Maranhão

São Luís registra o maior volume de chuva desde 2015

unnamed4

Desde maio de 2015 não chovia tanto em São Luís. Pelo menos é isso que mostram os dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), que registrou 97,0 mm acumulados entre 10h do dia 8 e 10h do dia 9 de janeiro deste ano, pelo horário de Brasília. De acordo com o levantamento, foi o maior volume de chuva acumulado em 24h de 2017 e desde o começo de maio de 2015, quando choveu 98,2 mm entre os dias 2 e 3 de maio.

O Inmet registrou registrou 64,0 mm em 2 horas. O maior volume de chuva caiu durante a madrugada de hoje. A quantidade correspondeu quase 40% da média de chuva para janeiro que é de aproximadamente 255 mm. Durante todo o mês de janeiro de 2016 choveu cerca de 200mm.

Além do recorde de volume de chuva, a temperatura na cidade também chamou a atenção. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, a madrugada desta segunda-feira fez a mais fresca do ano até agora, com a temperatura mínima foi de 23,0°C, a menor de 2017.

O Estado do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Motorista surta e bate em 5 carros no Parque Shalon, em São Luís

img-20170105-wa0038

Um caso curioso aconteceu nesta quinta-feira (05), no bairro Parque Shalon.

Uma mulher, visivelmente desequilibrada, usou o carro que estava dirigindo e bateu nos veículos que estavam parados no estacionamento na agência do Banco do Brasil, que fica localizada na Avenida Daniel de La Touche, próximo a Choppana, no bairro Parque Shalon.

Com a colisão, 5 carros ficaram avariados.

img-20170105-wa0039

img-20170105-wa0040

img-20170105-wa0041


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Linha de ônibus para de circular por tempo indeterminado em São Luís

Presidente e diretores do Sindicato dos Rodoviários só retomarão as atividades após posicionamento da empresa ou do SET

tarifa-onibus

A linha de ônibus São Francisco parou de circular no fim da manhã desta quinta-­feira (5) por tempo indeterminado. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, o motivo da paralisação é a falta de estrutura no ponto final do coletivo, situado em frente ao hospital Carlos Macieira, na Avenida Jerônimo de Albuquerque, no bairro Calhau.

A entidade que representa a categoria afirmou que no local a situação é precária, faltando até mesmo banheiros para atender usuários e trabalhadores do sistema.

Uma fiscalização no lugar constatou as deficiências. O presidente e diretores do Sindicato dos Rodoviários retomarão as atividades após posicionamento da empresa ou do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luis (SET).

Por enquanto, os ônibus da linha São Francisco continuam retidos.

Do Estado do Maranhão


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Após colisão, veículo explode em São Luís

acidente-768x576

Um carro pegou fogo minutos após uma colisão, que derrubou um poste na rua Projetada, no bairro Quintas do Calhau, por volta das 21h30 dessa quarta-feira (4), próximo à churrascaria Sal e Brasa.

O motorista, não identificado, saiu do carro após a batida e, pouco depois, as chamas consumiram o veículo. Os moradores perceberam a situação e saíram para ajudar.

Logo em seguida, o Corpo de Bombeiros chegou ao local e conteve as chamas.

A queda do poste interrompeu o fornecimento de energia elétrica na região, que só foi restabelecida por volta das 4h desta quinta-feira (5).

A Companhia Energética do Maranhão (Cemar) já realizou a troca do poste.

carro-768x433

1483597449-758927539


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Idosa morre atropelada no bairro da Camboa, em São Luís

O motociclista responsável pelo atropelamento foi socorrido.

whatsapp-image-2017-01-04-at-08-46-44

Maria da Conceição França de Oliveira, 84 anos, morreu atropelada nas primeiras horas da manhã dessa quarta‐feira (4), na Avenida da Camboa ao atravessar para ao levar o lixo.

A vítima foi atropelada por uma motocicleta, pilotada por um rapaz identificado como Elves Felipe de Oliveira Pereira, de 22 anos. Segundo o Soldado Freitas Neto do Batalhão Tiradentes, a vítima ainda recebeu os primeiros socorros pela equipe do Samu, mas não resistiu e faleceu ainda na Avenida.

“O motociclista teve algumas fraturas expostas, por exemplo, as duas pernas e foi imediatamente encaminhado para o Socorrão l” conta o Soldado.

