Política

Procuradoria Geral dá parecer pelo indeferimento de candidatura da prefeita de Amarante do Maranhão

Prefeita de Amarane, Adriana Luriko Kamada Ribeiro.

Prefeita de Amarane, Adriana Luriko Kamada Ribeiro.

A Procuradoria Geral do Ministério Público Federal, emitiu parecer pelo indeferimento do registro de candidatura da prefeita de Amarante do Maranhão, a assistente social Adriana Luriko Kamada Ribeiro (PV), que foi reeleita no último pleito municipal.

Adriana e seu vice tiveram suas candidaturas indeferidas em 1ª e deferida na 2ª instância. O recurso especial aceito pela vice-procuradora-geral eleitoral, Sandra Cureau, foi juntado ao Processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e agora aguarda julgamento, podendo ainda chegar até o Supremo Tribunal Federal (STF).

Existe uma grande expectativa em relação ao processo, que deve gerar uma grande movimentação na política daquele município do qual a oposição acredita em novas eleições.

De acordo com o parecer da Procuradoria, o recurso especial diz que a conduta da gestora configurou crime eleitoral após conceder reajuste salarial e vale-alimentação aos professores no período vedado. Confira abaixo o parecer.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.