Crime

Polícia age rápido e prende homem envolvido em tentativa de latrocínio contra taxista

IMG-20170920-WA0031

Uma equipe do 21º BPM, localizado na Estiva, prendeu Elessandro Nicolau de Sousa , vulgo ” Amarelo”, suspeito de tentar cometer crime de latrocínio contra um taxista, na BR-135, em São Luís.

Segundo do comandante tenente-coronel Eriverton , um táxi Corsa Classic foi tomado de assalto nas proximidades do KM 12 da BR-13, em seguida, o veículo foi abandonado na Avenida Principal do Quebra -Pote. Ao chegar ao local, os policiais encontraram uma perfuração de arma de fogo no para- brisa do táxi.

Testemunhas relataram que o motorista sido baleado no crânio e foi levado para o Hospital Socorrão I. No hospital, a vítima ainda consciente reconheceu Elessandro ,vulgo ” Amarelo “, como sendo um dos autores do crime.

Os policiais fizeram buscas e conseguiram prender o criminoso. O veículo foi apresentado na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos pela supervisão do CPU – 21 ° BPM. Elessandro foi conduzido Plantão da Cidade Operária para providencias necessárias .

IMG-20170920-WA0030


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ministério Público diz que prisão do tenente-coronel Ciro é ilegal

O promotor de justiça, Willer Siqueira Mendes Gomesho, se manifestou acerca da prisão do tenente-coronel da Polícia Militar Ciro Nunes Alves da Silva, que ocorreu na última sexta-feira (21).

Siqueira afirmou que a prisão do militar é flagrante da ilegalidade, pois não houve qualquer infração ao Código Penal brasileiro.

O promotor disse, ainda, que o tenente-coronel não teve a chance de se defender, sendo ignorado, bem como a sua condição de militar.

“Excelência, é flagrante a ilegalidade da prisão, quando não se faz presente qualquer das hipóteses previstas no art. 312 do Código de Processo Penal. Aliás, há flagrante afronta ao princípio da proporcionalidade , pois, ainda que eventualmente condenado nos dispositivos supra, a reprimenda não redundaria em ergástulo”, frisou.

No ofício encaminhado a juíza plantonista, o promotor Willer pediu a soltura de Ciro Nunes.

No último sábado (22), após o pedido do Ministério Público, o tenente-coronel foi solto a mando da juíza Joelma Sousa Santos.

Entenda o caso

O tenente-coronel da Polícia Militar Ciro Nunes Alves da Silva foi preso na sexta-feira (21), decorrência de uma discussão com o procurador geral do Estado do Maranhão, Rodrigo Maia.

Segundo informações, o tenente-coronel estava conversando com juiz Bonfim quando Maia chegou ao local, cumprimentou o magistrado e disse ao militar: “está se distraindo com os processos?”.

Ciro teria colocado o dedo no peitoral do procurador e disse: “Me respeite”. O tenente-coronel foi preso horas depois.

Os delegados da Polícia Civil colheram alguns depoimentos de testemunhas, inclusive do juiz Bonfim que estava na ocasião da discussão.

Leia também

Tenente-coronel é preso após discutir com procurador geral do Estado

thumbnail_IMG-20170724-WA0018

thumbnail_IMG-20170724-WA0017


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Mulher troca criança de 1 ano por droga e é presa em São Luís

thumbnail_IMG-20170719-WA0074

Um caso revoltante foi registrado pela Polícia Militar na manhã desta quarta-feira (19), em São Luís.

Segundo informações policiais, uma mulher identificada como Franciléia Frazão de Araújo, teria trocado uma criança de 1 anos por substâncias ilícitas em um ponto de drogas no bairro João de Deus.

A denúncia foi enviada pelo Disk Denúncia, que por sua vez repassou a ocorrência à PM, que se deslocou até o local.

E após averiguação , constatou a veracidade dos fatos. A acusada foi encaminhada ao DP do São Cristóvão e na unidade policial foi descoberto que contra a mesma havia um mandado de prisão em aberto.

A criança entregue no Conselho Tutelar do mesmo bairro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícias Federal e Militar resgatam motorista de aldeia indígena no Maranhão

thumbnail_PF DSEI 2

A Polícia Federal (PF) no Maranhão e a 12ª Companhia Independente de Polícia Militar, realizaram, na manhã de terça-feira (11), uma missão de resgate na Aldeia Indígena Ximgorendá, da etnia urubu-caapores, no município de Maranhãozinho, de onde foi libertado o motorista terceirizado do Distrito Sanitário Especial Indígena no Maranhão (DSEI/MA), do Ministério da Saúde.

O referido motorista foi sequestrado, no último sábado (8), e mantido em cárcere privado por lideranças indígenas locais como forma de reivindicação acerca dos serviços de saúde prestados pelo DSEI na região.

thumbnail_PF DSEI

Após negociação, acompanhada pelos indígenas da aldeia, o motorista foi libertado sem qualquer lesão corporal, sendo levado de volta ao Município de Zé Doca/MA.

