Poder

Roseana trabalha nos bastidores para enterrar CPI da agiotagem

Roseana Sarney teme que investigação respingue em pessoa próximo a ela.

Roseana Sarney teme que investigação respingue em pessoa próximo a ela.

O pedido da instalação da CPI da agiotagem feito pelo deputado Raimundo Cutrim (PSD), após sofrer ataques da imprensa sobre o seu envolvimento com os agiotas atrelados à morte do jornalista Décio Sá, parece não ter saído do lugar.

12 deputados já assinaram a CPI, que pretende deflagrar uma investigação minuciosa sobre o esquema criminoso que envolve a trupe de Gláucio Alencar e outros agiotas anônimos.

A governadora Roseana Sarney permanecia omissa com relação a instalação, sem manifestar qualquer tipo de interferência, mas nos dias com as demais assinaturas ela decidiu agir nos bastidores para enterrar a CPI.

No início desta semana, Roseana Sarney, reuniu-se nos Leões com um deputado da base aliada e ordenou-lhe que retirasse a assinatura.  Acontece que o desdobramento da investigação pode respingar em gente muito próximo a ela.

Caso seja aprovado a CPI tendo como relator ou presidente, o deputado Marcelo Tavares, a investigação poderá atingir até um “agiotinha” que circula livremente no Palácio dos Leões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roberto Costa diz que CPI da Agiotagem é desnecessária

Durante seu discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, o deputado Roberto Costa (PMDB), líder do Bloco Parlamentar pelo Maranhão, afirmou, em sua opinião, não haver necessidade da imediata instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar crimes de agiotagem.

Deputado Roberto Costa.

Deputado Roberto Costa.

De acordo com o parlamentar, outros órgãos já estão realizando trabalhando semelhante e a necessidade da instalação da CPI se dará a partir de eventuais falhas nessas investigações. “Eu acho que toda essa situação que hoje existe no Maranhão, sobre crimes de agiotagem, já está sob investigação. A Polícia Civil, a Polícia Federal, o Ministério Público Federal, o Ministério Público Estadual, estão atuando nessa investigação e eu tenho certeza de que todo trabalho que está sendo feito será realizado de uma forma respeitosa e a população do Maranhão vai ter uma resposta satisfatória em relação a esses apulsos que foram cometidos”, disse.

O deputado ressaltou ainda que, se houver algum equívoco nessas investigações, vai ser garantido o direito do contraditório, para que a pessoa possa realmente fazer a sua defesa e, consequentemente, também surgirá a necessidade de uma maior apuração.

Roberto Costa também afirmou que se solidariza com o colega, deputado Raimundo Cutrim. “Eu quero dizer que, em relação a essa CPI para a qual o nobre deputado Raimundo Cutrim está tentando colher as assinaturas, eu me posiciono contra, de uma forma muito clara. Eu gosto muito do doutor Cutrim, sei da capacidade dele, sei do trabalho prestado por ele, sei da honestidade do doutor Cutrim”, declarou, acrescentando que é contra a CPI “porque não é qualquer comissão que vai ter as condições, como a Polícia, de investigar o doutor Cutrim até porque a vida do doutor Cutrim sempre foi um livro aberto, sempre foi um livro transparente que toda a população do Maranhão conhece e sabe da forma respeitosa que ele sempre andou por toda sua vida”, destacou Costa.

Costa rebateu as críticas do deputado Marcelo Tavares no tocante à criação de CPI’s. “Agora eu quero dizer também ao deputado Marcelo da CPI que nós fizemos e que investigou o sumiço dos 72 milhões. Atualmente, levantamentos mostram que mais de 40 milhões já voltaram para os cofres do Estado, os quais eram recursos que foram desviados, sendo que a população não tinha essa informação porque a decisão da Justiça de suspender o trabalho da nossa CPI foi exatamente usando o argumento de que, depois da CPI criada, a Justiça tomou uma decisão e fez um parcelamento desses débitos”, afirmou Costa


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Cutrim quer notas fiscais emitidas por empresas ligadas ao agiota Gláucio Alencar

Agiota Gláucio Alencar.

