Poder

Socorro Waquim engana vice-prefeito e lançará sobrinho

Socorro e Edivar assinando ficha de filiação do PMDB

Socorro e Edivar assinando ficha de filiação do PMDB

A desastrosa administração da prefeita Socorro Waquim (PMDB) tem dificultado seu avanço no campo político. Enquanto algumas cidades vizinhas já existem uma definição do candidato a sucessão do chefe do executivo local, em Timon se arrasta há dias.

Fizeram todos os tipos de manobras, até que conseguiu concentrar os três pré-candidatos a prefeito de Timon no PMDB, o secretário municipal de Meio Ambiente, Irmão William, o presidente da Câmara de Vereador, Tales Waquim (sobrinho do deputado Sétimo Waquim), e o atual vice-prefeito e secretário municipal de Ação Social, Edivar Ribeiro (ex-PRP).

Em Timon é comum se ouvi, que o indicado será Tales Waquim, pelo simples fato do elo familiar, o inverso dificilmente algum timonense ouse em acreditar que o nome do vice-prefeito Edivar será indicado.

Edivar Ribeiro, o excluído

Thales Waquim

Thales Waquim, sobrinho da prefeita

Nos últimos dias vazou a informação que o vice-prefeito Edivar Ribeiro teria sabido da nomeação de Josenilde Gedeon, esposa do vereador Kenedy Gedeon (PRP), na diretoria Administrativa do Hospital Regional Alarico Nunes Pacheco, no lugar do suplente de vereador Neto da Educação indicado pelo casal Waquim, e não teria avisado a prefeita Socorro do fato, isso teria sido a gota d’água que faltava.

Esse fato acabou com a pequena chance que Edivar teria, e não faltou gente pra dizer a Socorro Waquim, “tá vendo, antes de ser prefeito ele faz isso”. Outro fato que ocorreu na cidade de Graça Aranha, foi que o deputado Sétimo Waquim disse a um deputado estadual do PMDB nas festividades do aniversário da cidade. “Conseguir colocar o vice-prefeito (Edivar Ribeiro) no PMDB, agora ta fácil”, afirmou Sétimo. Não se tem outra conclusão de que o vice-prefeito está sob as “rédeas” do casal Waquim, e que se quiser romper não poderá ser candidato.

O fato vem se consumando nos últimos dias, os partidos tidos como controlado pela prefeita, como é o caso do PSL, presidido pelo secretário de Finanças, Carlão declarou apoio oficial ao sobrinho da prefeita, vereador Tales Waquim, e o próximo a declarar apoio será o PV, que tem a frente o subsecretário de Urbanismo, Chaguinha.

Nos próximos dias mais partidos irão declarar apoio ao vereador Tales Waquim, a agenda da declaração de apoio já está feita, só que não sabe é Edivar Ribeiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Recordar é viver: jovem acusa deputado federal Sétimo Waquim de pedofilia; veja o vídeo

Um dos casos mais chocantes de acusação de pedofilia aconteceu em Timon, cidade pacata do Maranhão.

'Fui abusada sexualmente aos 11 anos pelo deputado federal Sétimo Waquim', diz Rose

'Fui abusada sexualmente aos 11 anos pelo deputado federal Sétimo Waquim', diz Rose

O caso da jovem que relatou em vídeo no ano de 2009, que foi aliciada pelo deputado federal Sétimo Waquim (PMDB) desde os 11 anos de idade.

Rose morou chegou na casa da Prefeita de Timon Socorro Waquim, esposa do parlamentar, aos 5 anos e teve uma criação de filha, com o passar dos anos, a jovem declarou que o deputado federal começou a seduzi-la, e aos 11 anos, começou ao aliciamento.

Já aos 12 anos, Sétimo Waquim seduzia a jovem que na época era menor de idade, e começou a leva-la para o motel. Rose disse que antes de terminar o horário da última aula na escola, ela tinha que sair para se encontrar com o federal, segundo afirma a jovem.