Segundo moradores, a senhora de 84 anos tinha o costume de todas as manhãs levar o lixo e se arriscar nessa avenida: “Várias vezes a gente falava pra ela tomar cuidado. Quando ela passou um carro ainda parou, mas o motoqueiro por saber que não tinha uma faixa de pedestre ele passou direto e acabou atropelando ela. Aqui é normal ter esses acidentes ou batidas, mas o problema é a falta de sinalização nessa avenida”, reclama Tereza Freitas, moradora do bairro. (Com informações do Imparcial).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

USP e UNB divergem sobre terremoto no Maranhão

img-20170103-wa0040

O terremoto, que foi registrado no Maranhão, por volta das 9h45 da manhã desta terça-feira (3), ainda está causando
muita confusão.

O Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB) registrou o epicentro do abalo sísmico no município de Vargem Grande com magnitude de 4.7 na escala Richter. Já o Centro de Sismologia da USP mostra que o epicentro foi na cidade de Belágua com magnitude de 4.6, como pode ser visto abaixo.

Essa divergência tem causado desencontro de informações nos meios de comunicação do Maranhão.

O terremoto causou desespero entre os moradores de São Luís e de várias cidades do interior do Estado. Na capital maranhense, diversos prédios foram evacuados nos bairros do Calhau, Renascença, Centro, Ponta do Farol, Angelim, Recanto dos Vinhais, Cohama.

Os moradores dos municípios de Nina Rodrigues, Itapecuru, Vargem Grande, Timon, Axixá e São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos e, Belágua, registraram os tremores.

terremoto

Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB)

terremoto1

Centro de Sismologia da USP.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Governador e prefeitos da Grande Ilha acompanham reordenamento do trânsito na Forquilha

foto-2-kge_visitam-as-obras-de-revitalizacao-no-bairro-da-forquilha-2

No primeiro dia útil de trabalho do ano, os prefeitos de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior; de São José de Ribamar, Luís Fernando; e de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, acompanharam o governador Flávio Dino em visita a obras na região da Forquilha e do Maiobão que impactarão diretamente no trânsito das três cidades. Durante toda a manhã, os gestores vistoriaram as intervenções, conversaram com a população e pregaram discurso de união de esforços e trabalho convergente para resolver problemas históricos da região da Grande Ilha.

Na Forquilha, a obra orçada em R$ 8,4 milhões, fruto da parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, inclui serviços de drenagem profunda, construção de calçadas, meio-fio e sarjeta, pavimentação e reordenação do trânsito. Com prazo de entrega em até 60 dias, a revitalização do importante ponto de convergência entre as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar está com os serviços de drenagem já avançados e parte das ruas já pavimentadas.

O governador Flávio Dino ressaltou que a obra no entorno da Forquilha beneficia, diretamente, 1,5 milhão de habitantes da região e se junta a outras intervenções, como na Avenida Jerônimo de Albuquerque, na MA-202, a construção da ponte próxima ao Shopping Pátio Norte e a ligação com o Parque Vitória. Além disso, ele enfatizou que a visita, no primeiro dia útil do mês, mostra a interação entre os quatro prefeitos da Grande Ilha e o Governo do Estado em torno da construção da Região Metropolitana.

“Nós estamos mostrando, com essas obras de mobilidade urbana, que esse é o caminho. Metropolização progressiva, com responsabilidade, os prefeitos pactuando conosco as metas e os paços que nós vamos dar. Com isso, nós teremos melhores condições de vida para os cidadãos e cidadãs dos quatro municípios”, destacou o governador Flávio Dino.

Para o prefeito de São Luís, a demonstração de união do Governo do Estado com os prefeitos da Grande Ilha, mesmo antes da posse, é fundamental para a resolução de problemas comuns dos quatro municípios. “Conseguimos, com a parceria, otimizar recursos, que foram investidos em obras que vão melhorar a mobilidade urbana em São Luís e terão impacto positivo também nos demais municípios, gerando qualidade de vida para a população. São intervenções clamadas há muito tempo pela população e, ao lado dos demais prefeitos da Grande Ilha e do Governo do Estado, seguiremos trabalhando para resolver os problemas da cidade e unir cada vez mais as regiões”, disse Edivaldo Holanda Júnior.

Luis Fernando, prefeito de São José de Ribamar, destacou que, sob a liderança do governador Flávio Dino, a Região Metropolitana está se metropolizando na prática, independente das questões de ordem legal que devem ser superadas. “O governador, com sua sensibilidade, está mostrando que é possível trabalharmos juntos. Essa obra que o Governo está fazendo aqui tem repercussão direta em Paço do Lumiar e São José de Ribamar. Diariamente saem 15 mil carros de São José de Ribamar para São Luís e retornam todos os dias”, frisou Luís Fernando.

