Crime

Alunos são detidos por furto e tráfico de drogas dentro de escola, em São Luís

IMG-20170811-WA0041

Três alunos do Centro de Ensino Dr. Francisco de Assis Ximenes Aragão Filho, no bairro da Vila Embratel, em São Luís, foram detidos na manhã desta sexta-feira (11), por furto e tráfico de drogas. Dois dos três estudantes são maiores de idade: Fabrício de Jesus Pinheiro Pereira, 18 anos, morador da Vila Embratel; e Robson Lima dos Santos, 19 anos, também morador da Vila Embratel.

Já o terceiro estudante envolvido no caso é um adolescente de 17 anos. Segundo informações do delegado Walter Wanderley, titular do 5º DP no Anjo da Guarda, uma guarnição da Ronda Escolar do 1º BPM foi acionada para averiguar uma denúncia de furto dentro da escola da rede estadual de ensino Francisco Ximenes.

Chegando ao local, a PM questionou os alunos sobre o furto, mas ninguém assumiu ter praticado o crime. Para ajudar no esclarecimento do caso, a direção da unidade escolar mostrou as imagens das câmeras de segurança da escola aos policiais, onde foi possível identificar que o celular havia sido furtado pelo adolescente, o qual repassou o objeto para Robson Lima, que por sua vez deu o aparelho para Fabrício de Jesus.

De posse dessas informações, a PM fez a vistoria na mochila dos alunos para verificar onde estava escondido o celular. Na mochila de Fabrício, a polícia encontrou uma faca afiada, e o jovem afirmou que o objeto era para cortar bambu. Já na mochila de Robson Lima, os policiais encontraram 114 trouxinhas de maconha, prontas para consumo, dentro de uma embalagem de margarina, além de R$ 127, 25 em espécie.

Na delegacia, Robson confessou que a droga era para ser vendida dentro da escola. Já o celular furtado foi achado dentro de um cesto de lixo no banheiro da unidade de ensino. Segundo o delegado Walter Wanderley, o aparelho estava com Fabrício, que ao ver a polícia chegando na escola tentou sair do prédio, mas não obteve êxito. Então, ele foi ao banheiro e descartou o celular furtado dentro do cesto de lixo.

As imagens das câmeras de segurança da unidade escolar mostram o momento em que Fabrício entra no banheiro para se desfazer do objeto.

Ainda segundo o delegado Walter Wanderley, Fabrício de Jesus Pinheiro Pereira será autuado por furto e corrupção de menores. Já Robson Lima dos Santos será autuado pelos crimes de tráfico de drogas, furto e corrupção de menores. E o adolescente de 17 anos será autuado por furto.

Com informações do Imirante.com

IMG-20170811-WA0042


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Entretenimento

Marco Luque se apresenta neste sábado em São Luís

O espetáculo “1…2…3…Testando” com o humorista Global Marco Luque, se apresenta neste sábado, 12, em São Luís no Centro de Convenções do Sebrae.

Na peça, Luque e seus 4 personagens além da “Comédia Cara Limpa” que marca o novo estilo de Stand Up Comedy vão garantir muita gargalhada e diversão ao grande público.

Marco Luque atualmente é uma das peças principais do Programa Altas Horas da Globo, mas deslanchou sua carreira desde sua participação no CQC.

Um dos personagens mais famosos do comediante que também estará presente na peça, é o “rasta” Mustafary, que fez sucesso com milhões de exibições do vídeo com um cachorro, entitulado “Serhumaninho”.

Os ingressos podem ser adquiridos em 03 setores: Ouro, Prata e Bronze, na Central Gajo (Shopping da Ilha) e também nas lojas da Bilheteria Digital (Rio Anil, Shopping da Ilha, Rio Poty e site).

IMG-20170808-WA0030


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Astro sugere pacto pela regulamentação do Uber em reunião com MP e taxistas

astro e pessoal do Uber

O presidente da Câmara Municipal de São Luis, Astro de Ogum, recebeu na manhã desta quinta-feira, em seu gabinete, a promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, o presidente do Sindicato dos Taxistas, Renato Medeiros e outros profissionais da área, onde iniciaram uma rodada de discussão em torno da regulamentação do aplicativo Uber na cidade, que tem um projeto nesse sentido apresentado na Câmara, de autoria do vereador Paulo Vitor, mas que ainda não entrou em pauta. Paulo Vitor também participou da reunião, defendendo seu ponto de vista.

