Crime

Acusado de participar da morte do prefeito de Bacuri é absolvido

Os jurados do 3º Tribunal do Júri de São Luís absolveram, em seção nessa terça-feira (14), no Fórum Desembargador Sarney Costa, Valter Luís Bastos Cantanhede, o Valtinho, acusado de participar do assassinato do então prefeito de Bacuri, Sebastião Costa Pimenta, também conhecido como “Sebá Pimenta”. O crime ocorreu em 1992, no bairro do Anjo da Guarda.

Segundo a denúncia do Ministério Público, Evanildo Marques Vieira e outra pessoa não identificada dispararam armas de fogo contra a vítima, causando-lhe lesões que a levaram à morte. Na ocasião, Valtinho foi apontado como motorista do carro utilizado para dar fuga aos executores.

Apesar de reconhecer a materialidade do crime e a gravidade das lesões na vítima, o Conselho de Sentença negou que Valtinho tenha contribuído para a prática do delito descrito na denúncia, o que resultou na sua absolvição. O julgamento foi presidido pela juíza Kátia Coelho Sousa Dias, titular da 3ª Vara do Tribunal do Júri.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Homem acusado de tramar morte do prefeito de Bacuri será julgado

Valter Luís Bastos Cantanhede, o Valtinho, acusado de participação no assassinato do prefeito de Bacuri, Sebastião Costa Pimenta, conhecido como Sebá Pimenta, em 1992, no bairro Anjo da Guarda, em São Luís, sentará no banco dos réus na manhã desta terça-feira (14). Valtinho foi apontado como o motorista do carro usado na fuga dos executores.

O crime contra Sebastião Costa Pimenta ocorreu no dia 8 de abril de 1992, no interior da casa da vítima, no bairro Anjo da Guarda. Evanildo Marques Vieira e Baltazar Rabelo Filho, utilizando-se de armas de fogo, mataram o então prefeito de Bacuri com vários disparos, na presença de familiares da vítima. O acusado Evanildo Marques já faleceu.

Segundo a denúncia do Ministério Público, o conjunto dos fatos converge para uma trama criminosa, com o objetivo de afastar Sebá Pimenta da Prefeitura de Bacuri, possibilitando que em seu lugar assumisse o vice-prefeito José Milton Campelo, que também foi denunciado pelo crime.

De acordo com a denúncia, Valter Luís Bastos Cantanhede, no dia do assassinato e nas proximidades do local do crime, foi visto conduzindo o carro que serviu de fuga aos pistoleiros contratados para assassinar Sebá Pimenta.

Em 03 de outubro de 2007, Nilson Roberto Costa Campelo, filho do então vice-prefeito José Milton Campelo, foi condenado a seis anos de reclusão em regime inicial semiaberto, acusado de ser um dos autores intelectuais da trama criminosa contra Sebá Pimenta. O julgamento de Nilson Campelo ocorreu no 2º Tribunal do Júri de São Luís.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.