O novo prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, também elogiou o esforço do governador Flávio Dino para a constituição da Região Metropolitana. “Sem a vontade política do Governo do Estado, a metropolização não se realiza. Portanto, essa iniciativa é fundamental para nos animar, congregar, nos unir em torno das pessoas. Não há motivos para ficarmos separados porque as pessoas se uniram. De São Luís a Ribamar é uma rua só. A população se metropolizou e agora o governador está metropolizando as ações”, sublinhou Domingos Dutra.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Edivaldo Júnior toma posse e anuncia fusão de secretarias

1

O prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (PDT), o vice Júlio Pinheiro (PCdoB) e os 31 vereadores e seus suplentes foram empossados na manhã deste domingo (1º), no auditóirio Alberto Abdala, na Fiema, na capital maranhense. O evento começou por volta das 15h e os vereadores foram os primeiros contemplados.

Na sequência, houve a eleição para presidente da Câmara Municipal. A solenidade terminou com a posse do prefeito e do vice, respectivamente. Edivaldo Holanda Júnior foi oficialmente empossado às 17h20. O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), participou do evento.

No discurso de posse, o prefeito comentou a crise pela passa o país. Ele anunciou a diminuição de despesas durante expediente da prefeitura, secretaria e órgãos e disse ainda que vai cortar custos com a diminuição no número de secretarias.

“Para continuar mantendo os investimentos na cidade, temos que continuar administrando São Luís com racionalidade. Serão suspensas as celebrações de novos contratos para locações de imóveis e veículos que impliquem novos gastos. Secretarias e órgãos devem adotar medidas de imediato para redução de 30% de gastos com água e energia elétrica, redução de 50% com veículos locados e 10% nas contas de telefonia móvel. Serão suspensas licenças remuneradas para tratar de interesses particulares. Vamos simplificar a estrutura organizacional com a fusão de secretarias e órgãos. Por outro lado, vamos buscar ampliação de parcerias com os governos estadual e federal e a iniciativa privada para realização de melhorias na cidade com prioridade na saúde, educação, geração de emprego e renda, infraestrutura e assistência social”, disse o gestor.

Ainda sobre o assunto, o prefeito reclamou da redução de verbas para os municípios. “O noticiário mostra diariamente a situação difícil de muitos estados e municípios, com atraso na folha de pagamento dos servidores.

É o efeito desta grave crise que penaliza principalmente os municípios. O orçamento municipal está cada vez mais limitado ao passo que as responsabilidades dos prefeitos são cada vez maiores. Em São Luís, entre 2015 e 2016, deixamos de receber mais de R$ 100 milhões de receitas de transferências federais. A maior parte desses recursos na área da saúde. Diante desta atmosfera, temos que priorizar os investimentos para melhoria da vida daqueles que mais precisam”, declarou o prefeito.

Edivaldo Holanda Júnior foi reeleito no segundo turno das eleições deste ano. Ele teve 285.242 votos e ficará como prefeito de São Luís até 2020.

808bd4ca-f814-4712-9d08-634605a61492

Principais propostas

Dentre as propostas de campanha para o segundo mandato, Edivaldo prometeu criar passarelas com elevadores em pontos de grande fluxo na cidade como nas avenidas Carlos Cunha e Africanos, e também nas proximidades dos shoppings.
Na Saúde, uma série de ações devem ser desenvolvidas em parceira com o Governo do Estado, como a ampliação do Hospital da Criança.

A guarda municipal vai ser equipada para agir no combate ao crime junto às polícias Militar e Civil. Prometeu criar o Programa de Prosperidade Econômica para juventude, zona rural, investimentos e projetos especiais.

Na educação, projeta a reforma de todas as escolas e construção de creches e salas de pré-escola para crianças de três a cinco anos. No esporte, disse que pretende criar o Bolsa Atleta Municipal e criar o Fundo Municipal do Esporte.

No plano de governo, consta ainda a elaboração de um plano de habitação para o Centro Histórico de São Luís.

Presidência da Câmara Municipal

Na eleição para presidente da Câmara Municipal, apenas uma chapa foi inscrita. Desta forma, Astro de Ogum (PR) foi reconduzido ao cargo que já exerce pelo biênio 2017/2018. A solenidade inicialmente foi comandada pelo presidente da Câmara dos Vereadores, o vereador Chico Carvalho (PSL), o decano da Casa.