O aplicativo, na realidade, é um autêntico pomo da discórdia na capital maranhense. É proibido de atuar na cidade, por conta de uma lei municipal aprovada ainda no ano passado, de autoria da ex-vereadora Luciana Mendes.

A proibição foi mantida pela Justiça, mas mesmo assim, algo em torno de 1.500 pessoas atuam utilizando a plataforma, provocando uma rota de colisão com os taxistas, que se sentem prejudicados.

Lítia Cavalcanti ressaltou, durante a reunião, ter conhecimento de que muitos ex-presidiários utilizam o aplicativo e lembrou o episódio envolvendo uma enfermeira da UPA do Parque Vitória, que chamou o serviço do aplicativo e, ao chegar em casa foi assaltada pelo condutor.

O vereador Honorato Fernandes, que esteve presente no início da conversa, afirmou que ” o Uber já é uma realidade nacional e o que se precisa fazer é uma adequação, para regularizar o serviço, de forma que os taxistas não sejam prejudicados”.

Paulo Vitor defende emendas ao projeto de sua autoria, como forma de se apagar esse foco de incêndio. Todos os participantes do encontro foram favoráveis à redução do número de operadores do aplicativo, hoje em torno de 1.500, para algo em torno de 600.

Ao encerrar a reunião, o vereador Astro de Ogum disse não concordar, de maneira alguma, da forma como o aplicativo está sendo utilizado na cidade.

“Eles não pagam impostos, não respeitam as leis. A Câmara foi correta quando proibiu o serviço na capital e a Justiça agiu com extrema visão, quando manteve a nossa decisão. Defendo um pacto, envolvendo todos nós e a Prefeitura, através da SMTT, para que haja uma regulamentação que seja benéfica para todos os envolvidos, inclusive o usuário, já que temos conhecimento que os preços que eram praticados no início, já não são os mesmos”, afirmou Astro de Ogum.

Ficou acertada outra reunião, em data a ser definida, no sentido de que seja encontrada uma solução para o impasse, através de emendas ao projeto do vereador Paulo Vitor.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Aqui não haverá perseguição política nesta Casa”, diz Astro de Ogum

Astro de Ogum reabre trabalhos na Câmara pregando harmonia.

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Astro de Ogum (PR), reabriu nesta quarta-feira, 2, os trabalhos na Casa reafirmando o compromisso de trabalhar em prol da cidade evitando que o Legislativo faça qualquer tipo de oposição irresponsável contra a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

“Aqui não haverá perseguição política e, portanto, faremos aquilo que for correto. Teremos todos os projetos votados que são pertinentes para a melhoria da população de São Luís”, enfatizou o parlamentar.

Após ouvir as palavras do vice-prefeito Júlio Pinheiro (PCdoB), o presidente Astro solicitou que neste segundo semestre legislativo seja de paz e muita luz. “Esperamos que se faça oposição com responsabilidade, para não prejudicar a população. Proponho um segundo semestre pautado em grandes projetos, como a discussão do Uber, a ocupação do solo urbano, do Plano Diretor que já está caduco e é uma coisa seríssima para a cidade, entre outras proposições que tramitam na Casa”, frisou.

Astro também manifestou o desejo de atender a uma recomendação do Ministério Público Estadual (MPE), que propõe a apreciação e votação das contas de ex-gestores municipais que vão desde a primeira gestão do saudoso prefeito Jackson Lago, na década de 1980, até os dias atuais. “Temos a responsabilidade com o Ministério Público para aprovarmos ou não as contas dos gestores passados”, declarou.

O presidente da Câmara encerrou o discurso fazendo uma referência a uma norma constitucional entre os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. “Fazemos parte de Poderes harmônicos e independentes. Portanto, faremos aquilo que a população sonha, para termos uma cidade melhor”, ressaltou.