Agiota Gláucio Alencar.

O deputado Raimundo Cutrim (PSD) anunciou que apresentou cinco requerimentos pedindo que a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa solicite as notas fiscais emitidas pelas empresas ligadas aos agiotas comandados por Gláucio Alencar, preso por envolvimento na morte do jornalista Décio Sá.

O parlamentar explicou que o pedido se refere a cópias das notas fiscais emitidas por empresas legítimas e/ou laranjas, ligadas ao grupo de agiotas, supostamente comandado por Gláucio Alencar e outros envolvidos em desvio de recursos públicos, nas áreas federal, estadual e municipal.

Em relação à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que deseja criar para investigar a agiotagem no Estado, Raimundo Cutrum revelou que está conversando com os colegas para que não apenas 14 assinem, mas todos os 42 deputados. Voltou a criticar o secretário de Segurança do Estado, Aluísio Mendes, que não teria credibilidade para apurar o caso.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Cutrim pede CPI da Agiotagem e critica Procuradora Geral

O deputado Raimundo Cutrim (PSD) declarou, na tarde desta segunda-feira (29), que começou a recolher assinaturas para a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito, com o objetivo de esclarecer denúncias de crimes de agiotagem que estão sendo veiculadas em órgãos da imprensa do Maranhão.

Em seu discurso, Cutrim informou que o pedido já conta com a sua assinatura e de mais três deputados: Bira do Pindaré (PT), Cleide Coutinho (PSB) e Neto Evangelista (PSDB).

Além do pedido da CPI da Agiotagem, Cutrim apresentou também um requerimento pedindo que seja convocado para prestar esclarecimentos à Comissão de Ética da Assembleia Legislativa.

“Este requerimento, para mim, é essencial para esclarecer todas as acusações que fizeram acerca da minha participação em crimes de agiotagem, assassinato e grilagem durante o meu mandato”, afirmou o deputado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Raimundo Cutrim diz que não tem envolvimento em esquema e pede CPI da agiotagem

Deputado-Raimundo-Cutrim-e1366911877457O deputado Raimundo Cutrim (PSD) ocupou a tribuna, na manhã desta quinta-feira (25), para defender-se da acusação de suposto envolvimento com crimes de agiotagem no Estado. Ele criticou reportagem veiculada pela TV Mirante sobre o assassinato de Décio Sá e voltou a dizer que não tem nenhum envolvimento com a morte do jornalista nem com grilagem de terras nem com agiotagem.

“Não posso calar diante disto que estão fazendo comigo. Eu não mereço isso. É uma campanha criminosa, hedionda, comandada por alguns profissionais do Sistema Mirante, bem como do jornal O Estado do Maranhão. É uma tentativa de assassinato moral, é um atentado contra a moral de um cidadão de bem. E isso é vergonhoso para o nosso Estado”, afirmou o deputado.

Ele foi enfático ao frisar que a reportagem veiculada pela TV Mirante foi “requentada e montada” com a intenção de envolvê-lo em práticas criminosas. Cutrim voltou a afirmar que a citação de seu nome no interrogatório do pistoleiro Jhonatan de Souza Silva, assassino confesso do jornalista Décio Sá, foi uma montagem feita pelo secretário de Segurança Pública do Estado, Aluisío Mendes, com a colaboração de três delegados da Polícia Civil.

Para esclarecer os fatos, o deputado lembrou que, em outubro de 2012, formulou uma representação ao Ministério Público Estadual, pedindo investigação sobre esta montagem que teria sido feita como peça do inquérito policial. “Soube que a Procuradoria Geral de Justiça teria engavetado esta minha representação e até agora não apuraram nada”, lamentou.