Será aberto Inquérito Policial na Superintendência de Polícia Federal do Maranhão para investigar os fatos, sendo que as lideranças indígenas identificadas como coordenadoras da ação delituosa poderão ser enquadradas no crime de extorsão mediante sequestro, tipificado no artigo 159 do Código Penal brasileiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Delegado detalha tragédia com tenente-coronel e a esposa

O delegado Cristiano Morita, titular da delegacia de Barreirinhas, informou detalhes sobre o assassinato seguido de suicídio envolvendo um tenente-coronel da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), em Barreirinhas.

O delegado comentou, na manhã desta segunda-feira (12), que a vítima, Clodiany Carvalho Garcia, esposa do tenente-coronel, foi morta com quatro disparos de arma de fogo. O autor do crime, que se matou em seguida, era Miguel Gomes Neto, ex-comandante do 15º BPM.

Ainda segundo o delegado, a polícia havia recebido informação da família da vítima sobre a situação em que se encontrava: ela estava em uma casa com o PM, onde estava sofrendo agressões físicas.

Ao chegarem à residência, na manhã deste domingo (11), os policiais foram recebidos por Miguel Neto, que parecia tranquilo. Com marcas de agressões, a vítima já estava no carro da polícia quando pediu que o companheiro entregasse os pertences dela, que se encontravam no carro dele. Ao se aproximar, ele entregou as sacolas e disparou os tiros.

Quatro atingiram Clodiany; na testa, na boca, no pescoço e na clavícula. Instantes depois, o tenente-coronel apontou a pistola .40 para a própria cabeça e puxou o gatilho. Os dois policiais tentaram buscar atendimento médico para Clodiany, mas ela morreu no caminho para o hospital.

A arma passa por análise de peritos, e a as investigações sobre o caso continuam.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PM é preso suspeito de integrar bando de assalto a banco; 4 fuzis foram apreendidos

IMG-20170605-WA0029

As Polícias Militar e Civil do Maranhão apreenderam, nesta manhã de segunda-feira (5), 9 armas de fogo e prenderam em flagrante delito 3 indivíduos suspeitos de assalto a banco, entre eles um policial militar, soldado Mailton Pereira Pacheco, em Bela Vista.

A suspeita que eles iriam arrombar agências bancárias na região Pio XII e Bacabal.

Entre as armas estavam, 4 fuzis AR/M4 5.56, 3 pistolas, sendo duas de 9mm e ponto 380, 1 submetralhadora UZI israelense, 1 revólver calibre 38, 3 carregadores de pistola 24/7, rádio comunicador. Além de várias munições de grosso calibre, veículos VW/ Fox prata-placa DJG-9865, veículo Toyota Hilux cd 4×4-prata- placa OIS-1313, veículo Toyota Hilux cdsa a4td – Branca- placa ODT-8104 .

IMG-20170605-WA0041

Segundo a PM, na madrugada desta segunda-feira, a guarnição de serviço do DPM/FT/Monção foram informados que haviam elementos em carros tipo camioneta em Bela Vista do Maranhão.

De acordo com relatos, eram assaltantes de banco, foi composto um efetivo de 3 viaturas para verificar, ao chegar ao local identificamos os veículos e os elementos, entre eles o policial militar SD PM Mailton Pereira Pacheco, que portava uma pistola sem registro.

Na ocasião, o militar resistiu a prisão, mas os agentes conseguiram contê-lo.

Os suspeitos afirmaram que não se conheciam, apesar de estarem juntos no mesmo local.

Todos foram encaminhados para a delegacia para que fossem tomadas as medidas cabíveis.

thumbnail_IMG-20170605-WA0043


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Militar denuncia coronel e diz que policiais presenciaram a agressão

1494952004-431551722

O coronel da Polícia Militar, Terra Schultz, está sendo acusado de ter agredido uma policial na noite dessa quarta-feira (31), em São Luís. A militar procurou a Delegacia Especial da Mulher (DEM), na manhã desta quinta-feira (1º), para prestar queixa.

Segundo informações da delegada Wanda Moura, titular da DEM, a policial procurou a delegacia dizendo que teve um relacionamento amoroso com o coronel Marco Antônio Terra, comandante da 5ª Seção do Estado Maior Geral da Policia Militar do Maranhão, durante oito meses, e, na noite dessa quarta, eles tiveram uma discussão. A mulher afirma que, no decorrer da briga, o coronel a agrediu fisicamente com tapas no rosto, puxão de cabelo, apertões no braço e no pescoço, sendo que as agressões teriam durando cerca de três horas.

thumbnail_IMG-20170601-WA0046

“A vítima disse que parte dessas agressões foi cometida ainda dentro do Comando da Polícia Militar, sendo presenciada por outros policiais militares. Ela disse que foi feito o exame de corpo de delito e pedidas as medidas protetivas de urgência. Imediatamente quando a Delegacia da Mulher tomou conhecimento desse fato, oficiou ao comando da Polícia Militar solicitando a apresentação do coronel, que até agora não foi apresentado. A gente está aguardando a apresentação do suposto agressor e vai continuar as investigações” , explicou a delegada.