“Teremos aqui pautado grandes projetos coletivos como é o caso do Uber, dos taxistas, a questão de ocupação do solo urbano que é um problema crônico e sério na cidade, o Plano Diretor da cidade que já caduca, há vários anos, que a Câmara tem a obrigação de adequar, temos também a responsabilidade de aprovar ou desaprovar as contas dos gestores passados do Executivo Municipal. Então, nesse momento de abertura dos trabalhos o que eu peço é paz para o parlamento municipal, a Câmara não vai perseguir ninguém, votará aquilo que for correto, se Deus assim nos permitir. E assim partirmos para fazer aquilo que a população almeja que é uma cidade melhor, espero que a parceria governo e prefeitura dê certo com o Mais Asfalto, quem ganha com isso é a cidade”, finalizou o presidente. (RC/MC)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia realiza apreensão em oficina de desmanche ilegal de carros em São Luís

apreemde-foto

A polícia realizou na quinta-feira (2) uma apreensão em uma oficina situada no bairro Areinha, em São Luís, que estaria funcionando como local de desmanche de veículos. Segundo a polícia, a oficina estava sendo monitorada e assim que os policiais chegaram, quem estava no local conseguiu fugir.

Na oficina, a polícia encontrou um veículo que estava sendo desmontado. As peças que estavam sendo usadas nele pertenciam a outro carro de cor diferente e com a numeração do chassi raspada.

A polícia vem investigando a oficina há algumas semanas e chegando ao local os policiais constataram que os carros eram desmanchados. A oficina fica situada em um bairro residencial. Os vizinhos, que não quiseram gravar entrevista, disseram que nunca suspeitaram que no local funcionasse um desmanche de veículos.

Os policiais afirmaram que vão fazer perícia nas peças para identificar se os carros são roubados.

O titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, Jeffrey Furtado, diz que o grupo que vinha sendo monitorado já tinha uma forma específica de agir. “O veículo sofre um acidente, capota, vira várias vezes e aí a sua lataria todinha, como a parte do chassi, portas, vidros quebram e estragam e, então para você comprar essas peças na concessionária e montá-los sai mais caros que comprar um próprio veículo. Então as vezes, eu não estou dizendo que é nesse caso aqui, eles compram um veículo roubado semelhante e tiram essas peças do veículo roubado e colocam nesse veículo que foi sinistrado”, finalizou.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Juiz nega pedido da Defensoria Pública para uso de Uber em São Luís

m_31072017_1254

O juiz Manoel Araújo Chaves, respondendo pela Vara de Interesses Difusos e Coletivos da comarca da Ilha de São Luís, negou pedido de liminar de tutela de urgência (decisão judicial antecipada) da Defensoria Pública do Estado do Maranhão (DPE) contra o Município de São Luís, para garantir que os consumidores tenham acesso ao serviço de transporte privado via aplicativo (Uber).

A decisão, de 27 de julho, foi dada nos autos da Ação Civil Pública (ACP) em que a DPE pediu ao Judiciário impedir a prefeitura de São Luís de proibir o uso de aplicativos destinados ao serviço de transporte individual de passageiros cidade de São Luís e de efetuar apreensões dos veículos prestadores desse serviço. Pediu, ainda, a fixação de multa no valor de R$ 50 mil no caso de qualquer autuação.

No mérito, a DPE alegou a inconstitucionalidade da Lei Municipal nº 429/2016 (proibição do uso de veículos particulares cadastrados em aplicativos para o transporte remunerado individual de pessoas), por violar a Constituição Federal de 88, e a inaplicabilidade da Lei Municipal nº 3430/1996 (dispõe sobre o serviço público de Transporte Coletivo Urbano do Município de São Luís), que está embasando a apreensão de veículos dos condutores do serviço de transporte privado individual remunerado de passageiros.

Na ACP, a Defensoria argumentou que o transporte individual privado remunerado realizado por meio de aplicativo é modalidade legalizada e expressamente prevista na Lei Federal nº 12.587/12 – da Mobilidade Urbana (LMU). E, ainda, que o Município de São Luís violara o Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/90), que consagra o direito à livre escolha consciente do serviço que melhor lhe interessa.

