Política

Ribamar Alves segue campanha rumo à reeleição

thumbnail_01-09 B

Ribamar Alves dá prosseguimento a sua campanha participando de encontros, reuniões, visitando bairros e gravando programas e inserções eleitorais. Semana passada, a agenda envolveu ainda visitas a alguns povoados da zona rural de Santa Inês.

Dividindo a agenda de reuniões com candidatos a vereadores, correligionários de campanha e com o candidato a vice, pastor Marcos Labareda, Ribamar Alves e equipe estão participando de cerca de 50 reuniões por semana, trabalhando o debate mais próximo com o eleitorado.

Na última quinta-feira, Ribamar Alves e o vice Marcos Labareda participaram do lançamento da campanha do vereador Orlando Mendes, que concorre à reeleição nestas eleições de 2016, com a expectativa de encarar seu sétimo mandato seguido, caso seja eleito.

Orlando Mendes atraiu um grande número de simpatizantes de sua candidatura e também amigos, autoridades e convidados, os quais estiveram prestigiando o evento realizado na Praça Viva Lobato, na Rua da Bacabeira, Centro.

Ribamar Alves e Pastor Labareda seguem com a agenda neste final de semana, quando estarão reunindo em bairros e povoados de Santa Inês.

thumbnail_01-09 A


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Vaza novo áudio de José Sarney

Folha de São Paulo

15116179

Após pedido de um aliado, o ex-­presidente José Sarney (PMDB-­AP) prometeu fazer um “aceno” pelo prefeito de Santa Inês (MA) Ribamar Alves, que foi preso em flagrante, no dia 29 de janeiro, pelo crime de estupro de uma jovem de 18 anos.

Alves ficou quase um mês no Presídio de Pedrinhas(MA), conhecido pelas constantes rebeliões violentas. O “aceno” foi prometido por Sarney durante conserva em sua casa com o ex-deputado Chiquinho Escórcio (PMDB­-MA), aliado do ex­-presidente. O diálogo foi gravado pelo ex­-presidente da Transpetro Sérgio Machado, delator da Operação Lava Jato.

No áudio feito em fevereiro e obtido pela Folha, Chiquinho disse querer o apoio de Sarney para interferir junto a desembargadores do Tribunal de Justiça do Maranhão para tirar Alves da prisão. Ele justifica que isso seria interessante politicamente pois eles teriam, com isso, a prefeitura “na mão”.

Sarney e Machado conversavam sobre a Lava Jato quando foram interrompidos pela chegada do ex­-deputado. Machado lia para Sarney o pedido de busca e apreensão do qual foi alvo em um desdobramento da operação no fim do ano passado.

Considerado integrante da tropa de choque de Sarney, Chiquinho não se intimidou com a presença de Machado e explicou seu plano. Ele afirmou ainda que o procurou a pedido da família de Alves. Ele inicia a fala dizendo que reconhece o ressentimento entre Sarney e Alves, mas faz um apelo.

“Eu trouxe um assunto aí que é político lá do Maranhão. Ribamar Alves está preso. Mandou (…) lhe procurar. Quer sentar no seu colo, pedir perdão, fez tanta injustiça com o senhor, o senhor foi amigo do pai dele, é, inclusive, padrinho do irmão dele. Está numa situação… A mulher dele quer vir aqui”, afirmou o ex-­deputado.
Na sequência, Chiquinho disse que já tinha desenhado a estratégia para
ajudar o prefeito de Santa Inês.

“Eu já tenho a saída toda pontilhada. Quem são os nossos amigos e tal. Temos um voto [a favor] e um voto contra. Está faltando um voto. Vou almoçar agora com o desembargador que pode ser esse desembargador ou [inaudível]”, completou.

‘PREFEITURA NA MÃO’

O ex-­deputado disse que iria fazer as tratativas com Franklin Seba, que é presidente da Câmara de Vereadores de Santa Inês e aliado do prefeito que fora preso.

“Como o negócio é na quinta-­feira… para ver como a gente faz. Eu sei que o senhor tem coração deste tamanho. Aí eu disse, acho até que é interessante politicamente porque nós podemos ter aquela prefeitura na mão”, afirmou.
Chiquinho pede uma posição de Sarney sobre o caso. “O que eu puder ajudar, eu ajudo”, disse o ex-­presidente. “Ele [Seba] quer saber se o senhor recebe para conversar essa ladainha toda com o senhor. Acho que é importante. Ele veio do Maranhão por conta disso”, reforçou.

