Silas Malafaia se tornou o inimigo número 1 dos movimentos LGBT

A comunista alegou que o pastor Silas Malafaia não é homofóbico, apenas segue as palavras bíblicas, “a minha profissão de fé eu não nego”, diz Rose Sales.

Silas Malafaia está de malas prontas e chega a São Luís no dia 19 deste mês onde realizará encontros religiosos da cruzada evangelística vida vitoriosa para você, nos dias 20 e 21, no Aterro do Bacanga.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.