O Município pediu a rejeição do pedido de tutela antecipada e sustentou, em sua defesa, que na ótica das leis que regem o disciplinamento do transporte urbano em São Luís, o táxi é o serviço de transporte individual de passageiros e que automóveis de passeio que não possuem essa autorização não podem transportar passageiros.

MOBILIDADE URBANA – O juiz Manoel Araújo Chaves fundamentou, em sua decisão, que a Política Nacional de Mobilidade Urbana não define, não prevê, nem institui o “transporte individual privado remunerado” alegado pela DPE.

De acordo com a LMU, “transporte público individual” é definido como “serviço remunerado de transporte de passageiros aberto ao público, por intermédio de serviços de aluguel, para a realização de viagens individualizadas”. O “transporte público individual”, portanto, tem se caracteriza por ter natureza pública – na forma de acesso e utilidade -, ser remunerado e ser exercido por veículo de aluguel.

Segundo o juiz, o Código de Trânsito Brasileiro dispõe que veículos de aluguel, destinados ao transporte individual ou coletivo de passageiros de linhas regulares ou empregados em qualquer serviço público remunerado, para registro, licenciamento e respectivo emplacamento de característica comercial, deverão estar devidamente autorizados pelo poder público.

Além disso, a Lei Federal nº 12.468/2011, que regulamenta a profissão de taxista, estabelece como “atividade privativa dos profissionais taxistas a utilização de veículos automotor, próprio ou de terceiros, par ao transporte público individual remunerado de passageiros.

“Assim”, disse o juiz, ‘o transporte motorizado privado (…), definido como o “meio motorizado de transporte de passageiros utilizado para a realização de viagens individualizadas por intermédio de veículos particulares”, em nada se relaciona ou pode ser equiparado ao transporte público individual remunerado’.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Adolescente morre após assaltar ônibus no Anel Viário, em São Luís

1500391314-738977469

Nesta terça-feira (18), um adolescente de 14 anos, morreu após assaltar um ônibus coletivo que fazia linha Campus/Terminal Praia Grande, em São Luís.

Segundo informações policiais, o jovem entrou no veículo e quando chegou no Anel Viário, região central de São Luís, anunciou o assalto. Ele estava de posse de uma faca e começou a recolher os celulares dos passageiros. Entre os usuários estava um policial militar, que é estudante de Administração da UFMA.

De acordo com informações do titular do 1º DP, delegado Joviano Furtado, na hora do assalto o estudante se identificou como policial, mas isso não intimidou o criminoso, que partiu para cima do PM, o qual acabou atirando contra o assaltante.

O adolescente foi atingido na região do abdômen, sendo levado com vida ao hospital Socorrão I, mas morreu após dar entrada na unidade hospitalar.

Ainda de acordo com o delegado, o policial militar que baleou o assaltante se apresentou na delegacia para prestar esclarecimentos. Agora, o caso será investigado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Vereador Umbelino Júnior consegue obras para o bairro do São Francisco

IMG-20170713-WA0078

O vereador Umbelino Júnior solicitou a Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços, a desobstrução, limpeza das galerias e bueiros das Ruas cinco, Trancredo Neves e José Sarney, no bairro do São Francisco.

Segundo o parlamentar, a demanda foi repassada ao secretário em caráter de urgência após receber dos moradores denúncias que a situação nas ruas estavam precárias e no período chuvoso, alagavam as residências e os moradores ficavam impossibilitado de sair de casa.

“Recebi dos moradores um vídeo onde após uma forte chuva, com os bueiros entupidos, as ruas ficaram extremamente alagadas a ponto de invadir a casa dos moradores. Diante deste episódio, eu como representante das comunidades, não poderia me omitir, procurei o Secretário Antônio Araújo e repassei á demanda dos moradores, solicitando em forma de urgência uma solução” frisou o parlamentar.

A Semosp atendeu a solicitação e encaminhou uma equipe que deu início as obras.

O Edil afirmou que irá acompanhar o processo realizado pela secretaria até o final, para garantir aos moradores melhorias na qualidade de vida.