Mostrando-se indignado, o deputado Raimundo Cutrim assinalou que considera absurda a tentativa de envolvimento de seu nome, agora, também com agiotagem e grilagem de terras. “Querem desestabilizar minha credibilidade; querem destruir a minha imagem com notícia inverídica, requentada, maldosa e criminosa”, salientou.

Ao encerrar seu pronunciamento, o deputado Raimundo Cutrim sugeriu que seja criada uma Comissão Parlamentar de Inquérito, para apurar denúncias de crimes de agiotagem no Estado.

“Faço esta sugestão: que se instale aqui nesta Casa a CPI da agiotagem, para que a gente possa ir a fundo, saber quem é envolvido, saber quem não é. E serei o primeiro a assinar este requerimento. Se ninguém quiser assinar, eu assino. Mas faço o pedido para que os colegas todos assinem, vamos fazer uma CPI com isenção, buscar a verdade, para que a gente possa esclarecer todos estes fatos”, ressaltou.

APARTES

Durante seu pronunciamento, o deputado Raimundo Cutrim ganhou, através de apartes, manifestações de apoio dos deputados Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Othelino Neto (PPS), Cleide Coutinho (PSB), Eliziane Gama (PPS), Max Barros (PMDB), Roberto Costa (PMDB) e Magno Bacelar (PV).

O deputado Rubens Júnior, líder da Oposição na Assembleia Legislativa, assinalou que o deputado Raimundo Cutrim comportou-se de maneira correta ao se colocar inteiramente a favor das investigações de práticas criminosas no Estado. “Não vi talvez ninguém que tenha se colocado tão inteiramente à disposição como o deputado Cutrim fez e aí vale aquela máxima do ditado popular: “Quem não deve não teme!”. O deputado Cutrim se colocou à disposição porque não deve e porque não teme”, discursou Rubens Júnior.

No mesmo tom, os deputados Othelino Neto, Cleide Coutinho, Eliziane Gama, Max Barros, Roberto Costa e Magno Bacelar manifestaram solidariedade ao deputado Cutrim.

O deputado Roberto Costa foi enfático ao afirmar que o deputado Cutrim, como delegado da Polícia Federal, como secretário de Segurança Pública e como parlamentar, tem se comportado com retidão em relação às coisas públicas: “Faço aqui o registro de que continuamos acreditando e confiando no deputado Cutrim”, frisou Roberto Costa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Corpo de Henrique Cutrim está sendo velado na Pax União

Filho do deputado Raimundo Cutrim, Henrique Cutrim.

Filho do deputado Raimundo Cutrim, Henrique Cutrim.

Está sendo velado desde o início desta noite de segunda-feira (01), na Central de velórios Pax União, o corpo de Luís Henrique Rodrigues Cutrim, de 27 anos, filho do deputado estadual Raimundo Cutrim (PSD).

Centenas de pessoas, entre parentes e amigos, devem passar pelo local para se despedirem do jovem. O enterro deve acontecer na tarde de terça-feira (02).

Cutrim Filho como gostava de ser chamado, faleceu na mandrugada desta segunda-feira (01), em decorrência de insuficiência respiratória. Segundo a perícia técnica do Icrim, a morte foi ocasionada devido a mistura de bebida alcoólica com remédios tarjas pretas, provavelmente antidepressivos.

Nas diversas conversas que tínhamos por telefone, Henrique chegou a agradecer a força deste blog em divulgar sua campanha onde ele tentou uma vaga na Câmara Municipal.

A tristeza atinge não apenas os familiares, também os amigos, eleitores e o titular do Blog do Neto Ferreira que tinha um grande apreço pela sua nova busca no campo da política.

Mesmo deixando uma grande lacuna no coração te todos, Henrique Cutrim será sempre lembrado de forma carinhosa por quem realmente o conhecia.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Morre Henrique Cutrim, filho do deputado Raimundo Cutrim

Henrique ao lado do pai o deputado Raimundo Cutrim.

Henrique ao lado do pai o deputado Raimundo Cutrim.