Ao chegar no motel, o parlamentar teve a primeira relação sexual com a de menor, segundo relatou em vídeo.

Nos 18 anos, com mais de 5 anos sendo abusada sexualmente, Rose chegou a engravidar e foi obrigada a abortar o filho que carregava do parlamentar.

“Quando eu engravidei eu tive que abortar, ele me fez abortar, disse que eu não poderia ter filho dele que eu nem era louca ter e principalmente dizer a professora Socorro Waquim, atual prefeita de Timon”, disse a jovem emocionada.

Veja abaixo o vídeo que tem mais de 2 anos, do relato do abuso sexual sofrido pelo deputado federal Sétimo Waquim:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Secretário de infraestrutura de Timon é chamado de "líder de quadrilha"

Pelo jeito, o governo da prefeita de Timon Socorro Waquim (PMDB) e de seu guru deputado federal Professor Sétimo (PMDB), está chegando ao fim antes do tempo. Quem pregava “atraso nunca mais”, num tempo bem recente, hoje colhe mais de quatro meses de salários atrasados, a mudança que tanto pregou só aconteceu nas vidas daqueles que se deram bem financeiramente, o povo esse só conta derrotas.

Delfino secretário de Infraestrutura de Timon ao lado o radialista JorgeSimplicio

Delfino secretário de Infraestrutura de Timon ao lado o radialista JorgeSimplicio

Dos poderes constituídos, somente o Ministério Público, através da promotora Selma Regina, tem cumprido com o seu papel, dando entrada em novas ações contra a péssima gestão de Socorro Waquim. A Câmara de Vereadores de Timon, essa vive parada no tempo, é palma por cima de palma, até porque é comandada pelo sobrinho da prefeita, vereador Tales Waquim, que será indicado nos próximos dias candidato a prefeito, dando um duro golpe no atual vice-prefeito, Edivar Ribeiro, que inocentemente mudou do PRP para o PMDB, sonhando que seria o indicado, não sabendo ele que está tudo armado.

A população timonense vive hoje de pesadelos, a esperança acabou: salários atrasados, falta d’água, cidade suja e esburacadas, caos na saúde, fora os comentários pela cidade do enriquecimento ilícito de alguns secretários. Nos últimos dias, as informações que o povo vem recebendo de Timon são de escândalos estampado na mídia nacional envolvendo o genro de Socorro Waquim, empresário no ramo de postos de combustíveis, Jefferson Sampaio e sua esposa Angela Waquim nomeados em Tribunais de Justiça do Maranhão e do Piauí, respectivamente (reveja). E por último, Socorro e o ex-secretário de Saúde de Timon, médico Itamar Barbosa foram condenados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) a pagar multas e fazer devolução de recursos na ordem de mais de R$ 1 milhão em razão da rejeição das contas do exercício de 2006, do Fundo Municipal de Saúde e da Prefeitura Municipal de Timon.

População repudia péssima gestão de Socorro Waquim

Na manhã de hoje (17) o radialista de grande expressão na cidade, Jorge Simplício, da rádio Sociedade 90,7 FM, revoltado com os erros cometidos pela gestão Waquim não se conteve e partiu para o ataque pessoal, afirmando que “a secretaria de Infraestrutura de Timon tem uma quadrilha de ladrões comandada pelo secretário Delfino Guimarães”.

O radialista não aliviou em suas críticas e está disposto a incitar a população para que reaja diante desse caos que se instalou em Timon com a malversação dos recursos públicos, e manifestou sua indignação diante da atual gestão.

