Política

Municípios maranhenses receberam mais de R$ 98 milhões

dinheiro

Municípios maranhenses vão receber, nesta terça-feira (10), mais de R$ 98 milhões, o repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é referente ao 1º decêndio do mês de janeiro de 2017.

Os municípios que tiveram prefeito eleito ou reeleito nas últimas eleições, estarão com o benefício em conta a partir de amanhã. A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) alerta aos gestores municipais para que estejam atentos aos seus planejamentos financeiros.

A informação do repasse para as contas das prefeituras brasileiras, foi enviada aos gestores pela CNM, na sexta-feira (6). O montante previsto será de R$ 2.369.090.905,86, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

A CNM esclarece que em valores brutos, isto é, incluindo a retenção do Fundeb, o montante é de R$ 2.961.363.632,33. De acordo o FPM, esse 1º decêndio de janeiro de 2017, comparado com o valor do primeiro decêndio de janeiro de 2016, obteve crescimento de 14,34% em termos nominais, ou seja, comparando os valores sem considerar os efeitos da inflação. Quando se considera o valor real dos repasses, levando em conta as consequências da inflação, o decêndio apresenta crescimento de 9,27%.

A CNM reforça que neste momento de crise é extremamente importante que o gestor tenha pleno controle das finanças da prefeitura, uma vez que o País se encontra em desaceleração econômica.

A Confederação lembra ainda que a principal fonte de renda dos Municípios, o FPM, oscila ao longo do ano por conta de mudanças na economia, como a queda na venda de automóveis, redução na arrecadação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), bem como aumento da taxa de desemprego que resulta na queda da arrecadação do Imposto de Renda (IR).

Essa situação impacta direta e negativamente na decisão de consumo dos agentes. Também reduz a arrecadação tributária e, consequentemente, as transferências constitucionais como o FPM.

Com informações da assessoria.

Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Acompanhe a agenda dos candidatos ao governo para esta quarta-feira (10)

Veja, abaixo, a agenda dos candidatos ao governo do Maranhão para esta quarta-feira (10), listados em ordem alfabética:

Flávio Dino (PCdoB)

Manhã – Gravação
15h – Reunião com Unicef
19h – Debate na Fiema

Lobão Filho (PMDB)
Manhã – Reunião com coordenadores de campanha
Tarde – Gravação de programa eleitoral
19h – Encontro da classe empresarial com candidatos ao governo, na Fiema

Pedrosa (PSOL)
18h30 – Participa de plenária com apoiadores no São Francisco

Prof. Josivaldo (PCB)
Manhã – Agenda Mirante
12h – Avaliação de campanha com todos os candidatos na sede do partido

Saulo Arcangeli (PSTU)
Manhã – Gravação de campanha para TV e rádio
12h – Entrevista na TV Guará
15h – Reunião com Conselho Regional de Odontologia

A assessoria do candidato Zeluis Lago (PPL) não informou sua agenda de compromissos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Artigo

O trabalho da polícia e o direito da imprensa

Por Milton Corrêa da Costa

Mais um lamentável incidente se deu entre a polícia e a imprensa, durante a cobertura de um conflito envolvendo uma ordem judicial de reintegração de posse de, na sexta-feira 11/04, na Zona Norte do Rio, fato que nos obriga a uma necessária reflexão. Mais um desentendimento, desnecessário, entre um policial e um repórter, ambos cumprindo suas imprescindíveis e relevante missões constitucionais sob a égide de um regime democrático

Um de preservar a ordem pública e outro no livre direito de informar, que de nenhuma forma pode ser impedido, ressalvadas as situações em que o profissional de imprensa corra risco de vida ou interfira no momento ardente da intervenção, quando é dever da polícia informá-lo sobre tal risco, cabendo ao jornalista decidir se acata ou não a orientação e prosseguir ou não na busca da informação, mesmo em razão do risco iminente. Cerceá-lo em sua missão, jamais.

Devemos lembrar que estamos sob a égide de um estado democrático de direito, onde o trabalho dos órgãos de imprensa, no direito sagrado de informar, não pode ser cerceado e limitado. Registre-se que a imprensa, em tempos atuais de violência extrema, tem sido fundamental no apoio para identificar criminosos e de cobrança imediata para apuração de delitos, inclusive os cometidos pela ação excessiva ou desmedida da própria polícia. A imprensa é um órgão de defesa do cidadão.Sem dúvida.

Ademais, policiais e jornalistas têm missões distintas e indispensáveis ao estado democrático. Ressalte-se que o trabalho policial, no seu exercício do monopólio legal da força, só admitida de forma proporcional e moderada, deve ter sempre como o parâmetro a transparência do ato, princípio basilar da administração pública. Nada há a temer sobre o trabalho da imprensa quando a polícia atua nos limites da lei. O trabalho da imprensa livre, desde que verdadeiro e responsável, é sagrado e indispensável à democracia e à cidadania.

Sem polícia, justiça e imprensa não há democracia. Que lamentáveis fatos como este deixem de ocorrer. O trabalho da polícia e da imprensa se completam para o bem-estar do estado democrático, onde o equilíbrio da atuação policial e a missão jornalística na ação persecutória da busca da verdade dos fatos, são componentes básicos que se somam e não se distanciam. O direito à informação e o trabalho policial são sagrados para o exercício da democracia livre e responsável. É sempre bom lembrar..

Milton Corrêa da Costa é tenente coronel da reserva da PM do Rio de Janeiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.