Pelos próximos quatro anos, os vereadores que vão compor a Câmara de Vereadores de São Luís são Osmar Filho (PDT), Astro de Ogum (PR), Pavão Filho (PDT), Raimundo Penha (PDT), Marquinhos (DEM), Beto Castro (PROS), Aldir Júnior (PR), Ivaldo Rodrigues (PDT), Marcelo Poeta (PC do B), Fátima Araújo (PC do B), Bárbara Soeiro (PSC), Ricardo Diniz (PC do B), Pedro Lucas Fernandes (PTB), Marcial Lima (PEN), Concita Pinto (PEN), Nato Júnior (PP), Estevão Aragão (PSB), Chaguinhas (PP), Dr. Gutemberg (PSDB), Umbelino Júnior (PPS), Josué Pinheiro (PSDB), Honorato Fernandes (PT), Edmilson Jansen (PTC), Professor Sá Marques (PHS), Edson Gaguinho (PHS), Chico Carvalho (PSL), Pereirinha (PSL), Cézar Bombeiro (PSD), Genival Alves (PRTB), Silvino Abreu (PRTB) e Afonso Manoel (PRP).

G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Veículo capota e deixa três feridos em avenida em São Luís

Capotamento ocorreu nesta manhã (30) na Av. Jerônimo de Albuquerque.

carro_bm3zuhd

Três homens ainda não identificados ficaram feridos após o veículo onde eles estavam ter capotado na manhã desta sexta-feira (30) na Curva do 90, situada na Avenida Jerônimo de Albuquerque, em São Luís.

Segundo o capitão Igor Ferreira, do Corpo de Bombeiros do Maranhão, as três vítimas do acidente estavam vindo do trabalho e indo para as suas residências e estavam se deslocando no sentido do bairro Renascença para o bairro Cohama, na capital, quando ocorreu o capotamento.

“Eles estavam vindo do trabalho e indo para as suas residências. Eles vinham no sentido Renascença-Cohama. Segundo informações do motorista, ele cochilou no volante, saiu no acostamento e o carro tombou. Como o acostamento é de desnível o carro veio a tombar. Por isso, ele está até no sentido contrário do que ele veio, mas graças a Deus eles estavam com cinto. Tomaram esse cuidado e para a dinâmica do acidente eles estão bem”, revelou o capitão.

Ainda conforme o militar do Corpo de Bombeiros, as três vítimas foram socorridas por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas para o Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão 1).

“Todos estão conscientes. A questão da imobilização é uma questão que por ser acidente de trauma deve se ter esse devido cuidado. Fazer mobilização e colocar na prancha para fazer o transporte. Nesse momento eles estão sendo transportados e vão para o Socorrão 1, mas passam bem. Podem ter escoriações, algumas entorses, mas nada de grave”, finalizou o capitão Igor.

Após o acidente, o trânsito ficou lento por conta da presença das ambulâncias e viaturas da Polícia Militar.

G1, MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Em São Luís, vereadores ganham nove vezes o salário médio do trabalhador

Do Estado do Maranhão

1479155532-97515457

­Um levantamento feito com base em informações fornecidas pelas Câmaras Municipais e em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que os vereadores de todas as 26 capitais estaduais recebem muito mais que a renda média do trabalhador nessas cidades.

Em 21 delas, os vencimentos dos parlamentares para a próxima legislatura, com início em 2017, representam ao menos, cinco vezes a renda média do trabalho Em meio à crise financeira do país, a aprovação de reajuste para vereadores provocou protestos em São Paulo.

A diferença mais gritante na comparação com os rendimentos dos trabalhadores foi constatada em Teresina. Os vereadores da capital do Piauí vão receber R$ 18.880,38 por mês, mais de dez vezes a renda média atual dos moradores da cidade, que era de R$ 1.818 mil no terceiro trimestre, de acordo com o dado mais recente disponível na Pnad.

Em São Luís, os legisladores eleitos ganharão R$ 15.031,76, valor corresponde a mais de nove vezes o salário médio dos moradores, que é de R$ 1.654 mil. A capital maranhense apresenta o mais baixo rendimento médio do trabalho entre as 26 capitais.

Assim também será em Salvador, onde os vereadores terão salário de R$ 18.732,56 nove vezes o rendimento de um trabalhador da capital baiana, que era de R$ 2.022 mil ao fim de setembro. No cenário menos discrepante, verificado em Vitória, os vereadores ganharão R$ 8.370,30 por mês, o dobro do rendimento médio dos moradores, que estava em R$ 4.109, de acordo com a Pnad Contínua. A capital do Espírito Santo tem os salários de vereadores mais baixos e o rendimento médio do trabalho mais alto entre as capitais estaduais.

Veja na tabela abaixo as diferenças nestas cidades, ordenadas pelas capitais com maior variação entre o salário dos vereadores e dos trabalhadores:

1482943534-336137158


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.