Sarney questionou: “Para conversar comigo?” Chiquinho explicou a posição. “É, eu venho com ele. Converso com o senhor e o senhor diz que o Chiquinho toma conta. Eu tenho a saída tanto lá como aqui. […] O senhor já perdoou tanta gente.”

“Eu não tenho nada disso”, disparou o ex­-presidente. “Posso fazer aceno… Uma hora que você vier aí, você vem com ele.” Animado, Chiquinho deixou a conversa sustentando que iria para o almoço com o desembargador e retornaria para a casa de Sarney e afirmou: “já viu né, é desse jeito. Um beijão no coração”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário / Política

Justiça determina retorno de Ribamar Alves ao cargo

IMG-20160307-WA0018

Ribamar Alves.

O juiz plantonista Alessandro Bandeira Figueiredo, da 1ª Vara da Comarca de Santa Inês, determinou, na manhã desta segunda-feira (7), o retorno imediato do prefeito de Santa Inês afastado, Ribamar Alves. A decisão foi concedida por meio de um pedido de liminar para suspender o ato impetrado pelo vice-prefeito Ednaldo Alves Lima, que estava ocupando o cargo de prefeito da cidade.

O magistrado determinou o retorno de Ribamar no prazo de 24h e ainda solicitou a presença da polícia para o cumprimento da decisão, caso aconteça alguma manifestação abusiva no local.

“Determino a imediata recondução de José de Ribamar Costa Alves, devidamente qualificado nos autos, ao cargo de Prefeito Municipal de Santa Inês, no prazo máximo de 24 horas. Outrossim, autorizo o uso de força policial necessária ao cumprimento da presente decisão”, declarou o juiz.

O juiz Alessandro foi o mesmo magistrado que colocou Ednaldo Silva no cargo de Prefeito de Santa Inês.

Ribamar-Alves-e1457366804210


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Prefeito interino de Santa Inês apela para permanecer no poder

Dino Lima do PT
O prefeito interino de Santa Inês-MA, Ednaldo Alves Lima (o Dino do PT), resolveu “jogar baixo” e tenta manobra para não devolver o cargo a Ribamar Alves. O até agora prefeito, através de seus advogados, está desafiando a Justiça maranhense, com medidas apelativas como no caso em que a advogada Edina Maria Cunha chegou a recolher um processo de Mandado de Segurança, fato ocorrido na última sexta-feira, 26/02.

Edina tem conhecimento de que o prazo corria para os impetrados, inclusive foi contactada pela secretaria da 1ª Vara, e instada a devolver os autos imediatamente. Mas até o momento, a advogada não devolveu o processo de Mandado de Segurança

Também com a anuência de Dino, os advogados ajuizaram uma ‘Ação de Suspeição’ contra Alessandro Bandeira, o mesmo Juiz que determinou a posse dele no último dia 16 de fevereiro. Ou seja, para a concessão ele não foi apontado como suspeito, agora que o Juiz vai apreciar sua própria decisão em vista da ausência do impedimento, ele é apontado como suspeito. Porque será?

A própria prefeitura – por intermédio dos advogados do Dino ajuizou ação de improbidade administrativa contra o prefeito afastado Ribamar Alves.

Segundo os advogados de Ribamar Alves , “não passa de uma manobra clara de querer tomar mandato do prefeito eleito pelo povo de Santa Inês. Isto sim tem caráter de golpe. E a Justiça haverá de prevalecer”. E acrescentam: “Não podemos esquecer que a manobra usada pela advogada em reter o processo é ilegal e ela haverá de responder por isso.”

dino ok


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Tribunal mantém Ribamar Alves afastado do cargo de prefeito de Santa Inês

RIBAMAR-ALVES-2

O desembargador do Tribunal de Justiça do Maranhão, Ricardo Duailibe, negou, durante o plantão judiciário de 2º Grau nesse domingo (28), pedido do prefeito afastado de Santa Inês, Ribamar Alves, para voltar ao cargo. Alves pedia a suspensão da liminar do juiz da 1ª Vara de Santa Inês, Alessandro Figueiredo, que o afastou do cargo de prefeito no dia 17 deste mês.

A liminar determinou a posse do vice-prefeito, Ednaldo Alves de Lima, considerando que a cidade encontrava-se sem administração em razão da prisão de Ribamar Alves no dia 29 de janeiro, sob suspeita do crime de estupro.