“Enquanto o povo pobre de Timon tá com vários meses de salário atrasados, inclusive servidores da infraestrutura, esse secretário tem aumentado o patrimônio, as ruas estão todas esburacadas, e aí o secretário vai é para praia zombar da população, se fosse em outra cidade esse secretário não estaria mais no cargo teria sido expulso a pontapé com chute no traseiro dado pela população, mas, aqui o povo é mole”. Ouça o áudio na íntegra abaixo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Timon: secretário de Saúde poderá ser exonerado

Blog do Ademar Sousa

Secretário de Saúde de Timon

Secretário de Saúde de Timon

Em decorrência da necessidade urgente de ajustes e transparência no equilibro da máquina administrativa do governo da prefeita de Timon, Socorro Waquim (PMDB), deverá ser colocada em prática uma minireforma do ponto de vista administrativo, tendo que sacrificar alguns aliados inertes que não estariam desempenhando a contento suas funções até mesmo no primeiro escalão da administração direta. Mas, no entendimento de analistas de primeira hora, as mudanças serão necessárias para agregar supostos rebeldes que continuam insatisfeitos nos bastidores com a concentração de poder e a manutenção das pré-candidaturas de apenas três nomes indicados pelo PMDB, forçando na marra a desistência dos outros pré-candidatos por outros partidos da base aliada.

Por outro lado, há quem diga em “off” que a minireforma administrativa em curso servirá como um plano estratégico de Socorro Waquim, visando às eleições de 2012, visto que o grupo governista inchou bastante com as adesões de históricos adversários que migraram de forma oportunista, vindos da oposição liderada pelo ex-prefeito e ex-deputado estadual Chico Leitoa(PDT), assim como pelo deputado estadual Luciano Leitoa (PSB).

De acordo com uma fonte de reconhecida seriedade, a mudança possivelmente será iniciada com a substituição do secretário Municipal de Saúde, Neto Neiva, que daria lugar a uma mulher, cujo nome vem sendo mantido a sete chaves, sendo que, a indicação caberá ao presidente da Câmara Municipal de Timon, vereador Thales Waquim (PMDB), como forma de recompensa caso não seja o escolhido através da pesquisa de intenção de votos para ser o pré-candidato a prefeito de Timon. Nesse sentido, as mudanças vão atingir também outros órgãos do governo municipal.

Nas rodas de conversas sobre política partidária, ganhou grande proporção a informação de que o secretário Neto Neiva vem articulando a pré-candidatura da sua esposa Silvana Neiva pela legenda do PMDB. Segundo ainda a mesma fonte, a ideia do lançamento amadureceu em recente viagem do clã Rêgo ao Rio de Janeiro, no período do Rock In Rio, o maior festival de rock do mundo de todos os tempos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Pré-candidaturas a prefeito de Timon

Blog do Ademar Sousa

Brincando de fazer política partidária, enganando a si próprio e ao povo como sempre de costume. É assim que se pode definir algumas pré-candidaturas a prefeito de Timon pelo grupo da base governista aliada à prefeita Socorro Waquim (PMDB) no período que antecede às eleições de 2012, que foram lançadas sem a menor consistência do ponto de vista eleitoral.

Como se observa, recuaram de suas pré-candidaturas “fogo de palha” a prefeito: Carlos Alberto Oliveira (PSL), Joaozinho da Farmácia (PHS), José Carlos Assunção (PP), Tuá (PMN) e Professora Fafá (PTN), dentre outros. Sendo que, continuam ainda pré-candidatos o vice-prefeito Edivar Ribeiro, o presidente da Câmara Municipal de Timon, Thales Waquim e o secretário Municipal de Meio Ambiente, Irmão William, todos pelo PMDB.

Nesse sentido, a prefeita Socorro Waquim vai optar por um dos nomes que será lançado pelo seu partido, no caso, o PMDB, alegando que existe uma determinação da Executiva Nacional do partido para que isso se concretize nos municípios, onde a administração é comandada pelo PMDB.

Agora, como vai ficar a questão da escolha do vice-prefeito na chapa do pré-candidato definido pelo PMDB, através de pesquisa de intenção de votos? Por exemplo, em pesquisas recentes, o vice-prefeito Edivar Ribeiro tem pontuado na frente alguns pontos percentuais em relação a Thales Waquim, sobrinho do deputado federal Professor Sétimo (PMDB), marido da prefeita Socorro Waquim. Então, diante disso, a cobra vai fumar nos próximos dois meses.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Denúncia da prefeita de Timon já repercute nacionalmente

Está repercutindo nacionalmente a denúncia em que a “Prefeita de Timon emprega filha e o genro nos Tribunais de Justiça do Maranhão e do Piauí”.

