Poder

Prefeitura de Imperatriz gastou R$ 10 milhões da Saúde indevidamente, diz CGU

Auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) que a Prefeitura de Imperatriz fez gastos irregulares no total de R$ 10.154.752,89 (dez milhões cento e cinquenta e quatro mil setecentos e cinquenta e dois reais e oitenta e nove centavos), segundo documento obtido pelo Blog do Neto Ferreira.

De acordo com o relatório, foi feita uma análise documental durante o período de 1º de janeiro de 2016 a 30 de junho de 2017 onde os auditores verificaram que o Fundo Municipal de Saúde de Imperatriz/MA recebeu o montante de R$ 27.652.037,00 (vinte e sete milhões seiscentos e cinquenta e dois mil e trinta e sete reais), relativo ao Bloco da Atenção Básica.

De valor citado acima, constatou-se a ausência de comprovação de gastos feitos à conta do Programa no montante de R$ 10.154.752,89 milhões.

O rombo foi descoberto após verificação notas de empenho, ordens de pagamento, notas fiscais e recibos, folhas de pagamento e comprovantes de transferências bancárias.

Veja os detalhes dos gastos abaixo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Em Imperatriz, DPS Serviços Hospitalares ganha contrato de R$ 1,2 milhão com dispensa

A empresa médica DPS Serviços Hospitalares Eireli-ME faturou um contrato com valor altíssimo, após a Prefeitura de Imperatriz, comandada por Assis Ramos, dispensar a licitação para firmar tal acordo.

De acordo com o Diário Oficial do Maranhão, o Executivo Municipal vai pagar R$ 1.201.988,00 (Um milhão, duzentos e um mil, novecentos e oitenta e oito reais) para obter a prestação de serviços médicos de urgência, emergência e eletivos, na área de traumato-ortopedia aos pacientes do Sistema Único de Saúde – SUS.

O presente contrato tem vigência de apenas 5 meses, ou seja, 150 dias.

Vale ressaltar, que o Blog do Neto Ferreira buscou informações acerca dos dados cadastrais da empresa na Receita Federal e em outros sites de informações, mas não encontrou, e a própria Prefeitura não informou o CNPJ da DPS Serviços Hospitalares.

Tal acordo milionário tem que ser apurado pelo Ministério Público, a fim de sanar as dúvidas que o rondam.

imperatriz


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Servidores da Educação cobram repasses da Prefeitura de Imperatriz

Imirante.com

profgrevehornov280714

Os servidores municipais da Educação estão reclamando do atraso no repasse do pagamento do tíquete-alimentação e vale-transporte. O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino em Imperatriz (Steei) revela que a demora no depósito dos valores é recorrente no município.

De acordo com o presidente do Steei, Willas de Morais, o desconto em folha de 6%, que deveria ser revertido no vale-transporte, foi debitado, porém, não foi repassado para o trabalhador.

“Era para ter passado esses valores até o dia 5 deste mês. Esse tipo de atraso é recorrente e já até entramos com Ação no Ministério Público para garantir o nosso direito”, acrescenta Willas de Morais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Secretário-adjunto mantém contrato milionário na prefeitura de Imperatriz

Secretário-djunto da SEMUS, Arnaldo Alencar

Secretário-djunto da SEMUS, Arnaldo Alencar

O portal WikiLeaks ITZ teve acesso a documentos que demonstram que o secretário adjunto da SEMUS, Arnaldo Alencar faz parte do quadro de sócios e administradores da empresa CEMIMP – Centro Especializado Materno Infantil de Imperatriz LTDA, agraciada com contratos milionários sem licitação com a Prefeitura Municipal de Imperatriz.

Este é o terceiro caso já demonstrado em que servidores de alto escalão se utilizam de situação privilegiada para abocanhar contratos com a Prefeitura.

Em relação a CEMIMP, o secretário adjunto Arnaldo de Alencar Costa e Silva, segundo apurado pelo portal, é sócio desde 24/05/2001, com 2.78% de participação no capital social da empresa. A empresa é fatiada com mais 35 sócios além de Arnaldo Alencar.

Além desta empresa, Arnaldo Alencar conseguiu logo no início do governo Madeira um emprego em cargo de Direção para sua filha Isabella Oliveira e Silva, em flagrante caso de nepotismo.

Com mais essa descoberta, observa-se que é regra no governo Madeira, agraciar empresas de aliados, sobretudo na área da saúde, setor do qual fazem parte o Prefeito Madeira e a Secretaria de Saúde e Primeira dama Conceição Madeira.

Enquanto não se define o quadro político de Imperatriz para as próximas eleições, não podemos contar com a apuração destes fatos pelos vereadores que hoje são aliados, e como tais, defendem apenas seus interesses particulares e partidários, deixando que o interesse público que deveria ser prioridade, fique em segundo plano.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.