O prefeito afastado ajuizou Mandado de Segurança no TJMA, pedindo a suspensão da decisão e defendendo sua nulidade, pois teria desrespeitado princípios do contraditório, ampla defesa e o devido processo legal. Citou também vícios no processo que declarou o afastamento, afirmando que os fundamentos da decisão não mais subsistem.

O desembargador Ricardo Duailibe (plantonista), indeferiu a liminar, entendendo que os requisitos para sua concessão não estavam presentes – a relevância dos motivos em que se assenta o pedido e a possibilidade da ocorrência de lesão irreparável ao direito do Impetrante.

O magistrado ressaltou a excepcionalidade do Mandado de Segurança, cuja impetração contra atos judiciais é admitida em hipóteses como manifesta ilegalidade ou abuso de poder.

Ele destacou ainda não se tratar de caso que constitua direito líquido e certo, desautorizando a concessão da liminar. “Entendo que a plausibilidade do direito alegado não se encontra configurada, na medida em que não se vislumbra nos autos qualquer óbice ao seu retorno a função de Chefe do Poder Executivo Municipal”, frisou.
O Mandado de Segurança será redistribuído a um relator, para prosseguimento e análise da questão de mérito.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ribamar Alves nega que será empossado novamente

ribamaralvesbine1

A possível volta de Ribamar Alves ao cargo de Prefeito de Santa Inês tem invadido as redes sociais em publicações que solicitam para que todos compareçam, nesta segunda-feira (29), a uma suposta solenidade de posse do ex-gestor, na Câmara Municipal.

No entanto, o gestor afastado não poderá mais ser empossado, afinal já tomou posse no dia 1º de janeiro de 2010. Ele apenas voltaria ao cargo, caso a Justiça determinasse.

Em nota, Ribamar Alves esclarece que não fez convite algum para a população de Santa Inês comparecer a Casa do Legislativo na cidade.

Confira a nota na íntegra:

A assessoria do prefeito afastado de Santa Inês Ribamar Costa Alves, vem através desta, esclarecer que em nenhum momento, foi feito convite a população de Santa Inês, para comparecer na Câmara Municipal da mesma, para participar de solenidade. Como foi publicado em alguns blogs da capital . E esclarece ainda que até o atual momento Alves ainda não foi entrevistado por nenhum veiculo de comunicação.

Atenciosamente,

Assessoria de comunicação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Tribunal solta Ribamar Alves

TJ-determina-prisão-preventiva-de-Ribamar-Alves.

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) determinou, na manhã desta quinta-feira (25), a soltura imediata do ex-prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves.

O pedido foi julgado por três desembargadores da 2ª Câmara Criminal do TJ. Dois deles, sendo Zé Luís e João Santana votaram a favor da soltura. Já, o magistrado Vicente de Paula votou contra.

O desembargador João Santana entrou na votação em razão do impedimento do também desembargador José Bernardo de julgar o caso.

Ribamar Alves está preso desde o dia 29 de janeiro no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, quando foi acusado de cometer o crime de estupro contra uma estudante.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Câmara de Vereadores concede licença para o prefeito Ribamar Alves

_MG_4952
Ribamar Alves continua como prefeito de Santa Inês. A decisão foi tomada pelos vereadores daquele município, durante sessão realizada na manhã desta segunda-feira (15/02). Numa votação apertada, eles aprovaram o pedido de licença protocolado pelos advogados de Ribamar Alves na última sexta-feira (12), na Câmara Municipal.

A primeira sessão do ano legislativo da Câmara de Santa Inês iniciou com a apreciação de um pedido de cassação do prefeito Ribamar Alves, protocolado na Câmara pelo presidente da Associação Comercial de Santa Inês, Fernando Antonio Vicente dos Santos. Os vereadores vetaram o pedido e a sessão seguiu tendo como pauta a votação do Pedido de Licença protocolado pelos advogados de Ribamar Alves.

A palavra foi concedida aos 15 vereadores presentes na sessão, os quais expuseram seu posicionamento a respeito da situação do gestor Ribamar Alves. A oposição alegou ser inconstitucional aceitar o pedido de licença, enquanto os vereadores da base de apoio defenderam o prefeito e garantiram voto a favor, para que o prefeito se defenda das acusações junto á Justiça, seja posto em liberdade e retome seu assento no gabinete da Prefeitura de Santa Inês.