Luis Henrique Rodrigues Cutrim, conhecido como Henrique Cutrim, filho do ex-secretário de Segurança Pública do Estado e deputado estadual Raimundo Cutrim, foi encontrado morto pela empregada nesta segunda-feira (01), em sua residência no bairro do Vinhais.

Cutrim Filho no gabinete do pai.

Cutrim Filho no gabinete do pai.

O jovem de 27 anos que era um dos caçulas, chegou a ser candidato a vereador com o apoio do pai. Na época, o Blog do Neto Ferreira fez diversas divulgações de sua caminhada na periferia da capital.

Em conversas com titular do Blog, Henrique Cutrim comentava que tinha seu pai como espelho político e o acompanhava em visitas as bases eleitorais pelo Maranhão.

Neste momento de dor, o Blog do Neto Ferreira se solidariza com os irmãos, pai, e toda família.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Deputado critica aumento abusivo de salário do prefeito eleito de Penalva

Deputado Raimundo Cutrim.

Deputado Raimundo Cutrim.

O deputado Raimundo Cutrim (PSD) criticou, na manhã desta terça-feira (11), decisão tomada pela Câmara de Vereadores do município de Penalva que, através do Projeto de Decreto Legislativo nº 003/2012, concede aumento de 100% no salário do prefeito e secretários municipais que tomarão posse em janeiro de 2012.

“Este é um fato que chama atenção porque o projeto, assinado por três vereadores, aumenta o salário do prefeito de R$ 8 mil para R$ 16 mil, portanto, 100% de aumento, bem como dos secretários municipais, que passa de R$ 2.700 para R$ 5 mil”, afirmou Raimundo Cutrim.

Ele acrescentou que considera inoportuno o aumento de salário concedido ao prefeito e novos secretários municipais em razão da situação de dificuldades financeiras que as prefeituras terão de enfrentar a partir de janeiro de 2013.

“O prefeito eleito nem assumiu ainda, e já majorou o seu salário e o dos secretários. São fatos que vamos acompanhar para que também a população possa tomar conhecimento dessas coisas esdrúxulas ”, disse Cutrim


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Raimundo Cutrim volta a detonar com Aluísio Mendes

Deputado Raimundo Cutrim.

Deputado Raimundo Cutrim.

Cutrim voltou a falar sobre a concessão da Medalha Manoel Bequimão, maior comenda do Poder Legislativo, ao secretário Aluísio Mendes, reiterando que o mesmo não preenche os requisitos exigidos para a homenagem. Disse que viu colegas parlamentares saírem da sessão para não votar, enquanto outros se abstiveram, três votaram contra e 15 a favor. Reafirmou que, relativamente, São Luís tem o maior índice de criminalidade do país. “Foram 572 assassinatos de janeiro a outubro, 44 por grupo de 100 mil habitantes”, repetiu.

Cutrim voltou a dizer que São Luís vive uma verdadeira guerra civil e ainda tem gente que acha que está bom. “Bom porque não matou seu filho, não matou seu parente”, disparou. Para Cutrim, o recebimento da medalha pelo secretário de Segurança Pública vai ser um fato tão histórico quanto a greve da Polícia Militar depois de 170 anos de existência.

O deputado voltou a lamentar que o secretário com mais alguns delegados tenham tentado envolvê-lo no assassinato de Décio Sá, coisa “que só na mente dele poderia ter alguma lógica. “Vejam bem, armaram para cima de um deputado, um delegado da Polícia Federal de carreira, que não trabalha só no Maranhão, mas no Brasil todo. Avaliem o que podem fazer com uma pessoa comum” denunciou.

No que diz respeito à acusação de grilagem, à qual se referiu na sessão de ontem, Cutrim afirmou que só vai discutir na Justiça, pois é um negócio tão absurdo que se a gente chega a crer que aqui é terra de ninguém. E disse, ainda, que passou a vida toda prendendo bandido para que se avalie o absurdo de seu envolvimento na morte de Décio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.