.Ainda de acordo com Wanda Moura, o comando da PM informou que está à procura do coronel Terra para que seja apresentado. Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-MA) informa que “o caso está sendo apurado pela Delegacia Especial da Mulher (DEM). A vítima já prestou depoimento e foi submetida a exames de corpo de delito. O suspeito de agressão também prestará depoimento”.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Coronel e soldada brigam por questão íntima dentro do Comando Geral da PM

thumbnail_IMG-20170601-WA0046

Coronel Terra

Um caso de agressão foi registrado, nesta quinta-feira (1º), no Comandado Geral da Polícia Militar, em São Luís.

Segundo relatos, houve uma briga verbal, que se transformou em física, entre coronel Terra Schultz, e uma soldada barra 16, identificada como Alexandra, no QG da PM.

Ainda de acordo com as informações, houve uma tentativa de disparo de arma de fogo, mas que foi impedida por outras pessoas.

O coronel levou a militar para uma sala para abafar o caso. Os dois são namorados e o motivo da briga seria a não aceitação do fim do relacionamento por parte da soldada.

A vítima já encaminhada para a Academia de Polícia Militar, e o subcomandante da PM, coronel Luongo, afirmou que medidas já estão sendo tomadas.

Vai ser instaurado um Inquérito Policial Militar, pois a ocorrência aconteceu no QG da instituição, e depois será feito encaminhamento do caso para a Delegacia Especial da Mulher.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime / Poder

Suspeito de matar militares no MA conversou com parente de policial

Soldado-Tiago-Viana-Tenente-Josuel-e-o-Soldado-Glaydstone

Após a morte do cabo Júlio César da Luz Pereira e do soldado Carlos Alberto Constantino Sousa, um dos suspeitos de cometer o crime, tenente Josuel Alves de Aguiar, chegou a conversar com um parente de um dos policiais que foram assassinados.

O diálogo se dá por meio do aplicativo WhatsApp e na mensagem Josuel afirma que não vai descansar até encontrar o militar. “Tô até doente. Mas não vou cessar até que encontre seu pai”, afirma.

E o familiar da vítima diz que não existe crime perfeito e que o caso está estranho. “Assim espero Tenente. Pois isso está muito estranho, sem pistas, sem paradeiro, não existe crime perfeito hoje”.

Preocupado com a possibilidade de ser descoberta a autoria do assassinato, o suspeito pergunta o que a pessoa acha sobre o crime. “Mas você acha o que assim? Tipo o que?”.

E o parente responde: “Eu acho que esse crime vai ser elucidado, pois Deus não dorme”.

Entenda o caso

O tenente Josuel e os soldados Tiago Viana Gonçalves e Gladstone de Sousa são acusados de assassinar o soldado Carlos Alberto Constantino Sousa e do cabo Júlio César da Luz Pereira, que estavam desaparecidos desde o dia 17 de novembro do ano passado.

Eles foram presos na noite de terça-feira (30), após o pedido da delegada Nilmar da Gama Rocha à Justiça Militar, que decretou a prisão dos acusados. A representação é da Polícia Civil, que concluiu as investigações do caso.

IMG_0763-e1496238164695


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Policiais envolvidos na morte de militares são identificados

Tenente-Josuel-Soldado-Tiago-Viana-e-o-Soldado-Glaydstone-e1496235236759

Os policiais militares acusados de assassinar o cabo Júlio César da Luz Pereira e o soldado Carlos Alberto Constantino Sousa foram identificados como tenente Josuel Alves de Aguiar e os soldados Tiago Viana Gonçalves e Gladstone de Sousa.

As informações são do Blog do Luis Pablo.

Júlio César e Carlos Alberto estavam desaparecido desde o dia 17 de novembro do ano passado, do município de Buriticupu-MA.

A prisão dos suspeitos atendeu ao pedido da delegada Nilmar da Gama Rocha à Justiça Militar, que decretou a prisão dos acusados. A representação é da Polícia Civil, que concluiu as investigações do caso.

O juizado de Buriticupu se fez por incompetente para o caso por ele se tratar de crime militar e deu o caso para a Justiça Militar, que decretou as prisões dos envolvidos.

Segundo informações da família, o tenente Josuel teria apagado filmagens do posto onde estava o carro do PM desaparecido e levou para o quartel com objetivo de dificultar as investigações.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.