O escândalo de nepotismo, corporativismo e favorecimento envolvendo a filha mais velha da prefeita Socorro Waquim, advogada Ângela Almeida Waquim Sampaio e o seu marido, empresário do ramo de postos de gasolina, Jefferson Alves Sampaio Ferreira Júnior, conforme relatado pelo blog em postagem abaixo. A coluna do jornalista de Brasília, Cláudio Humberto está dando amplo destaque ao assunto que se tornou bastante comentado nos bastidores políticos no Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeita de Timon emprega filha e o genro nos Tribunais de Justiça do MA e do PI

Socorro Waquim, o seu genro Jefferson e Ângela Almeida Waquim

Socorro Waquim, o seu genro Jefferson e Ângela Almeida Waquim

Uma série de graves denúncias começaram a ganhar intensidade nos meios de comunicações de São Luís e de Teresina (PI) envolvendo a escandalosa gestão da prefeita de Timon, Socorro Waquim (PMDB) nos últimos dois meses. Muitas delas, oriundas de investigações feitas pelo Ministério Público do Estado – MPE. Agora, veio à o escândalo de nepotismo, corporativismo e favorecimento envolvendo a filha mais velha da prefeita Socorro Waquim, advogada Ângela Almeida Waquim Sampaio e o seu marido, empresário do ramo de postos de gasolina, Jefferson Alves Sampaio Ferreira Júnior.

Numa clara demonstração de desrespeito a Constituição Federal e até mesmo o entendimento do Conselho Nacional de Justiça – CNJ, do Supremo Tribunal Federal – STF, que é a maior Corte de Justiça do Brasil, a prefeita Socorro Waquim e seu marido, o deputado federal Professor Sétimo (PMDB-MA) mantém a filha mais velha Ângela Almeida Waquim Sampaio, empregada no Tribunal de Justiça do Piauí, e o genro Jefferson Alves Sampaio Ferreira Júnior, no Tribunal de Justiça do Maranhão.

Isto caracteriza um escândalo oficializado sem precedentes que vem manchar e comprometer a lisura dos tribunais do Piauí e do Maranhão. O caso de nepotismo envolve o genro e a filha do casal Waquim.

Tribunal de Justiça do Piauí

Ângela Almeida Waquim Sampaio entrou no Tribunal de Justiça do Piauí, em 2009, como assessora jurídica, através da portaria nº 744/2009, assinada pelo então presidente do TJPI, desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, em 18 de maio de 2009 e publicada no Diário de Justiça, da mesma data. Já em 2010, Ângela foi nomeada secretária do Corregedor do TJPI pela portaria nº 160/2010, de 10 de fevereiro de 2010, pelo então Procurador Geral de Justiça, Augusto Cézar de Andrade, como consta no Diário da Justiça, do dia 18 de fevereiro de 2010. E, no ano de 2011, a mesma foi nomeada para o cargo de Assessora do Procurador Geral de Justiça pela portaria nº 735/2011, assinada pela Procuradora Geral de Justiça, Zélia Saraiva Lima, em 18 de julho de 2011 e publicada no Diário de Justiça, do dia 22 de julho de 2011.

Tribunal de Justiça do Maranhão

E como se não bastasse, o genro de Waquim, Jefferson Alves Sampaio Ferreira Júnior, está nomeado assessor de desembargador, lotado no gabinete da desembargadora Maria das Graças de Castro Duarte Mendes, através do Ato nº 89/2009-TJMA, assinado pelo desembargador Raimundo Freire Cutrim, então presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, e publicado no Diário da Justiça, do dia 11 de fevereiro de 2009, ganhando um salário em torno de R$ 11.277,08. O mais gritante é que Jefferson Alves Sampaio Ferreira Júnior tirou férias entre janeiro e fevereiro de 2010, como consta no Diário de Justiça, do dia 30 de dezembro de 2010, através da portaria nº 5025/2010-TJMA.