8920ba0c437305fafc7115729f3f9e74

Após as falas dos edis, o pedido de licença foi colocado em votação, com os vereadores Akson Lopes, Aldoniro Muniz, Antonio Silva, Creusa da Caixa, Irmão Machado, Madeira de Melo e Solange Nerval votando contra. Votaram a favor os vereadores Ademarzinho, Amanda Carolline, Batista de Biné, Carla Sousa, Aldiner Uchoa, Enfermeiro Victor e Clayton Maranhense. A votação ficou empatada em sete votos a favor e sete contra. O voto decisivo foi dado pelo presidente da Câmara, vereador Orlando Mendes, o qual foi favorável ao pedido de licença de Ribamar Alves.

O prefeito de Santa Inês foi preso no dia 29 do mês passado, sob acusação de estupro contra uma jovem de 18 anos. Ribamar Alves já teve vários Habeas Corpus negados, mas tentará novamente a liberdade na Justiça, agora através do advogado Luís Freitas Saboia, que assumiu o caso.

Desde as primeiras horas do dia, manifestantes e simpatizantes lotaram o pátio da Câmara. A Polícia Militar e a Guarda Municipal mantiveram a ordem e manifestação aconteceu de forma pacífica.

_MG_4958


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Presidente do CRM-MA sai em defesa do prefeito Ribamar Alves

A prisão do prefeito de Santa Inês, Ribamar Ales, que foi acusado de ter cometido estupro em Santa Inês. tem sido questionada por muitas pessoas, inclusive por advogados e médicos.

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Maranhão (CRM-MA), Abdon Murad, questionou em sua rede social a decisão do desembargador Froz Sobrinho em manter preso gestor municipal, que é médico.

Na publicação, Abdon afirma que o CRM-MA está preocupado com a situação em que se encontra o prefeito. “O laudo do IML já foi concluído há dois dias e aponta que não há sinais de violência física na denunciante” afirma o presidente.

Logo em seguida, ele se solidariza com Ribamar e garante que esperará decisões vindoura da Justiça.

IMG-20160204-WA0000


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Veja o depoimento da jovem que acusou o prefeito de Santa Inês de estupro

A jovem e estudante de 18 anos que foi vítima do prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, afirma que foi forçada a manter relações sexuais com o gestor.

O Blog do Neto Ferreira teve acesso ao seu depoimento, onde a estudante assegura que é maranhense, que morava no estado do Paraná, da onde se deslocou para Santa Inês com o objetivo de vender livros para custear a sua faculdade.

Durante a venda, a jovem chegou a oferecer livros para vereadores do município. Em seguida foi até a sede da Prefeitura para mostrar também ao gestor os materiais. Na ocasião, afirmaram que ela deveria se dirigir até a casa do prefeito, pois o mesmo se encontrava lá.

Ao chegar ao imóvel, a vítima foi convidada a almoçar e depois Ribamar Alves pediu a ela que o acompanhasse em uma das dependências da residência que, entre outras coisas, tinha uma cama. “ Eu comecei falar do seu trabalho, nesse momento o prefeito disse que parecia ser carinhosa e pediu que eu fizesse carícias pelos seus cabelos, braços e peitos, disse que estava ali para vender seus livros e fazer o meu trabalho de maneira profissional” declarou a estudante em seu depoimento.

Logo em seguida, o gestor pediu o seu contato telefônico para dar uma resposta referente à compra dos livros.

No documento consta que, por volta das 19h a vítima entrou em contato com Ribamar para saber sobre a compra e o pagamento e disse para o gestor ir até a casa onde estava hospedada para que pudessem conversar sobre os materiais.

Às 21h, o prefeito chegou a residência da estudante e ela entrou no carro dele e nesse momento, ela ressaltou que Alves estava confundindo as coisas e ele retrucou dizendo que pagaria a quantia R$ 70 mil pelos livros para ajudá-la a pagar a sua faculdade.

“Ele disse que estava apaixonado, que sua intenção era ter relações sexuais, mas sim fazer amor” diz um dos trechos do depoimento.
A estudante afirmou ainda que se a proposta do prefeito fosse de manter relações para poder pagar o curso não aceitaria. Depois, Ribamar insistiu para que a jovem pegasse em suas partes íntimas, o que a mesma negou. Mas foi forçada.

Nos autos, a estudante explica que ficou com medo de ser agredida, por isso não revidou à insistência do gestor. “Ele disse que não precisaria me preocupar, que nada de mal aconteceria. Ao chegar ao motel, ele puxou a minha calça e me obrigou a manter relações sexuais com ele”.

Veja abaixo o depoimento:

santa inÊs

santa inÊs1

santa inÊs2

santa inÊs3

santa inÊs4


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.