Política

Deputado Fábio Braga destaca sucesso e crescimento da Safra Agrícola

O deputado Fábio Braga (PMDB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quarta-feira (17) para parabenizar a governadora Roseana Sarney (PMDB), o secretário de Agricultura, Cláudio Azevedo, e todos os produtores e trabalhadores do setor no Estado, pelo sucesso da safra agrícola 2012/2013, que registrou um aumento de 691 toneladas de grãos, colocando o Maranhão como o segundo maior produtor da região Nordeste.

O parlamentar informou que o Estado do Maranhão deve ter uma safra de grãos estimada em 3.613 (três milhões seiscentas e treze mil) toneladas de arroz, milho, feijão, caroço de algodão e soja. O volume é 23,6% maior do que o registrado na safra 2011/2012, quando foram colhidas 2.922 milhões de toneladas. Os dados são da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Deputado Fábio Braga.

Deputado Fábio Braga.

Para Fábio Braga, o sucesso da safra agrícola é resultante dos aumentos na área plantada e na produtividade da lavoura, pois foram plantados 1,638 milhão de hectares de arroz, milho, feijão, caroço de algodão e soja, cuja produtividade média é de 2.206 (dois mil duzentos e seis) kg/hectares.

De acordo com o deputado, serão colhidas 1.685 (um milhão seiscentos e oitenta e cinco mil) toneladas de soja, a maior em quantidade na produção de grãos no Estado, com incremento de 2,1%. “Na atual safra, foram plantados 586 mil hectares da oleaginosa, aumento de 4,7%. A produtividade chega a 2.877 (dois mil oitocentos e setenta e sete) kg/hectare”, observa Fábio Braga.

MUNICÍPIOS PRODUTORES

No pronunciamento, Fábio Braga destacou que, segundo dados do IBGE, os principais municípios produtores de soja no Maranhão são: Balsas, Tasso Fragoso, Sambaíba, Riachão, São Raimundo das Mangabeiras, Alto Parnaíba, Fortaleza das Nogueiras, São Domingos do Azeitão, Loreto, Brejo, Buriti, Carolina, Anapurus, Grajaú, Mata Roma, Pastos Bons, Santa Quitéria do Maranhão, Milagres do Maranhão, Magalhães de Almeida, Mirador, Chapadinha, Nova Colinas, Sucupira do Norte, São Pedro dos Crentes, Formosa da Serra Negra, Afonso Cunha e São Félix de Balsas.

O deputado mostrou que nesta lista existem municípios do norte e sul maranhense, demonstrando que a produção cresce em quase todas as regiões do Estado.

De acordo com os dados fornecidos pela Conab, o grande destaque ficou por conta da lavoura de milho, cuja produção é estimada em 1.215 (um milhão duzentas e quinze mil) toneladas, incremento de 66,2% ou 484 mil toneladas a mais em comparação à safra anterior. “Com esse resultado, o Maranhão se consolida como segundo maior produtor de milho no Nordeste, perdendo apenas para a Bahia. Na atual safra, foram plantados 529,1 mil hectares de milho – 16,4% de incremento -, para uma produtividade média de 2.298 kg/hectare”, afirmou Fábio Braga.

Conforme os dados da Conab, parte da produção de milho colhida do Maranhão é exportada para os outros estados da Região Nordeste, como o Ceará, Piauí, Pernambuco e outros. O milho comercializado no estado é utilizado principalmente na produção de ração para aves. Atualmente, no Maranhão, os principais municípios produtores de milho são Alto Parnaíba, Buriticupu, Santa Luzia, Tasso Fragoso e Balsas.

O deputado foi além, revelando que “em Vargem Grande o frango Americano está investindo R$ 85 milhões na construção de um abatedouro e numa fábrica de ração e outras empresas estão se instalando em Itapecuru investindo na criação de frangos”.

ARROZ E FEIJÃO

Durante o pronunciamento, o deputado Fábio Braga afirmou que outro destaque é o arroz, lavoura que faz do Estado do Maranhão o terceiro produtor nacional, perdendo apenas para o Rio Grande do Sul (1o produtor no país) e Santa Catarina. O parlamentar prevê que o Maranhão deve colher nesta safra 632,6 mil toneladas contra 467,7 mil toneladas produzidas na safra anterior.

Na avaliação de Fábio Braga, o incremento de 16,2% na produção atual de arroz deve-se ao aumento na produtividade de 38,4%, o que corresponde a 1.520 kg/hectares, compensando a queda na área plantada, que chegou a 2,3% nesta safra. Os principais municípios produtores de arroz são: Santa Luzia, Grajaú, Barra do Corda, Arari, Bom Jesus das Selvas, Mirador, Tuntum, Vitória do Mearim, São Domingos do Maranhão e Colinas. “Em termos de algodão em caroço, a produção estimada é de 62,6 mil toneladas. O volume, porém, é 15,3% menor que o colhido na safra passada”, observa.

Já o feijão, segundo o levantamento da Conab, apresenta aumento de produção em 50,4%. Nesta safra, o Maranhão colherá 41,2 mil toneladas do grão, volume 50,4% a mais que na safra anterior, quando foram colhidas 27,4 mil toneladas. Para Fábio Braga, os números informados pela Conab mostram que esse incremento na produção de feijão corresponde aos aumentos de 20,6% na área plantada (90,1 mil hectares) e de 24,5% na produtividade (457 kg/hectares). Destacou que o Governo Estadual tem através de suas secretarias incentivado o aumento da produção na agricultura familiar.

Fábio Braga ressaltou quer que nossa produtividade maranhense e brasileira têm aumentado significantemente nos últimos anos, pelo trabalho das empresas de pesquisas ligadas ao setor mais também pelo trabalho de pesquisa daEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e de Extensão Rural do Maranhão (Agerp) ligada ou Governo Estadual ”Esse trabalho de pesquisadores e dos que vivem e produzem tem feito uma revolução na agricultura brasileira. E tem sempre feito a diferença na balança comercial brasileira”, disse o deputado.

PORTO DO ITAQUI

Por outro lado, o deputado Fábio Braga entende que muito mais tem que ser melhorado no Maranhão e no Brasil, para que essa produção chegue a quem interesse, aos comércios consumidores, principalmente a China e Europa. O parlamentar sabe que toda essa produção tem de ser escoado e chegar aos grandes consumidores e também na mesa das famílias, por meio das rodovias e a outra pelo Porto do Itaqui no nosso Maranhão.

Na visão do deputado Fábio Braga, o nosso Terminal de Grãos no Porto do Itaqui (Tegram) tem que fica pronto urgente. “Com a construção do Tegram, com certeza haverá a abertura de novos mercados internacionais, sendo um estímulo a mais para os produtores maranhenses, sobretudo para aqueles que produzem grãos e que há anos enfrentam dificuldades de exportar seus produtos”, prevê.

Pelos cálculos de Fábio Braga, são exportados pelo Porto do Itaqui 2,5 milhões de grãos/ano e, com a construção do Tegram, a capacidade do Estado do Maranhão em armazenar e exportar, até o ano de 2020, será ampliado para até 15 milhões de toneladas de grãos/ano. A previsão do governo é de que o Tegram inicie suas operações até o final de 2013 ou começo de 2014. “Estão de parabéns todos que fazem o sucesso e o destaque do campo na economia maranhense e brasileira”, concluiu o deputado Fábio Braga.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.