Nesse sentido, fica a dúvida como pode Jefferson Sampaio está em Teresina administrando um posto de gasolina que segundo informações é de sua propriedade, morando em Timon e, em São Luis, sendo assessor de desembargador? Interessante é que antes de ser genro da prefeita Socorro Waquim, Jefferson não possuía patrimonios igual mantém hoje.

Sede de Poder – Como se já não bastasse à irmã da prefeita Socorro Waquim, Suely Almeida, ocupar o cargo de secretaria Municipal de Educação, o filho Ulisses Waquim, ocupar a secretaria de Esportes, o cunhado Nicolau Waquim, ocupar a Defensoria Pública Municipal, e o sobrinho Neto Waquim, ocupar a secretaria Municipal de Defesa do Consumidor, o clã Waquim demonstra sede pelo dinheiro público, empregando familiares na prefeitura e nos órgãos públicos, incluindo o Judiciário, onde tem forte influência.

A população – de mãos atadas – assiste atônita, o sangramento do erário, sem que ninguém tome providências e ficam sem ter a quem recorrer.

Na cidade de Timon, virou bate-papo normal em vários pontos, à questão do atraso de pagamento dos servidores públicos que não recebem há pelos menos cinco meses, além de supostas irregularidades na execução de obras, licitações e contratação de empresas, como é o caso, da farra no aluguel de veículos que veio a público, onde se torrou mais de R$ 4 milhões com uma empresa que sequer possui um carro no pátio, e o endereço é uma obra em fase de conclusão.

Ministério Público de Timon –
A promotora Selma Regina Martins, da Probidade Administrativa, tem cumprido rigorosamente seu papel de fiscalizar e cobrar austeridade da aplicação correta dos recursos públicos destinados a Timon. Mas, a promotora vai se deparar com mais um escândalo de proporções a nível nacional. Mais um caso envolvendo o casal Waquim que se tornou pauta obrigatória dos blogs, devido à frequência de denúncias de corrupção no governo municipal de Timon.

Quem frequenta o gabinete da promotora Selma Regina, fica abismado com o amontoado de denúncias contra a prefeita e seu grupo político, e agora mais uma pra somar com os que já existem. Resta saber se serão tomadas as devidas providências cabíveis, pois povo não suporta o caos administrativo que hoje vive Timon.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeita de Timon arrocha o marido durante entrega do “Minha Casa, Minha Vida”

Socorro Waquim e Sétimo arrocharam durante entrega das casas

Socorro Waquim e Sétimo arrocharam durante entrega das casas

A prefeita de Timon, Socorro Waquim (PMDB), e seu esposo o deputado federal Sétimo Waquim (PMDB) mostraram ser frequentadores assíduos da choperia Marcelo.

Durante a realização de entrega das casas do Programa Habitacional do Governo Federal, “Minha Casa, Minha Vida”, terça-feira, 13, promovido em Timon, Socorro Waquim deu um show de coreografia na presença de diversas pessoas ao dançar com o marido, o deputado federal e seresteiro Sétimo Waquim a música do “Arrocha”.

O casal de dançarinos em total fora de forma chamou atenção dos políticos que estiveram presente no evento: Edilázio Júnior (PV), o Vice-Prefeito, Edivar Ribeiro, o presidente da Câmara de Vereadores, sobrinho e candidato a prefeito, Thales Waquim.

Neste mesmo evento, a prefeita aproveitou a oportunidade para se auto promover com verba pública.

Na solenidade de entrega das casas dos contemplados, simplesmente a prefeita dependurou nas chaves, um chaveiro com sua foto, se promovendo de forma ilegal por Lei. Veja abaixo a imagem:

O chaveiro propaganda (extraída do Portal Hoje)

O chaveiro propaganda (extraída do Portal Hoje)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.