IMG-20170713-WA0077

IMG-20170713-WA0079


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Justiça Federal suspende nova ampliação da Avenida Litorânea

lito

A Justiça Federal determinou que o Estado do Maranhão e a Caixa Econômica Federal (CEF) suspenda a ampliação da Avenida Litorânea em virtude da ausência de licença ambiental. A intervenção, descrita como Projeto de Reestruturação da Avenida dos Holandeses e Litorânea com a implantação do BRT, compreende o prolongamento em 1,7 km da avenida, bem como a reestruturação e alteração de fluxo, além da extensão da Avenida Búzios até a Avenida Euclides Figueiredo.

A decisão foi baseada em uma Ação Civil Pública (ACP) proposta pelo Ministério Público Federal no Maranhão (MPF-MA). Segundo a ACP, a Agência Estadual de Transporte e Mobilidade Urbana (MOB) pediu à Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (SEMA) que realizasse a avaliação ambiental e se manifestasse sobre a necessidade de emissão de licença prévia para liberação financeira.

Em resposta, a SEMA disse ser necessário abrir novo processo de licenciamento ambiental. Contudo, conforme foi constatado – apesar de até o dia 6 de março de 2017 não ter havido procedimento de licenciamento iniciado no órgão estadual de meio ambiente – ainda assim foram pactuados contratos de financiamento entre o Estado do Maranhão e a Caixa para execução da obra.

Segundo o MPF, o MOB, ao solicitar a concessão, tinha pleno conhecimento de que o prolongamento da Litorânea não possuía Estudo de Impacto Ambiental (EIA) pertinente.

A Caixa, por sua vez, seria corresponsável pela irregularidade, pois a aprovação dos contratos ocorreu em desrespeito à Política Nacional do Meio Ambiente, que determina que “as entidades e órgãos de financiamento e incentivos governamentais condicionarão a aprovação de projetos habilitados a esses benefícios ao licenciamento”. Além disso, ela violou regras internas relativas à aprovação de empréstimos.

Considerando a ausência de licença ambiental, a Justiça o julgamento dos pedidos solicitados pelo MPF até a realização de audiência de conciliação, agendada para 7 de agosto, às 15h, na Seção Judiciária do Estado do Maranhão (JF/MA). Ainda por precaução, a Justiça Federal determinou a suspensão de desembolso programado para julho de 2017, previsto em contrato, no montante destinado à execução do projeto de Reestruturação da Avenida Litorânea/Holandeses com implantação do BRT.

Por meio de nota, a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informou que possuía conhecimento da Ação Civil ajuizada entre o MPF, o Estado e a CEF. A nota acrescentou ainda que houve pedidos de estudos complementares referentes ao licenciamento ambiental e eles já foram realizados.

Leia a íntegra da nota:

“A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informa que possuía conhecimento da Ação Civil Pública ajuizada entre o Ministério Público Federal (MPF), o Estado do Maranhão e a Caixa Econômica Federal (CEF), uma vez que a MOB foi notificada e, posteriormente, participou de reuniões tanto com o MPF quanto com o Ministério Público Estadual. Em seguida, houve pedidos de estudos complementares referentes ao licenciamento ambiental, os quais já foram realizados, conforme orientação e solicitações dos Ministérios Públicos, além de uma nova audiência marcada para o dia 07 de agosto. A MOB informa, ainda, que mesmo com a suspensão cautelar de desembolso programado para julho, emitida pelo MPF/MA, não há impedimentos para o início da obra, dado que os serviços poderão ser iniciados com os valores de contrapartida”.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Criminosos tentam roubar veículo dentro de residência

page

Uma dupla de assaltantes tentaram tomar de assalto um veículo que estava estacionado dentro de uma residência.

As imagens das câmeras de monitoramento mostram o exato momento que o portão da casa é aberto, um homem sai, e vê uma motocicleta chegar e parar em frente a casa. Ao perceber que se tratava de um assalto, ele se afasta.

Em seguida, o piloto da moto impede que o portão seja fechado, enquanto espera o comparsa, que chega em outra motocicleta. Ambos estavam armados.

Ao adentrar na residência, a dupla vai em direção ao carro e é surpreendida pelo motorista, que efetua disparos de arma de fogo contra os assaltantes, que fogem do local para destino ignorado.

As motocicletas ficaram no local, segundo as imagens.

Assista ao vídeo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.